Death: Os 22 anos de "Individual Thought Patterns"

Resenha - Individual Thought Patterns - Death

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por David Torres
Enviar Correções  


Lançado em 22 de junho de 1993, através da gravadora Relativity Records, "Individual Thought Patterns" é a quinta entrega de estúdio apresentada por Chuck Schuldiner e o seu Death. Sempre acompanhado de um time invejável de músicos e compositores, Schuldiner escolhe novamente a dedo o "lineup" que encabeça esse quinto álbum de estúdio, que além de trazer novamente o excelente baixista Steve DiGiorgio (Sadus, Vintersorg, Iced Earth, Autopsy, Testament, Control Denied e outros) – que já havia gravado o trabalho anterior, "Human" (1991) – reúne também o talentosíssimo baterista Gene Hoglan (Dark Angel, Testament, Fear Factory e outros) e o excepcional guitarrista Andy LaRocque (King Diamond, E.F. Band, IllWill, X-World/5). O resultado final, senhoras e senhores, é mais um registro impecável e recheado de composições inspiradas.

Lista: as 10 maiores bandas de metal da Flórida, segundo a Metal HammerFotos de Infância: Bon Scott, do AC/DC

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Individual Thought Patterns", assim como os trabalhos anteriores, com exceção do "debut" "Scream Bloody Gore" (1987), foi novamente produzido por Scott Burns (Cannibal Corpse, Demolition Hammer, Terrorizer). O disco mantém uma linha sonora similar ao registro anterior, "Human", entretanto ruma para uma direção mais progressiva e flerta com elementos de Jazz em suas composições. O álbum se inicia com a furiosa "Overactive Imagination", uma faixa recheada de "riffs" espetaculares, dona de uma "cozinha" absolutamente matadora de baixo e bateria, ótimos solos de guitarra e um desempenho vocal esmagador e acima de qualquer suspeita.

"In Human Form" é a faixa seguinte. A música começa cadenciadamente e não leva muito tempo para que uma nova sequência de arranjos mirabolantes e variações de andamentos muito criativas invadam os alto-falantes. Na sequência, "Jealousy" conta com uma pulsante marcação de baixo de Steve DiGiorgio, um excelente trabalho de bateria do monstro texano Gene Hoglan, além um trabalho de guitarras deslumbrante da dupla LaRocque/Schuldiner. As mudanças de andamento são bem construídas e completamente alucinantes, enlouquecendo os ouvintes a cada instante. Os acordes iniciais de "Trapped in a Corner" ecoam pelos alto-falantes, abrindo assim a quarta faixa do álbum. Não há muito que dissertar sobre essa faixa. É uma daquelas composições que já nascem clássicas, recheada de "feeling" e virtuosismo em suas notas afiadas e certeiras. Um dos grandes destaques da obra!

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

As palhetadas cadenciadas de "Nothing is Everything" apresentam a quinta composição do álbum. As melodias de guitarras criadas para essa música possuem um "feeling" descomunal e proporcionam uma viagem musical maravilhosa. A próxima faixa é "Mentally Blind" e novamente temos um instrumental executado com maestria por todos os músicos. Alternando de momentos mais agressivos para passagens mais harmônicas e cadenciadas, é também uma ótima música, novamente caminhando em uma direção progressiva e não menos intrigante. Suas harmonias de guitarra hipnotizam qualquer um e não há palavra capaz de descrever tal beleza musical. Os "riffs" afiados da faixa título, "Individual Thought Patterns" ecoam pelos alto-falantes. Schuldiner e Cia. jamais perdem a mão e nos brindam com mais uma composição bem construída e fascinante, repleta de atmosfera e criatividade em cada acorde. Uma introdução bastante melódica e dedilhada apresenta "Destiny". Pouco depois, palhetadas pesadas entram em cena, bem como toda uma série de novos e portentosos arranjos.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A nona faixa do álbum é "Out of Touch". A música possui uma introdução bastante atmosférica e interessante, que logo abre caminho para grandiosos "riffs" e solos, levadas sensacionais de bateria e baixo, além de mais variações de andamento. Esse grande registro chega ao fim com a espetacular "The Philosopher". Essa composição é outro forte exemplo de composição que já nasceu um clássico, recheada de passagens instrumentais e vocais realmente marcantes, permeada por melodias belíssimas e que grudam na mente do ouvinte com uma facilidade tremenda. Essa música é a única do álbum a possuir um videoclipe. Um grande clássico e um dos maiores êxitos comerciais da banda, que encerra esse trabalho de estúdio de forma competente. Mesmo caminhando em uma direção mais experimental e complexa, "Individual Thought Patterns" é um excelente álbum, com composições bem elaboradas e coesas, cortesia de músicos de primeira linha que executam o seu trabalho com perfeição. Outra grande obra da discografia do Death e outro grande registro da década de noventa.

Escrito por David Torres

01. Overactive Imagination
02. In Human Form
03. Jealousy
04. Trapped in a Corner
05. Nothing Is Everything
06. Mentally Blind
07. Individual Thought Patterns
08. Destiny
09. Out of Touch
10. The Philosopher

Chuck Schuldiner (Vocal/Guitarra) (R.I.P. 2001)
Steve DiGiorgio (Baixo)
Andy LaRocque (Guitarra)
Gene Hoglan (Bateria)


Outras resenhas de Individual Thought Patterns - Death

Resenha - Individual Thought Patterns - DeathResenha - Individual Thought Patterns - DeathResenha - Individual Thought Patterns - Death



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Lista: as 10 maiores bandas de metal da Flórida, segundo a Metal HammerLista
As 10 maiores bandas de metal da Flórida, segundo a Metal Hammer

Lista: álbuns de metal extremo sem uma única música fracaLista
álbuns de metal extremo sem uma única música fraca

Death: álbum ao vivo com shows de 1990 e 1991 é lançadoDeath
álbum ao vivo com shows de 1990 e 1991 é lançado

Death: álbum ao vivo gravado em 1995 é lançado

Death: leia 1º capítulo de Death by Metal, a biografia de Chuck SchuldinerDeath
Leia 1º capítulo de Death by Metal, a biografia de Chuck Schuldiner

Há 53 anos: nascia o genial Chuck Schuldiner, um dos mestres do metalHá 53 anos
Nascia o genial Chuck Schuldiner, um dos mestres do metal

Death: Chuck Schuldiner disse que bateria e cagaria em Vince Neil, do Mötley CrüeDeath
Chuck Schuldiner disse que bateria e cagaria em Vince Neil, do Mötley Crüe

Death: gravadora lança show completo da banda em Tijuana

Death: novo álbum ao vivo é lançado, desta vez, com show realizado em 1990, no MéxicoDeath
Novo álbum ao vivo é lançado, desta vez, com show realizado em 1990, no México

Death: gravadora lança mais um show inédito da banda

Heavy Metal: dez grandes canções acústicas feitas por bandas do gêneroHeavy Metal
Dez grandes canções acústicas feitas por bandas do gênero

Em 13/12/2001: Chuck Schuldiner, do Death, morre por causa de um raro tumor cerebralEm 13/12/2001
Chuck Schuldiner, do Death, morre por causa de um raro tumor cerebral


Fotos de Infância: Bon Scott, do AC/DCFotos de Infância
Bon Scott, do AC/DC

Ultraje a Rigor: Roger diz que foi tratado como lixo pela equipe dos StonesUltraje a Rigor
Roger diz que foi tratado como lixo pela equipe dos Stones


Sobre David Torres

Moderador e criador nas páginas Mundo Metal e The Old Thrash Metal, tem como estilo predileto o bom e velho Thrash Metal e procura sempre conhecer mais e mais acerca do estilo, assim como do Rock/Metal como um todo e as suas mais variadas vertentes e subgêneros.

Mais matérias de David Torres no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280 Cli336x280