Cher: Sem dúvidas um álbum intrigante

Resenha - Closer to the Truth - Cher

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Jhony Uriel
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 10

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


História que todo mundo já conhece, difícil de compreender como uma lenda da música fica 11 anos sem lançar um álbum, sendo esta, a arrematadora das turnês mais lucrativas do mundo da música, juntamente com o U2, ROD STEWART, MADONNA e PAUL MACCRTNEY. Finalmente CHER deixa de protelar pelo lançamento do tão esperado álbum de inéditas. Desde quando anunciou a sua volta aos estúdios para a gravação de um então novo disco, desperta rumores de como uma cantora aos 67 anos conseguiria encarar uma turnê e a sequência de entrevistas e programas de televisão para divulgar o álbum.

Megadeth: "Magia negra arruinou minha vida", diz MustaineMetallica: A reação de James a famosos usando camisetas da banda

Ainda quebrando tabus, a cantora do hit hippie sessentista ''I Got you Babe'' mostra que para trabalhar não tem idade, a mesma diz: ''Ainda não aprendi como ser velha'', ela que com hits implacados na Billboard ainda continua com energia total para encarar a nova (e possivelmente a última turnê) Dressed to Kill Tour e aparece na capa do álbum com pouca roupa, como fazia em seus tempos de sex-simbol nos anos 80's enquanto cantava o sucesso Love Hurts. Seu 26º álbum de estúdio chega ás plateleiras do mundo em setembro de 2013 e agrada aos fãs e não somente, mas a crítica especializada, que classifica o álbum como um dos melhores lançamentos Dance dos últimos anos, sendo este substantivo, forte e emocionalmente amplo no aspecto lírico, característica que os fãs da Cher já consideram um marco para a cantora, músicas agradáveis e com mensagens equilibradas.

A cantora surpreende com o álbum devido a maneira cheia de foco em fazer Pop atemporal, bom de se ouvir independente da época, Cher aposta em um forte conteúdo lírico e também no que de mais expressivo e forte, a peça consistente que fará quem escuta o álbum cantorar os refrões durente dias seguidos: a sua VOZ. Dona de uma voz exótica e grave, ponto-chave pra quem a conhece, muitas pessoas confundem a sua voz com a voz de um homem, devido a tecitura amadurecida que a cantora possui. Cher em sua classificação vocal, é uma contralto-profunda, e seu alcance em graves é cheio de nuances. No novo álbum, sendo o mesmo inteiro inédito, nem todo o material fora totalmente desconhecido pelos fãs, devido à canção ''You Havent Seen the Last of Me'' já ter sido parte da trilha sonora de seu última longa-metragem: Burlesque (2010). E também pela canção ''Womans World'' já liberada para audição dos fãs no dia de ação de graças de 2012. E o destaque também às duas canções compostas pela cantora P!nk que entraram no álbum.

O disco começa com ''Womans World'', uma balada dançante que soa como hino feminista, a cantora da voz potencial ao Rock mostra como se faz Pop de forma inteligente e madura. O hit é dançante, e vem emplacando as pistas de dança com os remixes autorizados pela cantora, postados em seu canal do YouTube. E o vocal de Cher segue intacto e brilhante, mesmo no alto de seus 67 anos de idade. Ponto alto do álbum a canção ''Lovers Forever'' composta originalmente para a trilha sonora do filme 'Entrevista com um Vampiro', porém não lançada devido à cantora se encontrar em estúdio na gravação de seu álbum ''Its a Mans World'' (1995). A balada ''Sirens'' que faz referência sobre a tragédia do 11 de Setembro, é uma canção forte no álbum, canção escrita pela cantora P!nk, contribuição ao álbum de retorno de Cher, contém forte carga dramática e demonstração de poder vocal, sem dúvidas um dos hits do álbum. Por fim Cher ainda apresenta a canção ''I Hope You Find It'' que trata de uma relação finalizada, de maneira madura e natural aonde se deseja boas continuidades no amor para ambos.

Sem dúvidas um álbum intrigante, e que deixa claro que o preconceito de idade é para os atrasados. Ansiosos desde o lançamento do trabalho antecedente de Cher ''Living Proof'' (2001), os fãs podem se contentar com essa obra-prima como última obra de Cher, não se sabe se esse será mesmo o último álbum da cantora.

Tracklist:

1- Womans World
2- Take it Like a Men
3- My Love
4- Dressed to Kill
5- Red
6- Lovers Forever
7- I Walk Alone
8- Sirens
9- Favorite Scars
10- I Hope You Find It
11- Lie to Me




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Cher"


Megadeth: Magia negra arruinou minha vida, diz MustaineMegadeth
"Magia negra arruinou minha vida", diz Mustaine

Metallica: A reação de James a famosos usando camisetas da bandaMetallica
A reação de James a famosos usando camisetas da banda

Fotos de Infância: Skid RowFotos de Infância
Skid Row

Green Day: 10 coisas que você não sabe sobre a bandaA História Impopular dos Rolling Stones - Livro 2 - Mick TaylorBandas homônimas: Os verdadeiros Maiden, Nirvana, Skid Row e outros (vídeo)Jared Dines: as guitarras mais feias que ele já viu

Sobre Jhony Uriel

Jhony Uriel (ex-Banda Arkahan - gothic metal) é ator do Núcleo Teatral Opereta (N.T.O.), graduando em Arte pela Universidade Belas Artes, em São Paulo. Iniciou na área de comunicação e artes em 2007, atualmente está gravando o seu 3° álbum "Vou Querer te Ver" com repertório mpbístico. É membro fundador do Coletivo Artístico Barbane e foi crítico/colunista do Jornal Fatos durante 4 anos. Escreve sobre lançamento de álbuns musicais, entretenimento, peças teatrais, vídeo-clipes, livros, filmes e assuntos envoltos à área de cultura.

Mais matérias de Jhony Uriel no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336