RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemA atitude ousada da Legião Urbana ao peitar Globo e Faustão no meio de uma grande crise

imagemO Raul Seixas não era nada daquilo que ele falava, diz ex-parceiro musical

imagemA razão que levou Humberto Gessinger a decidir não usar mais nome "Engenheiros do Hawaii"

imagemPor que Gisele Bündchen e Ivete Sangalo deturparam "Imagine", segundo André Barcinski

imagemDiva Satânica explica qual foi a razão que a fez deixar a banda Nervosa

imagemO último show de Bon Scott com o AC/DC, três semanas antes de sua morte

imagemA hilária reação de Keith Richards ao encontrar músicos do Maneskin

imagemDavid Coverdale relembra parceria com Jimmy Page, e fala sobre relançamento

imagemAs duas razões que levaram RPM a passar por segunda separação em 2003

imagemEm entrevista, Tony Iommi contou como aprendeu a tocar guitarra

imagemAlém do Moonspell, São Paulo Metal Fest anuncia Beyond Creation em seu cast

imagemAngra parabeniza a aniversariante Sandy nas redes sociais

imagemJimmy Page sobre o "Presence": "Não se faz músicas como aquelas caindo de bêbado"

imagemGuitarrista do Offspring continuou em seu emprego normal mesmo depois da fama

imagemPrika explica por que nova vocalista da Nervosa não é brasileira e promete single em março


Summer Breeze

Alice Cooper: "A Fistful Of Alice", um ótimo registro ao vivo

Resenha - A Fistful Of Alice - Alice Cooper

Por Neimar Secco
Postado em 05 de agosto de 2014

Vinte anos depois de seu, até então, único álbum ao vivo ‘oficial’ - THE ALICE COOPER SHOW - e quase trinta depois de LIVE AT THE WHISKY A GO-GO, disco não oficialmente lançado pela banda, gravado antes mesmo de seu primeiro álbum de estúdio PRETTIES FOR YOU, Alice Cooper brinda seus fãs com um ótimo ao vivo.

Esqueça os shows em grandes arenas para milhares de fãs, esqueça todos os apetrechos e ‘atores’ das encenações teatrais típicas dos shows de Alice Cooper. Aqui,estamos de volta ao começo, de certa forma. Um show ‘som na caixa’, com a produção básica e necessária para um evento eficiente. O resultado: o ótimo A FISTFUL OF ALICE (também relançado anos depois sob o título LIVE AT CABO WABO).

Em 2 de Junho de 1996, na casa de shows de Sammy Hagar, no México e com participação dele na abertura do show (em School’s Out), Alice reuniu sua banda para esses shows (dois no CABO WABO) e posterior tour (School’s Out For Summer).

O show abre com os acordes de Sammy Hagar numa versão mais acelerada de ‘School’s Out. Em seguida, na versão japonesa do CD temos ‘Under My Wheels’, clássico do álbum KILLER, seguida por ‘I’m Eighteen’, que está bem melhor que a gravada no ao vivo anterior, com a única vantagem para a primeira sendo o dueto de guitarras de Steve Hunter e Dick Wagner.Uma introdução ‘em estilo flamenco’ abre o clássico em homenagem a Jim Morrison, ‘Desperado’. Em seguida, ‘Lost In America’, com a ótima participação de Slash, numa gravação que supera a original de estúdio, lançada dois anos antes em THE LAST TEMPTATION, álbum que já resenhei aqui no whiplash.

Teenage Lament ’74 é uma das surpresas desse show (CD) já que Alice não costuma incluir músicas de MUSCLE OF LOVE com muita frequência em seu setlist. Essa gravação supera a versão original de estúdio, com um ritmo mais acelerado e Alice cantando de forma bastante energética.

O clima suaviza um pouco com a balada ‘I Never Cry’, numa versão mais ‘clean’ desse clássico. Mas nada que impeça que ‘Poison’ "incendeie" a plateia novamente. Nesse ponto do show, novamente só na versão japonesa, temos uma dobradinha de faixas do multiplatinado TRASH, já que ‘Bed of Nails’ vem a seguir na versão japa do CD. Ainda na versão nipônica temos outra que Alice não inclui com frequência no setlist (embora tenha incluído na No More Mr. Nice Guy Tour de 2011) , ‘Clones (We’re All)’ do álbum FLUSH THE FASHION, de 1980. E para completar a ‘decepção’ de quem não teve acesso à versão japonesa, mais uma que, imperdoavelmente, só aparece nessa versão do cd: ‘No More Mr. Nice Guy’, que é seguida por ‘Billion Dollar Babies’.

O show segue com uma dobradinha de músicas do clássico WELCOME TO MY NIGHTMARE, a música título e ‘Only Women Bleed’, com uma introdução evocando o outro clássico essencial do álbum, ‘Steven’. ‘Only Women Bleed’ completa a "suíte" em homenagem a esse álbum com Slash novamente na guitarra.

No encerramento temos a participação de Rob Zombie numa versão um tanto fraca de ‘Feed My Frankenstein’ e também na música de encerramento ‘Elected’ que também conta com o retorno de Slash ao palco.

O disco encerra com uma música nova de estúdio, curiosamente produzida pelo próprio Alice Cooper, ‘Is Anyone Home’, uma balada com um breve acréscimo de violinos na metade da música e que fala das pessoas que passam grande parte do tempo na internet em busca de um amor, da sua cara metade.

NOTAS:

Summer ’96 Tour:

Essa foi uma tour americana, realizada em conjunto com os Scorpions. Os shows de Alice tiveram duração média de uma hora.

Reb Beach - Guitar, Vocals
Ryan Roxie – Guitar
Paul Taylor - Keyboards, Guitar
Todd Jensen - Bass, Vocals
Jimmy DeGrasso – Drums
Músicos em ‘Is Anyone Home’
Dan Wexler - Guitar
Steve Farris - Guitar
Matt Laug - Drums
Merrit Morrison - Bass
String Section (seção de cordas) - Bennett Salvey, Peter Kent, Mario DeLeon, Darrin McCann and Erika Duke-Kirkpatrick

FICHA TÉCNICA:
-- Produced and Engineered by Thom Panunzio
-- Recorded at the Cabo Wabo Cantina, Cabo San Lucas, Mexico on Sunday June 2, 1996
-- 'Is Anyone Home?' recorded at A&M studios and Phase Four recording in Tempe, AZ.
--'Is Anyone Home?' Produced by Alice Cooper.
-- Album Cover by Hugh Syme and Dimo Safari
-- Live shots by Alex Solca and Matt Sherlock

[an error occurred while processing this directive]

FAIXAS DA EDIÇÃO AMERICANA:

01 School's Out (Cooper, Bruce, Buxton, Dunaway, Smith) [4:24]
02 I'm Eighteen (Cooper, Bruce, Buxton, Dunaway, Smith) [3:47]
03 Desperado ( Cooper Bruce) [4:10]
04 Lost In America (Cooper, Wexler, Saylor) [4:15]
05 Teenage Lament '74 (Cooper, Smith) [3:28]
06 I Never Cry (Cooper,Wagner, Ezrin) [3:53]
07 Poison ( Cooper, Child, McCurry) [4:50]
08 Billion Dollar Babies (Cooper, Bruce, Vinson) [3:21]
09 Welcome To My Nightmare ( Cooper, Wagner) [4:54]
10 Only Women Bleed ( Cooper, Wagner) [6:54]
11 Feed My Frankenstein (Cooper, Mindwarp, Coler, Richardson) [4:28]
12 Elected (Cooper, Bruce, Buxton, Dunaway, Smith) [5:13]
13 Is Anyone Home? - (Cooper, Wexler, Saylor) [4:12]
(A edição japonesa inclui as faixas ‘Under My Wheels’ (2), ‘Bed Of Nails’ (9), Clones (We’re All) (10) eNo More Mr. Nice Guy (11).

[an error occurred while processing this directive]

CURIOSIDADES:

Um título cogitado para o álbum foi VIVA ALICE!
Steve Vai, Joe Satriani e Joey Ramone foram convidados para participar desse show, mas não puderam comparecer devido a outros compromissos.
How You Gonna See Me Now chegou a ser ensaiada, mas Alice decidiu não incluí-la nos shows.
Esses shows quase não contaram com a teatralidade habitual de Alice Cooper, mas tiveram algumas de suas marcas registradas: a camisa de força em ‘Ballad Of Dwight Fry’, a briga de gangues em ‘Gutter Cat vs, The Jets, a muleta em ‘I’m Eighteen’.

[an error occurred while processing this directive]

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Stamp

Alice Cooper e TNT: a semelhança de Be my Lover e Não Sei

Morte: confira 15 das melhores músicas sobre o tema


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Neimar Secco

Welcome to my nightmare. Sou professor de inglês e de português e também tradutor eventual. Rock sempre foi e continua sendo a minha trilha sonora de todas as horas. Minhas preferências são hard rock, progressivo e classic rock em geral (anos 60, 70 e 80). Bandas favoritas: Alice Cooper, Led Zeppelin, Black Sabbath, Ozzy Osbourne, Pink Floyd, Beatles, Creedence, The Doors, Dire Straits, entre muitas outras.
Mais matérias de Neimar Secco.