RDP: "Ao vivo" mostra o que é um show de verdade

Resenha - RDP Ao vivo - Ratos de Porão

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Rodrigo Noé de Souza
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 10

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


O ano era 1992. O Brasil sofria um dos maiores escândalos da sua história (muito antes do Mensalão). O povo foi às ruas, pintaram suas caras e exigiram que seu líder maior saísse da sua cadeira e não voltasse mais. Para que você entendesse melhor, musicalmente falando, nada melhor do que uma trilha sonora BEM apropriada sobre esse assunto.
340 acessosPanelaço do João Gordo: tortilha espanhola com Sorin e chef Diana5000 acessosCoincidências: Imagens usadas por grandes bandas em outras capas?

O Ratos De Porão estava no auge da sua maldita carreira, após a repercussão dos seus álbuns Brasil (1989) e Anarkophobia (1991). Para coroar essa pestilenta ascensão, nada melhor do que registrar tudo isso em uma apresentação pra lá de Bagdá (se fosse por lá, não sobraria ninguém pra contar história!).

João Gordo (guela e pança), Jão (viola e cabelo), Jabá (birimbau e buné) e Boka (taco de baseball e prancha de isopor, estreando de forma espetacular) torturam um monte de retardados e noiados de Noé ao som de 27 (ou 30, pois no encarte não constam as outras três) patadas de deixar qualquer parlamentar à beira de um ataque de pelanca. Não perderam um milésimo de sua brutalidade.

Se quiser sentir toda a ira que esse país nos transmite, escute as obrigatórias (se é que tenho que destacar alguma, pois tudo resume a fúria e faca nos dentes desse, que foi chamado de traidor do movimento Punk) Beber Até Morrer, Sofrer, Crucificados Pelo Sistema, Anarkophobia, o “hitzinho idiota” Aids/Pop/Repressão, Crise Geral, Herança (que poderia ser dedicada à Suzanne Von Ritchofen), Igreja Universal... Ufa!

Esperem, ainda tem as ácidas Caos, Guerrear, Políticos Em Nome do Povo, Paranóia Nuclear, a cover dos “mais punks do mundo”, Extreme Noise Terror, Work For Never. Introduzindo em formato acústico, o Olho Seco foi homenageado com Que Vergonha. Em tempos de Plano Collor, as Plano Furado I e II resumem a crise financeira que pesou o bolso do brasileiro.

Como tinha dito, após a Igreja Universal, ainda têm as outras três faixas Novo Vietnã, Agressão/Repressão e Poluição Atômica. Enfim, quem viveu essa época de vacas magras, por culpa desse presidente que se queimou no inferno, saiba que até hoje NADA mudou e o Brasil continua a mesma sujeira de sempre. E, mesmo com os protestos que tivemos por aqui, os problemas ainda continuam.

Para os que acham que os shows desses sertanojo universotário uma maravilha, ouçam esse disco e descubram o que é um show de verdade.

Formação:

João Gordo (guela e pança)
Jão (viola e cabelo)
Jabá (birimbau e buné)
Boka (taco de baseball e prancha de surfe)

Tracklist:

1-Morrer
2-Mad Society
3-Crianças sem Futuro
4-Ascensão e Queda
5-Beber Até Morrer
6-Máquina Militar
7-Guerrear
8-Políticos em Nome do Povo
9-Caos
10-Sofrer
11-Crucificados pelo Sistema
12-Vida Animal
13-Plano Furado I
14-Plano Furado II
15-Anarkophobia
16-Aids, Pop, Repressão
17-Realidades da Guerra
18-Work for Never (Extreme Noise Terror cover)
19-Velhus Decreptus
20-Herança
21-Paranóia Nuclear
22-Crise Geral
23-Que Vergonha (Olho Seco cover)
24-V.C.D.M.S.A.
25-Cérebros Atômicos
26-Sentir Ódio e Nada Mais
27-Igreja Universal (incluindo as não creditadas Novo Vietnã, Agressão/Repressão e Poluição Atômica)

Confiram os vídeos abaixo - Aids/POP/Repressão:

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Sofrer:

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Beber Até Morrer:

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Heavy MetalHeavy Metal
As dez melhores bandas sul-americanas do gênero

340 acessosPanelaço do João Gordo: tortilha espanhola com Sorin e chef Diana427 acessosRatos de Porão: "Onisciente Coletivo" sairá em box set vinil 4x7"185 acessosPanelaço do João Gordo: Baião de dois com Nina Rosa e Alan Chaves645 acessosRatos de Porão: veja making of do inédito DVD de 30 Anos da banda417 acessosPanelaço do João Gordo: Jaca atolada com Ice Blue0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Ratos De Porao"

Ratos de PorãoRatos de Porão
Assista à entrevista de Gordo ao Cocoricó

Top 5Top 5
Discos de metal nacional com nomes de outros estilos

João GordoJoão Gordo
André Barcinski relembra "causo" na Fórmula 1

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Ratos De Porao"

CoincidênciasCoincidências
Imagens usadas por grandes bandas em outras capas?

King DiamondKing Diamond
"Satanismo é mais uma filosofia que uma religião!"

Mike ManginiMike Mangini
Um dos bateristas mais rápidos do mundo?

5000 acessosPoeira: Rockstars e as bandas que eles sonhavam fazer parte5000 acessosKing Diamond: o "Rei Satânico"5000 acessosO lado escuro do rock: você acredita em magia negra?5000 acessosBlack Sabbath: todos os instrumentos que Tony Iommi tocou nos discos5000 acessosLars Ulrich: O motivo pelo qual o Big Four tocou "Am I Evil"5000 acessosAC/DC - Perguntas e Respostas

Sobre Rodrigo Noé de Souza

Nasci em 1984. Esse ano não é só o início de uma nova democracia, mas também é o ano em que vários discos foram lançados, como Powerslave (IRON MAIDEN), Stay Hungry (TWISTED SISTER), W.A.S.P., Don´t Break The Oath (Mercyful Fate), Slide It In (WHITESNAKE), 1984 (VAN HALEN), The Last In Line (DIO) e, o meu favorito de todos, Ride the Lightning (METALLICA). Sou um aficcionado por Metal, desde AC/DC e ZZ Top, até Anaal Nathrakh e Krisiun. Sou Jornalista, blogueiro, facebookeiro, o que for. Quem quiser saber o que eu escrevo, acessem meu blog: www.esporropublico.zip.net.

Mais matérias de Rodrigo Noé de Souza no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online