RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemO grande amor de Renato Russo que durou pouco mas marcou sua vida para sempre

imagemThiago Bianchi explica sucessão de problemas durante show de Paul Di'Anno

imagemMustaine tentou fazer hit radiofônico e acabou escrevendo a "música mais idiota" do Megadeth

imagemO clássico da banda Evanescence que a vocalista Amy Lee odiava

imagemOs 4 fatores determinantes que levaram Renato Russo a dependência química

imagemA opinião de Paul McCartney sobre a música dos Sex Pistols

imagemA música de Raul Seixas que salvou a carreira de Chitãozinho e Xororó

imagemOs 10 maiores vocalistas de heavy metal de todos os tempos, em lista do Ruthless Metal

imagemA opinião de Slash sobre Dave Mustaine e "Rust In Peace", clássico do Megadeth

imagemIron Maiden, RATM e Soundgarden são indicados ao Rock And Roll Hall Of Fame

imagemOmelete diz que heavy metal pertence agora à nova geração e não ao tiozão headbanger

imagemO dia que João Gordo xingou Ayrton Senna por piloto se recusar a dar entrevista a ele

imagemPara John Lennon, os Beatles poderiam ter acontecido sem George e Ringo

imagemComo Tommy Lee e o Mötley Crüe ajudaram Axl Rose a escrever "November Rain"

imagemMike Portnoy escolhe os álbuns preferidos de sua adolescência


Stamp

Broken Fate: Thrash Metal nos moldes atuais

Resenha - Rise To The Dream - Broken Fate

Por Vitor Franceschini
Postado em 14 de dezembro de 2013

Nota: 8

Com a porrada de bandas que aderiram o retro-Thrash, ou seja, o surgimento maciço de grupos influenciados pelo Thrash Metal da decada de 80, a coisa se tornou um tanto quanto mesmice. Não que não tenha sido uma boa, mas muitas bandas se parecem entre si, pelo menos na opinião desse que vos escreve.

Por isso, é interessante ouvir bandas como estes suíços do Broken Fate. Afinal, os caras investem no referido estilo, porém na sua forma evolutiva, ou seja, nada datado ou cheio de clichês. O quarteto de Zurique possui influências oitentistas, mas consegue soar atual devido à técnica e melodia impostas na medida certa.

Ao mesmo tempo, a banda consegue não soar tendenciosa. Isso se deve talvez a leve pitada de Metal tradicional, além da pegada ‘rocker’ que as composições possuem. Outro fator preponderante na sonoridade da banda é que investem em uma boa variação de ritmo, não apostando na velocidade a todo o momento.

As faixas possuem um bom equilíbrio entre si impedindo que alguma se destaque mais que as outras. Melhor falar do belo trabalho das guitarras que aliam peso e técnica, da bateria com pegada e do baixo pulsante. Um bom EP que encaminha bem a banda para o seu debut.

http://www.broken-fate.ch/
https://www.facebook.com/brokenfate6

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps



Slayer: a trágica e não revelada história do fim de Jeff Hanneman

Slayer: a trágica e não revelada história do fim de Jeff Hanneman


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.
Mais matérias de Vitor Franceschini.