Maquinarios: Rock'n'Roll na verdadeira acepção da palavra

Resenha - Seis Milhas para o Inferno - Maquinários

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Felipe Cipriani Ávila
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


O power trio catarinense Maquinarios nasceu no ano de 2009 e, apesar do pouco tempo de trajetória, apresenta uma sonoridade bem coesa e forte no seu EP de estreia, "Seis Milhas Para O Inferno". Os quatro temas presentes no trabalho soam honestos, pesados e diretos ao ponto, logo prendendo e, acima de tudo, divertindo o ouvinte.

Metallica: Trujillo e seus primos, membros de ganguesHard Rock: As bandas do gênero que ficaram para trás

Contando com ótima produção a cargo de Marcello Pompeu e Heros Trench, vocalista e guitarrista do veterano grupo paulistano Korzus, respectivamente, com gravação e mixagem no Mr. Som Studio, "Seis Milhas Para O Inferno" não necessita de muitas audições para ser assimilado e logo chamar atenção. O trio executa um som poderoso, eficiente e raçudo, que agradará em cheio aos fãs de rock'n'roll, no sentido mais amplo da palavra, não se prendendo, portanto, a subgêneros.

Não querendo, de modo algum, desvalorizar as faixas posteriores (pois também contêm predicados de sobra), a homônima já vale todo o EP, tamanha a sua qualidade, energia e poder de cativar o ouvinte logo nos primeiros acordes. Contando com as participações especiais do já mencionado Marcello Pompeu (Korzus) além de Rogério Fernandes (Carro Bomba), possui primoroso refrão, simples e de fácil memorização. Watson Silva não é apenas dono de uma voz característica e que prontamente empolga, mas também ótimo guitarrista, nos entregando riffs e solos capazes de animar até os mais desanimados dos seres.

Os temas restantes não ficam atrás no quesito energia, cumprindo com êxito o seu papel de divertir o ouvinte, fazendo-o esquecer dos problemas e correrias do dia a dia. "Além da estrada", "Sentido Contramão" e "Cinza Espúrio", apresentam tudo o que há de melhor no que se convencionou chamar de rock'n'roll, com um trio entrosado e entregando o melhor de si. Atente-se às letras, caro (a) leitor (a), pois elas são bem interessantes e criativas!

"Seis Milhas Para O Inferno" mostra três jovens executando um som bruto, sujo, honesto e pesado, sem invencionices e maiores experimentalismos. Indicado para todos que amam esse gênero que revolucionou (e permanece revolucionando) o mundo! Aprecie sem moderação, pois a diversão é mais do que garantida!

Confira o grupo executando a faixa título do EP:

Faixas:
1 - Seis Milhas Para O Inferno
2 - Além da Estrada
3 - Sentido Contramão
4 - Cinza Espúrio


Outras resenhas de Seis Milhas para o Inferno - Maquinários

Maquinários: Rock como deve ser feitoMaquinários: O bom rock nacional não está morto




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Maquinários"


Metallica: Trujillo e seus primos, membros de ganguesMetallica
Trujillo e seus primos, membros de gangues

Hard Rock: As bandas do gênero que ficaram para trásHard Rock
As bandas do gênero que ficaram para trás


Sobre Felipe Cipriani Ávila

Headbanger convicto e fanático, jornalista (graduado pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - PUC Minas), colecionador compulsivo de discos, não vive, de modo algum, sem música. Procura, sempre, se aprofundar no melhor gênero de música do mundo, o Heavy Metal, assim como no Rock'n'Roll, de um modo geral, passando pelo clássico, pelo progressivo, pelo Hard setentista e oitentista, e não se esquecendo do Blues. Play It Loud!

Mais matérias de Felipe Cipriani Ávila no Whiplash.Net.

adGooILQ