Alice Cooper: O segundo álbum da trilogia autobiográfica

Resenha - Lace And Whiskey - Alice Cooper

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Neimar Secco
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


LACE AND WHISKEY é o segundo álbum da trilogia autobiográfica de Alice Cooper. Dependência alcoólica, estrada, espiritualidade e humor se misturam aqui em um caldeirão em que todos esses ingredientes nos apresentam um americano de fibra: Vincent Damon Furnier, mais conhecido como Alice Cooper.
331 acessosAlice Cooper: apontando um revólver para Elvis Presley5000 acessosFolk Metal e Música Celta

No auge do punk, de um lado e da disco music, de outro, Alice Cooper lança o segundo álbum em que o principal tema é ele mesmo, embora ele esteja disfarçado em um personagem (Maurice Escargot) cujo nome foi ideia do amigo Peter Sellers e que foi criado para um romance que ele planejava escrever, mas nunca o fez.

Como é comum na obra de Alice, o álbum é composto de uma variedade de ritmos e sonoridades, todos de acordo com a temática de cada música.

O álbum abre com um hard rock pulsante, “It’s Hot Tonight”. Alusões à rotina de shows e a excitação da vida de rock star dão o tom da faixa de abertura.

A segunda faixa, “Lace And Whiskey”, música tema do álbum, é totalmente autorreferente, uma das tantas confissões do alcoolismo de Alice e uma música com arranjo e vocal também bastante envolventes a exemplo da faixa de abertura.

Alice Cooper com Peter Sellers e Jeanette Charles (sósia da rainha Elizabeth ll)
Alice Cooper com Peter Sellers e Jeanette Charles (sósia da rainha Elizabeth ll)

“Road Rats” é a música mais pesada do álbum, uma homenagem aos amigos por trás da banda, os roadies, aqueles que tornam possível tecnicamente a realização da maior satisfação do roqueiro: os shows.

Johnny Carson Show, entrevista para falar da “King Of The Silver Screen tour
Johnny Carson Show, entrevista para falar da “King Of The Silver Screen tour

O primeiro toque de humor vem com “Damned If You Do” em que o narrador descreve as aventuras de um amante que “faz a alegria” de mulheres casadas em meio aos perigos óbvios de sua “função”.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

O lado 1 fecha com a balada “You and Me”. Novamente uma balada, dessa vez romântica, é o hit do álbum. O porquê de seus hits na segunda metade da década de 1970 serem justamente as baladas é um misto de ironia e mistério, embora todas sejam de alta qualidade.

Maurice Escargot
Maurice Escargot

A música mais teatral do álbum abre o lado 2. “King Of The Silver Screen” é a história de um pedreiro cinéfilo e que gosta de se vestir de drag queen à noite. Alguns ícones do cinema das décadas de 30, 40 e 50 (atores e personagens) são homenageados na música: Greta Garbo, Rodolfo Valentino, Erryl Flynn, Fred Astaire, King Kong, etc.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Em seguida vem uma de suas personificações de Elvis Presley, a cover de um rockabilly dos anos 50, “Ubangi Stomp”.

Item promocional: livro com breve biografia e letras do álbum
Item promocional: livro com breve biografia e letras do álbum

“No More Love At Your Convenience” é a faixa disco do álbum. Alice novamente, a exemplo de “You Gotta Dance, do álbum anterior (Alice Cooper Goes To Hell) é o momento em que Alice se rende (ironiza) a disco music, tão em voga naquela época.

Se as três músicas iniciais do lado 2 são recheadas de humor e ironia, o momento de reflexão e introspecção chega com a linda balada “I Never Wrote Those Songs”, com destaque para os metais (saxofone e clarineta) de Ernie Watts.

E, para quem acredita(va) que Alice fosse um satanista ou algo parecido, devido a suas encenações de terror em cima do palco, a faixa de encerramento de LACE AND WHISKEY, a belíssima “My God” é um atestado de sua religiosidade.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

NOTAS:

FAIXAS:
1. It's Hot Tonight (Cooper, Wagner, Ezrin) [3:20]
2. Lace And Whiskey (Cooper, Wagner, Ezrin) [3:15]
3. Road Rats (Cooper, Wagner, Ezrin) [4:54]
4. Damned If You Do (Cooper, Wagner, Ezrin) [3:13]
5. You And Me (Cooper, Wagner) [5:11]
6. King of the Silver Screen (Cooper, Wagner, Ezrin) [5:35]
7. Ubangi Stomp (Chas Underwood) [2:12]
8. (No More) Love At Your Convenience (Cooper, Wagner, Ezrin) [3:49]
9. I Never Wrote Those Songs (Cooper, Wagner, Ezrin) [4:34]
10. My God (Cooper, Wagner, Ezrin) [5:42]

MÚSICOS:
Dick Wagner - Guitars, Vocals
Bob Ezrin - Keyboards, Vocals
Steve Hunter – Guitars
Babbitt – Bass
Tony Levin - Bass (2,4,7)
Prakash John - Bass (3)
Allan Schwartzberg – Drums
Jim Gordon - Drums (3,4,5)
Jim Maelen - percussion, vocals
Jozef Chirowski – keyboards
Al Macmillan - Piano (4)
Al Kooper - piano (4)
Ernie Watts - tenor sax and clarinet
Venetta Fields, Julia Tillman, Lorna Willard - Vocals (3)
Douglas Neslund and the California Boys' Choir - vocals
"E, claro, Alice Cooper como Vanna White, porque eu sou ‘the queen of the silver screen’".

Produzido por Bob Ezrin
Arranjos: Bob Ezrin e Al Macmillan.

Gravado em: Soundstage, Toronto, Cherokee Studios, Los Angeles, Record Plant, New York, RCA Hollywood, Producers Workshop, Los Angeles.
Mixado em Producers Workshop, Los Angeles
Alcoholic Advisor (Conselheiro alcoólico) - Joe Gannon
Design: Richard Seireeni/Rod Dyer
Fotografia: Richard Seireeni
Fotos de Alice: - Terry O'Neil

A TOUR:
King of the Silver Screen 1977

Dick Wagner – guitar
Steve Hunter – guitar
Prakash John – bass
Penti 'Whitey' Glan – drums
Fred Mandel - keyboards

Setlist
Instrumental Intro
Under My Wheels
Billion Dollar Babies
I'm Eighteen
Sick Things
Is It My Body
Devil's Food-The Black Widow
You and Me
Only Women Bleed
(fake commercials-tape)
Unfinished Sweet
Escape
I Love The Dead/Go To Hell/Wish You Were Here
I never Cry
(fake commercials-tape)
It's Hot Tonight
Lace and Whiskey
King of the Silver Screen
School's Out

This leg of the tour was recorded and released as 'The Alice Cooper Show'.

CURIOSIDADES:
-- “You and Me” foi interpretada em um show de Frank Sinatra em que Alice e o parceiro de composições do álbum seguinte, Bernie Taupin, estavam presentes.
-- O palco da “King Of The Silver Screen Tour” era uma tela de TV gigante e, no final do show, os botões da TV (para quem viveu essa época pré-controle remoto...) se soltavam e caíam enquanto a TV desmoronava sobre o palco.

Eis um item do programa de LACE & WHISKEY:
Quando você nasceu? 4 de fevereiro
Qual o seu signo? Aquário
Cor favorita? Preto
Show de TV favorito? The Gong Show
Maior Momento? Tocar em frente a 180.000 garoto(a)s no Brasil e quebrar o recorde mundial de audiência de concerto em local fechado.
Animal de estimação mais odiado? Meu pássaro
Ator favorito? Eu
Estimulante favorito? Whiskey
Músico favorito? Peter Townsend
Número que calça? 9
Café da manhã favorito? Não tomo café da manhã
Gibi favorito? Spiderman
Filme favorito? 'On the waterfront' (Sindicato de ladrões)
Livro favorito? 'Interview with a vampire'
Quem você ama? Sheryl
Grupo favorito? Stooges
Autor favorito? Kurt Vonnegut
Hobby favorito? Golf
Cidade favorita? Los Angeles
O que você gostaria de ser se não fosse um astro da música?What would you like to be if you weren't a top singing star? Designer
Estreia no show business? No Colégio
Pior momento no show business? Queda do palco durante um show e quebrar minhas costelas e rachar minha cabeça.
Pior cidade? Toledo
Maior vício? Beer
Pintor favorito? Dali
Ambições futuras? Dirigir filmes
Primeiro sucesso? 'I'm Eighteen'
Seu maior e favorite sucessoo? 'School's Out'
Seu pior medo? Cadeia. Culpa de Bud Freeman, mas as fotos são ótimas. Eu fui o garoto que fez todas as suas preces.

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

São Paulo TripSão Paulo Trip
Início das vendas e possível preço dos ingressos

331 acessosAlice Cooper: apontando um revólver para Elvis Presley0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Alice Cooper"

Alice CooperAlice Cooper
Algumas vezes ele quase morreu de verdade no palco

Alice CooperAlice Cooper
Uma completíssima biografia do pai do rock horror

Alice CooperAlice Cooper
O encontro bizarro com Elvis Presley

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Alice Cooper"

InfluênciasInfluências
Folk Metal e Música Celta

Iron MaidenIron Maiden
A ascenção, queda e ressurreição da Donzela

MacabroMacabro
A maioria dos bons não morre aos 27

5000 acessosJustin Bieber: fã de Led Zeppelin, AC/DC e Metallica?5000 acessosDimmu Borgir: Silenoz escolhe músicas para o Halloween5000 acessosHard Rock: as 25 melhores músicas acústicas do gênero5000 acessosBernie Torme: substituir Randy Rhoads era horrível5000 acessosMotorhead: a bizarra memorabilia nazista de Lemmy5000 acessosHeavy Metal: A História Completa (Ian Christe)

Sobre Neimar Secco

Welcome to my nightmare. Sou professor de inglês e de português e também tradutor eventual. Rock sempre foi e continua sendo a minha trilha sonora de todas as horas. Minhas preferências são hard rock, progressivo e classic rock em geral (anos 60, 70 e 80). Bandas favoritas: Alice Cooper, Led Zeppelin, Black Sabbath, Ozzy Osbourne, Pink Floyd, Beatles, Creedence, The Doors, Dire Straits, entre muitas outras.

Mais matérias de Neimar Secco no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online