Device: variedade de influências, do metal moderno ao eletrônico

Resenha - Device - Device

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Junior Frascá
Enviar Correções  

7


Uma das mentes mais criativas do cenário metálico atual, David Draiman é um cara inquieto e workaholic. Assim, mesmo diante da parada provisória de sua banda principal, o DISTURBED, ao invés de descansar, se juntou a seu amigo Geno Lenardo (ex-guitarrista do FILTER) para formar o DEVICE, que acaba de colocar no mercado seu primeiro disco.

Heavy Metal: as 10 introduções mais matadoras do estiloQueen: 10 coisas que você não sabe sobre Bohemian Rhapsody

O Device surgiu quando Lenardo convidou David para participar de uma música que sairia na trilha sonora do filme "Underworld: Awakening". Foi assim que surgiu a primeira música da dupla, "Hunted" que embora não tenha entrado na citada trilha sonora oficial, acabou por instigar os músicos a criarem um trabalho, um disco em conjunto, que agora vê a luz do dia.

Mas o que esperar desse projeto?

Na verdade, no geral, o disco traz uma variedade de influências, que vão do metal moderno (por mais que Draiman insista em dizer que não se trata de um disco de metal) ao eletrônico, passando pelo rock industrial e outras vertentes, como o post-rock.

Algumas faixas, como a trinca de abertura, formada por "You Think You Know", "Penance" e "Vilify" não possuem muita diferença em relação ao DISTURBED, com riffs pesados, sintetizadores bem encaixados, e repletas de melodias marcantes e refrãos grudentos, com David se destacando com suas ótimas linhas vocais.

Na sequência, há um belo cover para "Close My Eyes Forever", de Ozzy Osbourne e Lita Ford, em David canta em dueto com Lizzy Hale, do HALESTORM, em uma versão matadora.

Já "Out Of Line", que conta com as participações de Sej Tankian (SYSTEM OF A DOWN) e Geezer Butler (BLACK SABBATH), é uma faixa bem mais experimental, com maior quantidade de elementos eletrônicos e rock industrial, sendo bem sombria e com claras influências de MINISTRY.

E daí pra frente o disco cai um pouco, devido aos excessos de efeitos eletrônicos incluídos pela dupla, que ficaram um pouco forçados e desnecessários, com exceção da faixa de encerramento, "Throught it All", que conta com a participação de Glenn Hughes, em que o clima carregado, sombrio e arrastado ficou muito interessante.

Não é um disco indicado para os fãs mais tradicionalistas da música pesada, e para quem não curte muito experimentalimos, mas quem tem a mente mais aberta e está disposto a aderir às loucuras de David e Geno, certamente terá aqui uma audição prazerosa.

Device - Device
(2013 - Importado)

01. You Think You Know
02. Penance
03. Vilify
04. Close My Eyes Forever (cover de Ozzy Osbourne & Lita Ford) (com Lizzy Hale)
05. Out Of Line (com Serj Tankian, Geezer Butler)
06. Hunted
07. Opnion (com Tom Morello)
08. War Of Lies
09. Haze (com M. Shadows)
10. Through It All (com Glenn Hughes)




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Heavy Metal: as 10 introduções mais matadoras do estiloHeavy Metal
As 10 introduções mais matadoras do estilo

Queen: 10 coisas que você não sabe sobre Bohemian RhapsodyQueen
10 coisas que você não sabe sobre Bohemian Rhapsody


Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin