Death: Os 22 anos de "Individual Thought Patterns"

Resenha - Individual Thought Patterns - Death

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por David Torres
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Lançado em 22 de junho de 1993, através da gravadora Relativity Records, “Individual Thought Patterns” é a quinta entrega de estúdio apresentada por Chuck Schuldiner e o seu Death. Sempre acompanhado de um time invejável de músicos e compositores, Schuldiner escolhe novamente a dedo o “lineup” que encabeça esse quinto álbum de estúdio, que além de trazer novamente o excelente baixista Steve DiGiorgio (Sadus, Vintersorg, Iced Earth, Autopsy, Testament, Control Denied e outros) – que já havia gravado o trabalho anterior, “Human” (1991) – reúne também o talentosíssimo baterista Gene Hoglan (Dark Angel, Testament, Fear Factory e outros) e o excepcional guitarrista Andy LaRocque (King Diamond, E.F. Band, IllWill, X-World/5). O resultado final, senhoras e senhores, é mais um registro impecável e recheado de composições inspiradas.
521 acessosDeath: relançamento de "Individual Thought Patterns" em outubro5000 acessosCinema: 60 filmes pra quem ama Rock e Metal

“Individual Thought Patterns”, assim como os trabalhos anteriores, com exceção do “debut” “Scream Bloody Gore” (1987), foi novamente produzido por Scott Burns (Cannibal Corpse, Demolition Hammer, Terrorizer). O disco mantém uma linha sonora similar ao registro anterior, “Human”, entretanto ruma para uma direção mais progressiva e flerta com elementos de Jazz em suas composições. O álbum se inicia com a furiosa “Overactive Imagination”, uma faixa recheada de “riffs” espetaculares, dona de uma “cozinha” absolutamente matadora de baixo e bateria, ótimos solos de guitarra e um desempenho vocal esmagador e acima de qualquer suspeita.

“In Human Form” é a faixa seguinte. A música começa cadenciadamente e não leva muito tempo para que uma nova sequência de arranjos mirabolantes e variações de andamentos muito criativas invadam os alto-falantes. Na sequência, “Jealousy” conta com uma pulsante marcação de baixo de Steve DiGiorgio, um excelente trabalho de bateria do monstro texano Gene Hoglan, além um trabalho de guitarras deslumbrante da dupla LaRocque/Schuldiner. As mudanças de andamento são bem construídas e completamente alucinantes, enlouquecendo os ouvintes a cada instante. Os acordes iniciais de “Trapped in a Corner” ecoam pelos alto-falantes, abrindo assim a quarta faixa do álbum. Não há muito que dissertar sobre essa faixa. É uma daquelas composições que já nascem clássicas, recheada de “feeling” e virtuosismo em suas notas afiadas e certeiras. Um dos grandes destaques da obra!

As palhetadas cadenciadas de “Nothing is Everything” apresentam a quinta composição do álbum. As melodias de guitarras criadas para essa música possuem um “feeling” descomunal e proporcionam uma viagem musical maravilhosa. A próxima faixa é “Mentally Blind” e novamente temos um instrumental executado com maestria por todos os músicos. Alternando de momentos mais agressivos para passagens mais harmônicas e cadenciadas, é também uma ótima música, novamente caminhando em uma direção progressiva e não menos intrigante. Suas harmonias de guitarra hipnotizam qualquer um e não há palavra capaz de descrever tal beleza musical. Os “riffs” afiados da faixa título, “Individual Thought Patterns” ecoam pelos alto-falantes. Schuldiner e Cia. jamais perdem a mão e nos brindam com mais uma composição bem construída e fascinante, repleta de atmosfera e criatividade em cada acorde. Uma introdução bastante melódica e dedilhada apresenta “Destiny”. Pouco depois, palhetadas pesadas entram em cena, bem como toda uma série de novos e portentosos arranjos.

A nona faixa do álbum é “Out of Touch”. A música possui uma introdução bastante atmosférica e interessante, que logo abre caminho para grandiosos “riffs” e solos, levadas sensacionais de bateria e baixo, além de mais variações de andamento. Esse grande registro chega ao fim com a espetacular “The Philosopher”. Essa composição é outro forte exemplo de composição que já nasceu um clássico, recheada de passagens instrumentais e vocais realmente marcantes, permeada por melodias belíssimas e que grudam na mente do ouvinte com uma facilidade tremenda. Essa música é a única do álbum a possuir um videoclipe. Um grande clássico e um dos maiores êxitos comerciais da banda, que encerra esse trabalho de estúdio de forma competente. Mesmo caminhando em uma direção mais experimental e complexa, “Individual Thought Patterns” é um excelente álbum, com composições bem elaboradas e coesas, cortesia de músicos de primeira linha que executam o seu trabalho com perfeição. Outra grande obra da discografia do Death e outro grande registro da década de noventa.

Escrito por David Torres

01. Overactive Imagination
02. In Human Form
03. Jealousy
04. Trapped in a Corner
05. Nothing Is Everything
06. Mentally Blind
07. Individual Thought Patterns
08. Destiny
09. Out of Touch
10. The Philosopher

Chuck Schuldiner (Vocal/Guitarra) (R.I.P. 2001)
Steve DiGiorgio (Baixo)
Andy LaRocque (Guitarra)
Gene Hoglan (Bateria)

https://www.youtube.com/watch?v=FnMgUBZ3H9c&list=PLLez-POwbB...

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Individual Thought Patterns - Death

3560 acessosDeath: A Evolução da Obra de Chuck Schuldiner5000 acessosResenha - Individual Thought Patterns - Death5000 acessosTradução - Individual Thought Patterns - Death

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 29 de junho de 2015

521 acessosDeath: relançamento de "Individual Thought Patterns" em outubro8 acessosEm 15/09/1998: Death lança o álbum The Sound Of Perseverance1414 acessosDeath: registro histórico e clássico de um ícone do Death Metal0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Death"

LoudwireLoudwire
Os 25 melhores álbuns de estreia do Metal

Heavy MetalHeavy Metal
Dez grandes acústicas de bandas do gênero

Judas PriestJudas Priest
"Painkiller" e seus diversos covers

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Death"

CinemaCinema
60 filmes pra quem ama Rock e Metal

Fotos de InfânciaFotos de Infância
Steven Tyler, do Aerosmith, muito antes da fama

HumorHumor
Quais são os rockstars mais chatos do mundo?

5000 acessosO tempo não para: fotos do antes e depois de alguns rockstars5000 acessosUltimate Classic Rock: as 25 músicas mais tristes da história5000 acessosTime Magazine: os 100 maiores álbuns de todos os tempos5000 acessosMetal Hammer: os dez personagens mais "metal" dos games5000 acessosJon Bon Jovi: quando um músico renomado tenta ser ator5000 acessosKiss: para Billy Johnson eles não são grande coisa

Sobre David Torres

Moderador e criador nas páginas Mundo Metal e The Old Thrash Metal, tem como estilo predileto o bom e velho Thrash Metal e procura sempre conhecer mais e mais acerca do estilo, assim como do Rock/Metal como um todo e as suas mais variadas vertentes e subgêneros.

Mais matérias de David Torres no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online