RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemRoger Waters se defende, mas David Gilmour fica do lado da esposa e confirma tudo

imagemEm 1974, Raul Seixas explicava detalhes dos significados por trás da letra de "Gita"

imagemVeja o que esperar da turnê do Mayhem no Brasil

imagemQuem ganhou e quem devia ter ganhado o Grammy de metal desde 1989, segundo Loudwire

imagemRodinha de mosh gigantesca em show do System of a Down viraliza e impressiona

imagemJimmy Page diz não haver gênio no rock - mas um gênio fez ele se contradizer

imagemMegadeth é processado por artista que criou capa do último disco da banda

imagemO show do Engenheiros do Hawaii sem Humberto, que eles achavam que havia sido sequestrado

imagemO ponto fraco de Yngwie Malmsteen segundo Ronnie James Dio, em 1985

imagemAs 20 melhores músicas do Nightwish, em lista da Metal Hammer

imagemA reação de King Diamond ao ouvir Metallica tocando músicas do Mercyful Fate

imagemRússia pede para que Roger Waters fale com a ONU sobre a situação da Ucrânia

imagemPor que Herbert Vianna gosta muito do riff de “Eu Quero Ver o Oco” do Raimundos?

imagemBruce Dickinson explica como cuida de sua voz

imagemRoger Waters ataca a Ucrânia e é ofendido por esposa de David Gilmour


Def Leppard Motley Crue 2

Avenged Sevenfold: Primeiros passos rumo ao estrelato

Resenha - Waking The Fallen - Avenged Sevenfold

Por Diogo de França Santos
Postado em 25 de março de 2014

Nota: 8

Segundo álbum dos ainda garotos da Califórnia, "Waking The Fallen" mostra um Metalcore mais bem produzido que o álbum de estreia da banda. Lançado em 2003, o segundo e último álbum da banda "surfando" por esse estilo. Com uma sonoridade mais obscura e uma qualidade técnica aprimorada, o Avenged Sevenfold dá os seus primeiros passos rumo ao estrelato.

Vocal rasgado e riffs violentos, com muita distorção definem esse trabalho do A7X. Com um som completamente diferente dos últimos álbuns lançados. Voltamos aos primórdios da banda que viria a se tornar uma das mais amadas e odiadas do cenário.

"Waking The Fallen", intro que dá nome ao álbum, te "lança" ao estado de melancolia que virá a seguir. A amada pelos fãs, "Unholy Confessions", aparece, com seus riffs marcantes e sua sonoridade única. Presente em todos os shows do Avenged, "nua" e "crua", um dos sons mais marcantes da carreira da banda.

Logo após, "Chapter Four" dá as caras, canção baseada no capítulo da bíblia que deu nome a banda. Seu inicio é um destaque a parte, mostrando a qualidade inquestionável do falecido baterista The Rev, é outro ótimo som do álbum.

"Remenissions" e "Desecrate Through Reverence", com seus ritmos mais cadenciados, te preparam para a "injeção" de adrenalina que é "Eternal Rest". Que Começa com um solo do guitarrista Syn Gates, seguida pelo vocal e levada frenética características desse som.

Uma das melhores da discografia da banda aparece a seguir, "Second Heartbeat". Com um refrão que "gruda" na sua cabeça, com o baixo de Johnny Christ "transitando" pelas harmonias da música e o solo espetacular de Syn Gates esbanjando qualidade técnica e felling. Essa é a canção que mais se destaca no álbum.

"I Won't See You Tonight Pt 1" é a balada do álbum, M.Shadows interpreta essa música com o vocal limpo, que viria a se tornar sua marca. "I Won't See You Tonight, Pt. 2" é a mais fraca do álbum. "Clairvoyant Disease" é outra grande "fraqueza" do álbum, parece que foi composta apenas para completa-lo. "And All Things Will End" também não se destaca, mas fecha bem esse bom trabalho da banda.

"Waking The Fallen" é uma ótima pedida para quem é fã da banda e indispensável para quem curte o estilo. Mas peca na falta de qualidade de algumas músicas.


Outras resenhas de Waking The Fallen - Avenged Sevenfold

Resenha - Waking The Fallen - Avenged Sevenfold

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Stamp

Metal: As bandas mais expressivas surgidas nos últimos 15 anos

Riffs parecidos: Led, Sabbath, Maiden, Metallica, Dio, AC/DC e mais


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Diogo de França Santos

Diogo Santos, 21 anos, estudante de Marketing, paulistano, apaixonado por música, amante do heavy metal e suas vertentes, guitarrista quando lhe convém, frequentador de shows. Thrash metal é vida, ou morte, dependendo da sua visão. "You can't kill the metal, the metal will live on".
Mais matérias de Diogo de França Santos.