RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas


Stamp

Hagbard: Surgindo uma potencia do folk metal, não só nacional

Resenha - Rise of The Sea King - Hagbard

Por Junior Frascá
Postado em 18 de agosto de 2014

Nota: 8

Após dois demos muito bem aceitos pelo público headbanger, com ótimas críticas da imprensa especializada, finalmente é lançado o primeiro disco completo do HAGBARD, banda de Juiz de Fora (MG), que vem para colocar a banda como uma das grande representante do folk metal em terras brazucas (embora toda a temática dos caras seja focada na mitologia nórdica, que fique claro).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 1

E todas as expectativas criadas em torno da banda se concretizaram nesse seu primeiro CD, que é um verdadeiro deleite para os fãs do estilo, em especial de sua vertente mais agressiva, mas sem nunca abrir mão da melodia. Para se ter uma ideia do som dos caras, imaginem uma mistura coesa de TURISAS e AMON AMARTH, mas sem soar como cópia, trazendo muita personalidade.

Outro fator determinante para a excelência do material é a ótima produção do disco, que foi gravado no Brasil, mas mixado e masterizado na Suécia, por Jerry Torstersson, que fez um trabalho de tirar o chapéu, conseguindo extrair toda a essência do som do sexteto.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 2

O ponto em que se nota a maior evolução da banda em relação aos demos anteriores são as ótimas linhas de teclado de Gabriel Soares, que enriquecem ainda mais cada uma das 10 faixas do material, e para os vocais de Igor Rhein, na maioria das vezes bem agressivos, interpretando os temas de forma muito cativante, em especial nos momentos que possui o auxílio dos belos coros, que mostram a facilidade da banda em construir melodias memoráveis, mesmo diante da agressividade e do peso característicos do estilo, como em "Warrior’s Legacy", "Let us Bring Something for Bards to Sing" e "Dethroned Tyrant", as melhores do álbum.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 3

O destaque negativo fica para "Hidden Tears", que conta com os vocais de Vitória Vasconcelos, sendo uma faixa dramática e que não segue o padrão de qualidade das demais, mas que não retira o brilho do trabalho, que mostra uma banda madura, e cheia de garra rumo a seus objetivos.

Sem dúvida um álbum para ser apreciado por todos os fãs do estilo. Se for o seu caso, corra já atrás do seu!

Rise of The Sea King - Hagbard (2013 - Nacional)

Formação:
Igor Rhein nos vocais
Tiago Gonçalves e Danilo "Marreta" nas guitarras
Gabriel Soares nos Teclados, Flautas e Backing Vocals
Everton Moreira na Bateria
Rômulo Sancho no Baixo

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 4

Mais informações:
http://www.facebook.com/OfficialHagbard

Track list:

01. Eulogy Of Ancient Times
02. Warrior’s Legacy
03. Berserker’s Requiem
04. Mystical Land
05. Let Us Bring Something For Bards To Sing
06. Sail To War
07. March To Glory
08. Hidden Tears
09. Dethroned Tyrant
10. Until The End Of Day

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 5

Outras resenhas de Rise of The Sea King - Hagbard

Hagbard: Uma das melhores bandas de Folk Metal do Brasil

Hagbard: Todos os benvindos cacoetes do Folk Metal

Hagbard: Uma demostração do poder do Folk nacional

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Summer Breeze 2024

Stratosphere Project: O eco estrondoso da Via-Láctea fundindo-se nas dimensões ocultas

Perc3ption: A arte em situações extremas

"Here Comes The Rain", último registro do Magnum com Tony Clarkin, é mais um bom registro

Resenha - Nebro - Vesperaseth

Sepultura: Em plena forma e com mais um disco brilhante

Deep Purple: Who Do We Think We Are é um álbum injustiçado?

Deep Purple: Stormbringer é um álbum injustiçado?

Megadeth: recuperando a fúria que faltava


publicidadeAdriano Lourenço Barbosa | Airton Lopes | Alexandre Faria Abelleira | Alexandre Sampaio | André Frederico | Ary César Coelho Luz Silva | Assuires Vieira da Silva Junior | Bergrock Ferreira | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Alexandre da Silva Neto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cláudia Falci | Danilo Melo | Dymm Productions and Management | Efrem Maranhao Filho | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Fabio Henrique Lopes Collet e Silva | Filipe Matzembacker | Flávio dos Santos Cardoso | Frederico Holanda | Gabriel Fenili | George Morcerf | Henrique Haag Ribacki | Jesse Alves da Silva | João Alexandre Dantas | João Orlando Arantes Santana | Jorge Alexandre Nogueira Santos | José Patrick de Souza | Juvenal G. Junior | Leonardo Felipe Amorim | Luan Lima | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Marcus Vieira | Maurício Gioachini | Mauricio Nuno Santos | Odair de Abreu Lima | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Ricardo Cunha | Richard Malheiros | Sergio Luis Anaga | Silvia Gomes de Lima | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Victor Adriel | Victor Jose Camara | Vinicius Valter de Lemos | Walter Armellei Junior | Williams Ricardo Almeida de Oliveira | Yria Freitas Tandel |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.
Mais matérias de Junior Frascá.

 
 
 
 

RECEBA NOVIDADES SOBRE
ROCK E HEAVY METAL
NO WHATSAPP
ANUNCIAR NESTE SITE COM
MAIS DE 4 MILHÕES DE
VIEWS POR MÊS