Blackmore's Night: Álbum não decepciona os fãs

Resenha - Dancer and the Moon - Blackmore's Night

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Gabriel Dias Oliviero
Enviar Correções  

8


A banda Blackmore's Night, que vem fazendo desde 1997 um excelente som folk, com um estilo renascentista tanto no som quanto no visual, lançou no início deste ano de 2014 o CD "Dancer and the Moon", que é o nono álbum de estúdio da banda.

Rainbow: vocalista faz tributo a Ronnie James Dio com cover de "Rainbow Eyes"Gibson: os 10 maiores bateristas de todos os tempos

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O novo álbum da banda não fere em nada a obra já publicada, pelo contrário só acrescenta valor. Podendo, aos fãs mais rigorosos, excluir apenas a primeira faixa "I Think It's Going To Rain Today" que é um pouco mais "pop" do que o Blackmore's Night costuma produzir, o CD mantém a mesma linha de composição da banda, tanto instrumental quanto poética. Trabalhando sempre com letras descritivas que rementem sensações ao ouvinte, que se tornam quase que reais através da harmonia e consegue com perfeição ambienta-lo a cada música.

O CD conta com dois covers: "Temple of the King", música dos primórdios do "Rainbow" (banda que tinha Ritchie Blackmore como integrante), que é gravada ao estilo já conhecido da banda. E "Lady in Black", música do Uriah Heep (excelente banda da década de 70) originalmente acústica, mas ainda assim um pouco modificada, não em sua harmonia, mas com a adição de elementos renascentitas, que resultou em uma ótima releitura.

O álbum trouxe também uma faixa emocionante chamada "Carry on...Jon". Um instrumental composto em homenagem a Jon Lord, tecladista do Deep Purple e Whitesnake, ex-companheiro de banda de Ritchie Blackmore. Destaca-se também o solo feito com o "Hammond organ" ao fim da música. Instrumento esse, que era usado por Jon.

Vale ser destacada também a faixa "Troika", que fala sobre a Rússia, e ao que parece, faz menção à antiga época do comunismo soviético.

De um modo geral, o álbum atinge seus objetivos de maneira satisfatória, não decepcionando aos fãs de sua obra já construída.




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Rainbow: vocalista faz tributo a Ronnie James Dio com cover de Rainbow EyesRainbow
Vocalista faz tributo a Ronnie James Dio com cover de "Rainbow Eyes"


Blackmore: como ele criou o riff de Smoke On The Water?Blackmore
Como ele criou o riff de Smoke On The Water?

Ritchie Blackmore: ele conquistou a esposa jogando meia na caraRitchie Blackmore
Ele conquistou a esposa jogando meia na cara


Gibson: os 10 maiores bateristas de todos os temposGibson
Os 10 maiores bateristas de todos os tempos

Slayer: a trágica e não revelada história do fim de Jeff HannemanSlayer
A trágica e não revelada história do fim de Jeff Hanneman


Sobre Gabriel Dias Oliviero

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, enviando sua descrição e link de uma foto.

Goo336x280 GooAdapHor