James LaBrie: Mais um brilhante trabalho solo do vocalista

Resenha - Impermanent Resonance - James LaBrie

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Jorge Mezzomo Neto
Enviar correções  |  Ver Acessos


Comparações à parte, o vocalista canadense James LaBrie (pronuncia-se "LaBrí" - sim, apesar do sucesso de pelo menos duas décadas, muitos ainda se referem a ele como "LaBriê" ou, pior, "LeBrai") vem consolidando, paralelamente ao Dream Theater, um interessante acervo de trabalhos com sua banda solo.

Jordan Rudess: belo disco repleto de convidados especiaisSeparados no nascimento: Joe Satriani e Lord Voldemort

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Seu último disco, Impermanent Ressonance (2013), é mais um que está, no mínimo, do mesmo nível dos seus antecessores, os ótimos Static Impulse (2010) e Elements of Persuasion (2005). Este que marca o fim de uma fase na carreira do vocalista quando sua banda ainda era denominada Mullmuzzler onde, a julgar pelos trabalhos que se sucederam a partir da metade da década passada, a mudança não se limitou apenas ao nome.

Bem, a respeito do álbum, LaBrie conseguiu, mais uma vez com sucesso, introduzir elementos que parecem ser pouco interessantes para uma parte do público que aprecia seu trabalho apenas no Dream Theater como os vocais guturais do baterista Peter Wildoer, mesclando com ótimas melodias. Isso, aliás, está presente em boa parte do disco como a faixa de abertura, "Agony" e a ótima "Slight of Hand". O ponto alto do CD, no entanto, está nas canções em que James conduz os vocais sem o apoio de Peter, como a bela "Holding On", a seguinte "Lost in the Fire" e a brilhante "Back on The Ground". Aliás, esta última talvez esteja entre as melhores que a banda já lançou até então. Chama atenção a grande fase do vocalista como compositor o que faz com que o álbum seja um daqueles que você não sente a menor falta do botão que pula para a próxima faixa.

O disco é tão interessante que não seria uma heresia dizer que o projeto solo de James tem agradado mais que os últimos discos lançados pelo Dream Theater.


Outras resenhas de Impermanent Resonance - James LaBrie

James Labrie: trabalho solo moderno, pesado e muito cativanteJames Labrie
Trabalho solo moderno, pesado e muito cativante

James Labrie: mais melódico, porém não menos excepcional




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Dream Theater"Todas as matérias sobre "James Labrie"


Jordan Rudess: belo disco repleto de convidados especiais

Dream Theater: 30 anos depois, Charlie Dominici publica video raro da bandaDream Theater
30 anos depois, Charlie Dominici publica video raro da banda

Mike Portnoy: compartilhando imagens com a mãe, falecida tragicamenteMike Portnoy
Compartilhando imagens com a mãe, falecida tragicamente

Dream Theater: Mike Portnoy diz que precisava de um tempo da bandaDream Theater
Mike Portnoy diz que "precisava de um tempo" da banda

Dream Theater: fãs queriam Pull Me Under fora dos shows, crê James LaBrieDream Theater
Fãs queriam Pull Me Under fora dos shows, crê James LaBrie

Sons of Apollo: novo álbum MMXX será lançado em janeiro de 2020; veja teaserSons of Apollo
Novo álbum MMXX será lançado em janeiro de 2020; veja teaser

Mike Portnoy: no colo do Papai Noel e reclamando de horários de shows no BrasilMike Portnoy
No colo do Papai Noel e reclamando de horários de shows no Brasil

Mike Portnoy: como estão sendo os shows com Noturnall e Edu Falaschi no BrasilMike Portnoy
Como estão sendo os shows com Noturnall e Edu Falaschi no Brasil

Em 04/11/1956: nascia o tecladista Jordan Rudess

Mike Portnoy: assistindo a jogo do Atlético-MG com músicos brasileirosMike Portnoy
Assistindo a jogo do Atlético-MG com músicos brasileiros

Dream Theater: Petrucci demonstra o segredo do seu somDream Theater
Petrucci demonstra o segredo do seu som

John Petrucci: Quanto tempo fiquei sem tocar guitarra?John Petrucci
"Quanto tempo fiquei sem tocar guitarra?"


Separados no nascimento: Joe Satriani e Lord VoldemortSeparados no nascimento
Joe Satriani e Lord Voldemort

Bizarre Magazine: Quão bizarro é... Ronnie James DioBizarre Magazine
Quão bizarro é... Ronnie James Dio


Sobre Jorge Mezzomo Neto

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

adGoo336