Warshipper: Dando uma nova cara ao Metal extremo

Resenha - Worshippers of Doom - Warshipper

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


A modernidade atingiu o Metal de vez e quando se lê ‘modernidade’ é bom não se confundir com ‘tendência’. Afinal, quase todos os estilos atingiram altos patamares, tanto em nível de técnica quanto em nível de produção e, como em todo caso, quando bem feito resulta em música de qualidade.
5000 acessosRock And Roll: últimas fotos em vida de músicos famosos5000 acessosHit Parader: Os maiores vocais do Heavy Metal segundo a revista

O Warshipper investe em um Metal extremo denso, carregado e brutal. Apesar da pendência para o Death Metal, a sonoridade imposta pela banda abrange muito mais do que isso. Aliando técnica e brutalidade com certa dose de melodia, a banda faz um som cheio de personalidade.

A intensidade transmitida por praticamente todas as seis composições (tirando uma intro e uma instrumental) é impressionante. Variando na levada rítmica, a banda consegue manter um clima apocalíptico durante o álbum todo, dando a sensação de que o ouvinte saiu de uma guerra no final da audição.

O fato de a banda priorizar o conjunto da obra e não atuações individuais de seus músicos é evidente, já que não há malabarismos, apesar da técnica dos músicos. Outro fator preponderante na qualidade do trabalho são os arranjos bem dosados de teclado executados por Jr Jacques (vocalista do Hammathaz).

As participações especiais afetaram e muito positivamente no resultado final, porque faixas como The Theatrical Dissection (com Rodolfo Nekathor), Paranormal Connection (com Adriano Perfetto, ex-ByWar) e Absence of Collors (com André Evaristo do Torture Squad) ficaram ótimas.

Ainda há backings de Manoel Hellsen, Adauto Vulture e Adriano Perfetto. Talvez uma produção levemente mais límpida atraísse ainda mais pontos ao disco, mas o trabalho feito por Jr Jacques no Ponto Sonnoro Studio e a masterização de Brendan Duffey no Norcal Studio são inquestionáveis. Ainda há uma arte de tirar o chapéu a cargo de Marcelo Vasco. Excelente!

https://www.facebook.com/Warshipper
http://warshipper.bandcamp.com/releases

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Warshipper"

Rock And RollRock And Roll
Últimas fotos em vida de músicos famosos

Hit ParaderHit Parader
Os maiores vocais do Heavy Metal segundo a revista

SlipknotSlipknot
Veja a evolução das máscaras de cada integrante da estreia aos dias atuais

5000 acessosHeavy Metal: as trinta maiores bandas de países diferentes5000 acessosDave Navarro: conheça a filha atriz pornô do músico5000 acessosAndre Matos: "Não estava preparado para cantar no Maiden!"4491 acessosStone Temple Pilots: Scott não tinha condições de ser o vocalista5000 acessosIron Maiden: Bruce Dickinson continua andando de metrô5000 acessosBruce Dickinson: o lado ator pouco explorado do vocalista

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online