Beatles: Continuando a saga da maior banda de todos os tempos...

Resenha - With the Beatles - Beatles

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vicente Reckziegel
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 7

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


O segundo disco dos Beatles é quase que uma continuação de seu Debut "Please Please Me". Algo compreensível, visto que sua gravação ocorreu apenas pouco mais de meio ano após o álbum de estréia, algo que nos dias de hoje seria algo impensável, visto que a maioria das bandas leva anos entre cada lançamento. Mas ali era uma época diferente, padrões diferentes, em que um grupo que ficasse fora da mídia (rádios) logo era atropelado pelas demais na explosão que foi o rock n'roll naquele principio dos anos sessenta, principalmente na Inglaterra.

Beatles: banda planejava gravar álbum após Abbey Road com destaque a HarrisonGosto Musical: artistas falam do que devia ser banido para sempre

Sem dúvida, é diferente fazer uma resenha de um disco de um grupo que já encerrou suas atividades há décadas, do que resenhar um álbum recém lançado de uma banda em plena atividade. Principalmente quando se trata de uma "simples banda" como o quarteto de Liverpool. E ainda mais quando se tenta tecer uma pequena critica deste album em questão.

Dizer que "With the Beatles" é um disco ruim é quase uma heresia, e não pretendo cometer tal ato, até porque não seria o caso aqui. Mas para quem conhece toda a discografia da banda, repleta de obras-prima, sabe que o registro em questão não seria um dos Top 5, apesar de conter músicas excelentes.

Na verdade, aqui talvez tenhamos os melhores covers da banda, como a grande "Please Mister Postman, a fantástica "Roll Over Beethoven" (talvez a melhor regravação da banda, com uma grande atuação de George Harrison, uma música que é impossível evitar a empolgação ao escutá-la) e "Money", uma música que casa perfeitamente com a interpretação quase "sacana" de John Lennon. Entretanto, em uma via contrário, não traz as composições mais inspiradas deles como compositores, exceção obvia a espetacular "All my Loving", presença constante até hoje nos shows do Paul McCartney.

"With the Beatles" traz também a primeira composição de Harrison, "Don't Bother Me", que em comparação as suas músicas dos anos seguintes pode ser considerada somente mediana, e a tradicional faixa cantada por Ringo Starr, nesse caso "I Wanna Be your Man", que havia sido gravada algumas semanas antes pelos Rolling Stones, como uma espécie de presente de McCartney e Lennon para a banda, mas que acabou sendo aproveitada igualmente pelos Beatles.

Em qualquer discografia, "With the Beatles" seria um grande momento, mas por tudo que a banda realizou nos anos posteriores, fica aquela sensação de "sim, é bom, mas os próximos é que realmente são os clássicos". Mas nada que realmente tire o brilho de mais uma grande obra da maior banda de todos os tempos.

A Seguir: O melhor disco da fase inocente da banda...

Tracklist:

1.It Won't Be Long
2.All I've Got To Do
3.All My Loving
4.Don't Bother Me
5.Little Child
6.Till There Was You
7.Please Mister Postman
8.Roll Over Beethoven
9.Hold Me Tight
10.You Really Got a Hold On Me
11.I Wanna Be Your Man
12.Devil In Her Heart
13.Not a Second Time
14.Money (That's What I Want)




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Beatles"


Beatles: banda planejava gravar álbum após Abbey Road com destaque a HarrisonMeteoro: A Conspiração Beatles divulgada por Olavo de CarvalhoCanal NB: Olavo de Carvalho e o satanismo dos BeatlesBeatles: Maurício Ricardo comenta a estranha teoria de Olavo de CarvalhoBeatles: ouça versão remixada de "Oh! Darling" do relançamento de Abbey RoadBeatles: Olavo de Carvalho diz que eles eram satanistas e semi-analfabetos em músicaPaul McCartney: 1959 a 2019, a trajetória do lendário músico em animaçãoClassic Rock: Os 50 anos de Abbey Road na capa da revistaBeatles: Crítica de "Yesterday", filme inspirado na banda (vídeo)Beatles: Abbey Road, uma Rua para o UniversoJulie Dexter: Sem Medo de Modificar Beatles, Marvin Gaye e ArethaBruno Rocker: 11 grandes solos de guitarra dos Beatles

Drake: após bater recorde, rapper faz tatuagem zoando os BeatlesDrake
Após bater recorde, rapper faz tatuagem zoando os Beatles

John Lennon: como foi o último dia do ex-Beatle (vídeo)Beatles: Ouça uma das faixas inéditas da reedição de Abbey Road

Q Magazine: as canções que mudaram o mundoQ Magazine
As canções que mudaram o mundo

Pattie Boyd: o infernal triângulo com George Harrison e Eric ClaptonPattie Boyd
O infernal triângulo com George Harrison e Eric Clapton

Rock In Peace: As mortes mais marcantes do Rock/MetalRock In Peace
As mortes mais marcantes do Rock/Metal


Gosto Musical: artistas falam do que devia ser banido para sempreGosto Musical
Artistas falam do que devia ser banido para sempre

Guitarristas e vocalistas: os 10 melhores casamentosGuitarristas e vocalistas
Os 10 melhores "casamentos"

King Diamond: o Rei SatânicoKing Diamond
O "Rei Satânico"

Dream Theater: o suposto plágio de música de Leandro & Leonardo?Blaze Bayley: "é melhor ser ex do Iron que do A-HA"Jingle true: "Ooolha o Léééééééó ha ha ha ha ha ha ha ha!"Ted Nugent: o que ele faria se seu filho fosse gay?

Sobre Vicente Reckziegel

Servidor público, escritor, mas principalmente um apaixonado pelo Rock e Metal há pelo menos duas décadas. Mantêm o Blog Witheverytearadream desde Dezembro de 2007. Natural e ainda morador de uma pequena cidade no interior do Rio Grande do Sul, chamada Estrela. Há muitos anos atrás tentou ser músico, mas notou que faltava algo simples: habilidade para tocar qualquer instrumento. Acredita na música feita no Brasil, e gosta de todos os gêneros, desde Rock clássico até Black Metal.

Mais matérias de Vicente Reckziegel no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336