Iced Earth: Mais um excepcional registro ao vivo!

Resenha - Live In Ancient Kourion - Iced Earth

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Felipe Cipriani Ávila
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 10

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Eis que o Iced Earth nos brinda com mais um belo álbum ao vivo! Após "Dystopia" (2011), primeiro disco de estúdio contando com o novo vocalista, Stu Block (Into Eternity), substituindo Matthew Barlow, a banda grava o seu terceiro disco ao vivo, dessa vez em Limassol, Cyprus, e, mais uma vez, nos deixa extasiados com uma magnífica performance!
982 acessosIced Earth: Jon Schaffer comenta sobre os primórdios, os fãs e mais5000 acessosCourtney Love: "Parei com drogas e transei como um coelho"

Sendo o primeiro registro ao vivo contando com Stu Block, natural que haja uma atenção minuciosa quanto ao seu desempenho, e até certa desconfiança inicial por parte dos fãs mais tradicionais, já que ele está substituindo um vocalista como Matthew Barlow, que fez história na banda, gravando vários clássicos. Quer dizer, este ficou um longo período no Iced Earth, tendo gravado ao todo, levando-se em conta o seu retorno em 2007, cinco discos de estúdio, sendo o terceiro vocalista que passou pela formação da banda à época de sua entrada, em 1993, já que os dois primeiros discos de estúdio, "Iced Earth" (1990) e "Night Of The Stormrider" (1991), foram gravados por dois vocalistas distintos, Gene Adam e John Greely, respectivamente.

Nesse ínterim, é compreensível a responsabilidade de Stu Block, levando-se em conta que este teve que provar, também, capacidade para cantar músicas da época de Tim "Ripper" Owens, que gravou dois discos de estúdio com a banda, e possui belos dotes vocais, como todos já sabem!

Mas o fato é que Stu Block se mostrou uma grata surpresa desde a sua entrada na banda, em 2011, sendo o substituto adequado para Matthew Barlow! E isso já pôde ser comprovado em "Dystopia", excelente disco, lançado no mesmo ano da sua entrada, que nos brindou com dez ótimas faixas, do mais puro Heavy Metal, com todos os elementos que fizeram a banda ser amada e cultuada por uma legião de fãs! E, com "Live In Ancient Kourion", este nos comprova que veio mesmo para ficar, cantando com desenvoltura todas as músicas do longo set-list, das mais novas até as mais antigas, excetuando-se “Stormrider”, que conta com mais uma atuação magistral do mentor, “patrão”, grande compositor, e único membro de todas as formações, Jon Schaffer! A banda toda se mostrou muito coesa e "afiada" no palco, mostrando muita garra e empolgação na execução de grandes músicas, e Stu Block não pareceu, em momento algum, estar intimidado quanto à sua imensa responsabilidade, deixando a todos espantados quanto ao seu alcance e potência vocal, impondo a sua personalidade e interpretação em todas as músicas e não tendo a intenção de ser mera cópia de nenhum vocalista anterior! Isso, sem sombra de dúvida, já é um grande ponto a seu favor!

Em relação ao repertório executado pela banda, pode-se dizer que este foi muito bem escolhido, intercalando muito bem músicas mais clássicas, e sempre pedidas pelos fãs, às músicas mais recentes do último disco de estúdio!

Após uma breve “Intro”, já somos “golpeados” com uma avassaladora execução de “Dystopia”, faixa-título do último álbum de estúdio da banda. Logo após esta, temos a clássica “Burning Times”, faixa de abertura do excepcional “Something Wicked This Way Comes” (1998), que nos mostra uma bela performance vocal de Stu Block! Em “Angel’s Holocaust”, faixa de abertura do também clássico “Night Of The Stormrider (1991)”, temos a comprovação, até para os mais céticos, do porquê de Stu Block ter sido a melhor escolha para o posto de vocalista da banda! Realmente, dá gosto de ouvi-lo ao vivo!

No que diz respeito às músicas originalmente gravadas por Tim “Ripper” Owens, quatro delas contidas no repertório do show (“Motivation Of Man”, “Setian Massacre”, “Ten Thousand Strong” e “Declaration Day”), temos, também, um desempenho avassalador por parte de Stu Block, no qual ele imprime a sua própria personalidade vocal, alcançando agudos surpreendentes e mantendo todo o poder e energia das composições!

Caso haja dúvidas ainda quanto à capacidade e potência vocal do “novato” Stu Block para alguns leitores, ouçam a interpretação e performance que este nos apresenta em clássicos como “Slave To The Dark”, “When The Night Falls”, “Pure Evil”, “Watching Over Me”, e a excepcional e magistral “Dante’s Inferno”! Sem sombra de dúvida, para ficar sem fôlego!

“Live In Ancient Kourion” nos mostra uma banda furiosa no palco, com uma performance que faz jus à sua bela história. Todos os músicos se mostram inspirados, com os excelentes e singulares riffs do grande compositor e guitarrista Jon Schaffer, com a execução furiosa do grande baterista Brent Smedley (que não faz mais parte da banda, tendo sido substituído recentemente pelo brasileiro Raphael Saini), e com os ótimos Troy Seele e Luke Appleton, guitarrista solo e baixista, respectivamente. Sabe aquele disco ao vivo que realmente dá gosto de ouvir, várias vezes ao dia, tamanha a energia e a agressividade contidas nas composições? Então, o Iced Earth nos brinda com mais um ao vivo que, certamente, entrará para a história! Essa afirmação pode soar exagerada para alguns, mas é notório que temos aqui um excelente registro, de uma banda que dispensa maiores apresentações! Agora resta aguardar ansiosamente pelo vindouro novo álbum de estúdio, “Plagues Of Babylon”,décimo primeiro da banda, previsto para ser lançado em outubro deste ano, primeiro a contar com o baixista Luke Appleton e o brasileiro Raphael Saini! Aguardamos ansiosamente por um novo petardo!

Faixas:

Disco 1:

1 – Intro
2 – Dystopia
3 – Burning Times
4 – Angel’s Holocaust
5 – Slave To The Dark
6 – V
7 – When The Night Falls
8 – I Died For You
9 – Invasion
10 – Motivation Of Man
11 – Setian Massacre
12 – Stormrider
13 – Pure Evil
14 – Wolf
15 – Dark City
16 – Dracula
17 – Ten Thousand Strong

Disco 2:

1 – Anthem
2 – Declaration Day
3 – Days Of Rage
4 – Melancholy
5 – Encore Intro
6 – In Sacred Flames
7 – Boiling Point
8 – Damien
9 – Watching Over Me
10 – Dante’s Inferno
11 – Iced Earth
12 – The Hunter

Formação da banda:

Jon Schaffer – Guitarra e backing vocals
Brent Smedley – Bateria
Troy Seele – Guitarra
Stu Block – Vocal
Luke Appleton – Baixista

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Live In Ancient Kourion - Iced Earth

2379 acessosIced Earth: Live in Ancient Kourion é de tirar o fôlego

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Iced EarthIced Earth
Jon Schaffer comenta sobre os primórdios, os fãs e mais

723 acessosIced Earth: "Tentanmos nos tornar mais independentes"599 acessosIced Earth: em vídeo, Jon Schaffer vai comprar discos357 acessosIced Earth: lyric vídeo de "Clear The Way (December 13th, 1862)"460 acessosIced Earth: lyric video de "Clear The Way (December 13th, 1862)"598 acessosJon Schaffer: "Eu não voto mais nas eleições federais"0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Iced Earth"

CapasCapas
10 das mais belas feitas por artistas dos quadrinhos

Top 10Top 10
Álbuns conceituais

Power MetalPower Metal
Conheça dez álbuns essenciais do estilo segundo About.com

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Iced Earth"

Courtney LoveCourtney Love
"Parei com drogas e fodi como um coelho"

RoadrunnerRoadrunner
Os melhores frontmen de todos os tempos

Iron MaidenIron Maiden
A tragédia pessoal do baterista Clive Burr

5000 acessosSlipknot: Veja membros atuais sem máscara5000 acessosAngra: Aquiles detona ex-companheiros de banda em workshop5000 acessosQueen - Perguntas e Respostas5000 acessosLegião Urbana: "Faroeste Caboclo" com censura da Globo5000 acessosPaul Di'Anno: "Drogas vão cobrar seu preço! Veja meu exemplo!"5000 acessosRoots Bloody Roots: versão arrasadora com Soulfly e Igor Cavalera

Sobre Felipe Cipriani Ávila

Headbanger convicto e fanático, colecionador compulsivo de discos, não vive, de modo algum, sem música. Estudante de Jornalismo e Letras. Procura, sempre, se aprofundar no melhor gênero de música do mundo, o Heavy Metal, assim como no Rock’n’Roll, de um modo geral, passando pelo clássico, pelo progressivo, pelo Hard setentista e oitentista, e não se esquecendo do Blues. Play It Loud!

Mais matérias de Felipe Cipriani Ávila no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online