Rolling Stones: O último álbum de alto calibre da banda

Resenha - Tattoo You - Rolling Stones

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por João Linhares
Enviar Correções  

9


Em 1981, os ROLLING STONES estavam sendo pressionados pela sua então gravadora, (Universal Musical Enterprises) a lançar um álbum do calibre de ''Some Girls'', após o contraditório ''Emotional Rescue''. E foi exatamente o que eles fizeram.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ao dar o play em meu LP recém adquirido em um sebo de minha cidade, é possível ouvir o riff frenético de ''Start me Up'', o single que promoveu o disco em seu lançamento, e provavelmente, uma das músicas mais conhecidas do grupo, estando presente em todos os shows da banda até hoje. Em seguida podemos ouvir a ótima ''Hangfire'', com backing vocals que remetem aos BEATLES, ''do do do, do do do, do do do, do do do do''. ''Slave'' é a próxima música do play, com uma bateria marcante e constante durante a maior parte da música, logo em seguida o riff ''swingado'', da guitarra de KEITH RICHARDS entra e logo podemos ouvir MICK JAGGER cantando os versos que se repetem durante boa parte da música ''Don't wanna' be you slave''. A música tem um ótimo solo de saxofone, além de ter um ritmo contagiante. Vale a pena conferir. Assim que ''Slave'' termina, é a vez de KEITH RICHARDS assumir os vocais da música que vem em seguida, Little T&A''. Provavelmente uma das melhores músicas do álbum, muito contagiante, com um refrão que gruda na cabeça, e uma letra ousada e pervertida, do jeito que só os ROLLING STONES sabem fazer. ''Black Limousine'' é um blues com uma pegada potente e ao mesmo tempo ''swingada'', com um solo de gaita muito legal. ''Neighbours'' talvez seja a melhor música do álbum em minha opinião, com CHARLIE WATTS mostrando seu poder nas baquetas, KEITH RICHARDS soltando mais um riff marcante para sua coleção e MICK JAGGER berrando no interlúdio da música de modo estranho, mas que por ventura encaixou certinho na música.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O lado B do disco é composto por músicas mais leves, com direito a piano e letras que tem um apelo mais para o sentimental. ''Worried About You'', esta na lista das melhores músicas do play. MICK JAGGER começa tocando piano e em seguida, começa a cantar os versos ''Sometimes I wonder why'' em uma voz extremamente diferente da que estamos acostumados a ouvir. Vale ressaltar também a importância dos backing vocals de KEITH RICHARDS no refrão , que traz um toque a mais na música. ''Tops'' é música boa, apesar de não ter nada demais, é contagiante com seu refrão e possui uma letra bonita. A próxima música do lado B do disco ''Heaven'', tem uma ''vibe'' meio viajante (lembrando um pouco Planet Caravan do BLACK SABBATH), KEITH RICHARDS usa muito Chorus em sua guitarra para nos presentear essa música, com seu ritmo ''Funkeado''. ''No Use In Crying'', é uma balada bem diferente do que os ROLLING STONES estão acostumados a fazer,o violão é trocado pelas guitarras carregadas de chorus de Ron e Keith. ''Waiting On A Friend'', tem uma pegada de SOUTHERN ROCK dos Estados Unidos, com um solo de Saxofone muito elegante.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Por muitos, esse foi considerado o ultimo álbum da alto calibre, dos ROLLING STONES, pessoalmente, eu acho que esse é um dos melhores registros da banda.


Cli336 Goo336 Goo336