Warfather: Debut de nova banda de ex-Morbid Angel

Resenha - Orchestrating The Apocalypse - Warfather

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Junior Frascá
Enviar Correções  

7


Se seu mentor e principal membro não fosse um ex- membro do MORBID ANGEL, uma das principais lendas do death metal mundial, sem dúvida o WARFATHER não teria a mesma repercussão que vem tendo no meio. Mas, por óbvio, a presença de Steve Tucker faz da banda um grande atrativo aos fãs da música extrema em geral, que ao menos têm a curiosidade de conhecer o que o cara anda fazendo ultimamente. E a resposta é uma só: death metal pesado, técnico e agressivo como de costume, mais voltado à velha escola, mas sem deixar de abrir os olhos para o lado mais moderno do estilo.

Além de vocalista, Steve também toca guitarra, e é acompanhado por Avgvstvs (baixo), Armatura (Guitarra solo) e Deimos (bateria), uma formação entrosada e técnica, que consegue criar música brutais e sombrias, que deverão agradar os fãs das mais variadas vertentes da música pesada, em especial os fãs do próprio MORBID ANGEL, e de bandas como NILE, KATAKLYSM e DEICIDE.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Estruturalmente, as faixas variam entre momentos mais rápidos, e outros mais cadenciados, onde alguma influência de thrash também é notada. E isso torna a audição do álbum menos cansativa.

Os vocais de Steve também estão muito bons e agressivos, remetendo aos últimos álbuns do DEICIDE.

Contudo, o grande problema do material é sua produção, realizada pelo próprio Steve. Não que seja péssima, mas é crua demais, com timbres não tão legais, e com os vocais se sobressaindo aos instrumentais em vários momentos. E embora isso possa ter sido uma escolha proposital, para deixar o álbum o mais "old school" possível, nas partes mais técnicas e complexas acabou por comprometer a total definição de todos os instrumentos.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Porém, não é nada que vá fazer com que os fãs do estilo deixem de apreciar ótimas faixas, como "Legions", "Taunting the Deity" e "Gods and Machines".

Orchestrating The Apocalypse - Warfather
(2014 – Greyhaze Records - Importado)

Tracklist:

01. XII 04:53
02. Legions 02:20
03. My Queen Shall Not Be Mourned 06:14
04. Taunting The Deity 00:34
05. The Shifting Poles 03:03
06. Waltz Of The Solstice 05:12
07. Summoning The Warfathers 00:48
08. Ageless Merciless 02:46
09. The Chaos Of 00:51
10. Gods And Machines 05:18
11. Ashes and Runes 05:15
12. We Are The Wolves 04:39




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Mônica Guedes: seus heróis morreram de overdose, os meus morrem na estrada, trabalhandoMônica Guedes
"seus heróis morreram de overdose, os meus morrem na estrada, trabalhando

Planno D: 10 coisas que irritam metaleiros (vídeo)Planno D
10 coisas que irritam metaleiros (vídeo)


Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.

Cli336 Goo336 Goo728