Matérias Mais Lidas

imagemBeatles: A música que Paul McCartney compôs para calar a boca de Pete Townshend

imagemAs 10 músicas mais estranhas do Guns N' Roses, em lista do Ultimate Classic Rock

imagemGene Simmons sobre o Ramones: "Punk nos EUA não significava nada"

imagemBlaze Bayley diz que um dos menores shows da carreira do Maiden foi o seu melhor

imagemMaranhão Open Air anuncia line-up com 24 bandas em dois dias

imagemCinco músicas lançadas após o ano 2000 que se tornaram clássicos do rock - Parte II

imagemA opinião de Dave Mustaine sobre a clássica "The Unforgiven", do Metallica

imagemDez clássicos do thrash metal que não foram gravados pelo "Big Four" - Parte I

imagem"Não venham aos shows do Pantera", pede Charlie Benante para os haters

imagemAudioslave: Tom Morello recorda seu sinistro primeiro encontro com Chris Cornell

imagemAs obscuras músicas favoritas do Red Hot Chili Peppers de John Frusciante

imagemPrika Amaral esclarece por que contratou apenas mulheres europeias para a Nervosa

imagemVocalista do Anvil afirma que Rob Halford e Ian Gillan são personagens

imagemIggor Cavalera relembra quando Max foi para delegacia e delegado palmeirense o salvou

imagemO hit do Engenheiros do Hawaii frequentemente confundido com confissão de aborto


Dream Theater 2022

Lottors: Trabalho diversificado e inspirado, foge do local comum

Resenha - Mirage - Lottors

Por Junior Frascá
Em 07/10/14

Nota: 9

Trio de São Ludgero/SC, formado por João Augusto (baixo e vocais), David Schlikmann (guitarra) e Julio Duarte (bateria), o LOTTORS sem dúvida é uma banda diferente, sendo até difícil classificar sua sonoridade dentro de algum dos subgêneros atuais do metal, tanto que os próprios caras intitulam seu estilo como "metal experimental".

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Só para você ter uma ideia da "loucura" (no melhor sentido do termo) musical proposta pela banda, são perceptíveis influências de bandas como NEVERMORE, COMMUNIC, DEATH, FEAR FACTORY, DREAM THEATER, DEATH, SUICIDAL TENDENCIES, RAGE AGAINST THE MACHINE, SUICIDE SILENCE e várias outras, traduzindo-se em uma sonoridade única, e que chega a dar um nó na cabeça do ouvinte.

Variando entre temas mais diretos e brutais, outros cheios de groove, e várias partes mais progressivas e intrincadas, a banda traz como destaques temas como " Beautiful Confusion", "All The Rest of Forgotten Ashes" (embora nessa o excesso de experimentalismo vocal tenha deixado alguns momentos bem estranhos), "Broken Bird", "Pot of Greed" e "Faceless" (a melhor do disco), sempre fugindo do lugar comum, e procurando avançar por caminhos não antes trilhados.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

A produção do material também é excelente (deixando tudo moderno e agressivo sem excessos), assim como a arte gráfica, que chama a atenção logo na primeira visualização.

Sem dúvida um trabalho muito interessante e instigante, que convida o ouvinte a sair de sua zona de conforto. E até por isso demanda algumas audições mais apuradas para que seja possível se perceber toda sua excelência.

Nota 9,0

Mirage - Lottors
(2014 – Nacional)

João Augusto - VOCALS/BASS @Joaolottors
David Schlickmann - GUITAR @davidkalid
Julio Duarte - DRUMS @julinhokirchner


Outras resenhas de Mirage - Lottors

Resenha - Mirage - Lottors

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Iron Maiden: Perguntas e respostas e curiosidades diversas

King Diamond: O que significa ser Satanista?


Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá.