Matérias Mais Lidas

imagemEdgard Scandurra, do Ira!, explica atual sumiço do rock nas rádios brasileiras

imagemMarcello Pompeu, em busca de emprego, pede ajuda a seguidores

imagemRegis Tadeu explica porque o vinil e o Spotify vão despencar e o CD vai bombar

imagemOzzy Osbourne revela o único integrante de sua banda que saiu "do jeito certo"

imagemLuísa Sonza posta fotos com camiseta da banda de death metal Morbid Angel

imagemPink Floyd: Em entrevista de 1984, David Gilmour falou sobre "The Final Cut"

imagemDavid Gilmour surpreende ao responder se o Pink Floyd pode voltar a fazer shows

imagemO erro geográfico na letra de "All Star", música que Nando Reis fez para Cássia Eller

imagemO que mudou no rock dos anos 90 pra cá segundo Jimmy Page

imagemMax Cavalera e o conselho dado por Ozzy Osbourne: "ambos nos sentimos traídos"

imagemTaylor Hawkins: Ele estava cansado e pronto pra abandonar o Foo Fighters

imagemO clássico dos Titãs que rádios preferiam pagar multa da censura do que deixar de tocar

imagemQuem Glenn Hughes considera digno de substituí-lo como "a voz do rock"

imagemA opinião de Ozzy sobre o "Black Album", do Metallica; "Chegou na hora e lugar certos"

imagemConheça a "melhor banda com as melhores músicas" para Robert Smith, do The Cure


Stamp

Orchestre de Trenos: Metal e música clássica com qualidade

Resenha - Critique Of Musical Reason - Orchestre de Trenos

Por Leandro Fernandes
Em 18/10/14

Nota: 7

Esse é um trabalho extremamente bem feito e de muito bom gosto, algo que pouco podemos ver hoje, em se tratando da boa música. Orchestre de Trenos é uma banda oriunda da Ucrânia e seu som é baseado em um Metal sinfônico com fortes nuances de música clássica.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Aqui se encontra uma riqueza imensa de detalhes instrumentalmente falando, vai desde um riff até um acorde de violino feito com a mais suavidade que se pode encontrar em uma clássica feita de bom gosto. O emaranhado de instrumentos encontrados nesse excelente trabalho é de realmente se saciar de música boa. Pianos, flautas, baixo, bateria, violinos e afins, sem esquecer-se de uma bateria completamente rápida e técnica com uma pegada Heavy Metal.

O disco vem com onze faixas, algumas curtas como, por exemplo, a faixa introdutória Epigraph que é composta somente por pratos e um som bastante marcante do violoncelo. As faixas mais longas ganham grande destaque pelas variações contidas como Symphony #1 Libertas e Symphony #3 Deus que dão uma verdadeira aula de Metal sinfônico, com excelentes riff’s e um trabalho do baixo de bastante respeito, composto por ótimas escalas e linhas bastante precisas, sem deixar de lado o belo trabalho de flautas e piano que são de grande importância.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Algo que chama muito a atenção também é a faixa Prelude & Fugue A-Moll que consiste em um belo trabalho de órgão, executado em minúcias que realmente impressiona a cada nota tocada, pois existe uma pegada bastante progressiva. Outro grande destaque fica por conta da perfeita Sounds Of Silence que mostra um belo trabalho de violões com excelentes dedilhados e arranjos de pura perfeição.

Essa mistura entre o Metal e a música clássica é algo normal de ser ver nos dias de hoje, mas com essa qualidade e dinâmica, pouco se é visto. Grande disco que merece uma atenção a mais.

https://soundcloud.com/orchestre-de-trenos
https://www.facebook.com/andrew.black.31337
http://blogartemetal.blogspot.com.br/2014/10/orchestre-de-trenos-critique-of-musical.html

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

PRB
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Sobre Leandro Fernandes

Conheci o rock em 1992, tendo o primeiro disco do Iron Maiden. Com o passar dos anos me apeguei ao rock progressivo e tenho bandas como Pink Floyd, Jethro Tull, Rush e Uriah Heep sendo as favoritas. Profissional da área de T.I, casado e uma filha. Sempre buscando conhecimento no rock/metal em geral.

Mais matérias de Leandro Fernandes.