RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemO grande amor de Renato Russo que durou pouco mas marcou sua vida para sempre

imagemThiago Bianchi explica sucessão de problemas durante show de Paul Di'Anno

imagemMustaine tentou fazer hit radiofônico e acabou escrevendo a "música mais idiota" do Megadeth

imagemOs 4 fatores determinantes que levaram Renato Russo a dependência química

imagemO clássico da banda Evanescence que a vocalista Amy Lee odiava

imagemMike Portnoy escolhe os álbuns preferidos de sua adolescência

imagemA música de Raul Seixas que salvou a carreira de Chitãozinho e Xororó

imagemA opinião de Paul McCartney sobre a música dos Sex Pistols

imagemA opinião de Slash sobre Dave Mustaine e "Rust In Peace", clássico do Megadeth

imagemOs 10 maiores vocalistas de heavy metal de todos os tempos, em lista do Ruthless Metal

imagemO dia que João Gordo xingou Ayrton Senna por piloto se recusar a dar entrevista a ele

imagemPara John Lennon, os Beatles poderiam ter acontecido sem George e Ringo

imagemOmelete diz que heavy metal pertence agora à nova geração e não ao tiozão headbanger

imagemO megahit de Ana Carolina que todos acharam que era a voz de Cássia Eller

imagemComo Tommy Lee e o Mötley Crüe ajudaram Axl Rose a escrever "November Rain"


Stamp

Anthrax: trazendo clássicos pra mais perto da sonoridade da banda

Resenha - Anthems - Anthrax

Por João Paulo Linhares Gonçalves
Postado em 23 de abril de 2013

Vou falar sobre "Anthems", o excelente EP que o Anthrax lançou no mês passado, março de 2013. Uma belíssima coleção de covers de bandas muito importantes na formação musical da banda, em versões "anthraxizadas", se é que posso usar tal termo!

O Anthrax vivia uma grande fase no ano passado, desfrutando o sucesso que o último álbum de estúdio da banda, "Worship Music" lhes proporcionou (recentemente, a banda teve que lidar com a saída do guitarrista Rob Caggiano, que participou ativamente da gravação deste EP). A formação com Joey Belladonna nos vocais se estabilizou novamente, e como sempre foi tradição na história desses novaiorquinos, eles resolveram gravar um EP, mais um em sua discografia ("Armed And Dangerous" e "I'm The Man" são os mais famosos). A ideia foi reunir canções de bandas influentes na sonoridade da banda, dos anos 70. Acredito, também, que a intenção foi fugir das escolhas básicas, como Black Sabbath, Led Zeppelin, esses medalhões que todo mundo sabe que influenciou tudo que é banda de rock pesado na face da Terra. Outra premissa deve ter sido não modificar radicalmente a estrutura das canções - apenas trazer estes clássicos para mais perto da sonoridade da banda.

A primeira escolha foi o Rush, e a canção escolhida foi "Anthem", que costumava ser frequente nos set lists dos canadenses na primeira metade dos anos 70, quando a banda praticava um hard rock mais direto e excursionava pelos EUA abrindo para o Kiss. O Anthrax aproveitou para adicionar um pouco mais de peso, num belo trabalho de Charlie Benante. Frank Bello também arrebenta nessa.

A segunda escolha acabou sendo um pouco óbvia, o AC/DC é um dos medalhões sobre os quais eu falei acima. Mas tudo bem, a versão para o clássico "T.N.T." ficou muito boa, empolgante, destaque para o trabalho vocal de Joey Belladonna, que aliás está fantástico no EP todo. Esta é a cover que a banda tem tocado nos shows da atual turnê norte-americana.

Para mim, a terceira escolha acabou sendo a melhor faixa do EP: "Smokin'", do álbum de estreia do Boston. Para esta cover, a banda trouxe o tecladista Fred Mandel (músico de estúdio, já tocou em álbuns de Alice Cooper, Queen, Brian May, dentre outros), e aproveitou para se soltar completamente, a gravação transparece um clima de jam total. Nem preciso falar que Joey rouba um pouco a cena aqui, além do tecladista convidado.

A quarta cover escolhida foi a mais fora do universo da banda, talvez mais pelo gosto de Belladonna tenha sido incluída no EP. Estamos falando de "Keep On Runnin'", do Journey, aquela banda pop rock muito famosa por sucessos tais como "Don't Stop Believin". Só que o Anthrax pesou a mão e deu uma melhorada boa na canção. Joey, mais uma vez, rouba a cena...

Na quinta escolha, "Big Eyes", do Cheap Trick, a banda mostra outro excelente resultado, dando uma roupagem um pouco mais moderna e adicionando um pouco mais de punch a um velho clássico dos anos 70, transformando-a em um dos destaques deste EP.

A sexta banda escolhida é, na minha opinião, muito pouco reconhecida pela importância que tem, e ainda bem que o Anthrax a escolheu. O Thin Lizzy foi fundamental na formação da sonoridade heavy metal. A escolha de canção foi um pouco óbvia, o maior sucesso "Jailbreak", mas o resultado ficou muito bom.

A sétima canção do EP é "Crawl", a mesma versão gravada no último álbum de estúdio da banda, "Worship Music". Pra fechar o EP, temos uma versão remix da mesma "Crawl", bem modificada. Pessoalmente, não gosto muito desses remixes, eu adicionaria aqui alguma versão gravada ao vivo.

"Anthems" mantém a tradição do Anthrax em lançar excelentes EPs - se nos anteriores, tínhamos uma ou duas covers, aqui a banda ampliou o conceito e se superou, cobrindo diversos aspectos que formaram musicalmente o grupo, com um excelente resultado final. E ainda mantiveram o interesse pela banda aceso, enquanto eles varrem o mundo fazendo shows - próxima parada: Brasil - São Paulo - HSBC Brasil!!

Relação das músicas do EP:

1 - "Anthem" (cover do Rush, do álbum "Fly By Night")
2 - "T.N.T." (cover do AC/DC, do álbum "High Voltage")
3 - "Smokin'" (cover do Boston, do álbum homônimo)
4 - "Keep On Runnin'" (cover do Journey, do álbum "Escape")
5 - "Big Eyes" (cover do Cheap Trick, do álbum "In Color")
6 - "Jailbreak" (cover do Thin Lizzy, do álbum de mesmo nome)
7 - "Crawl" (mesma versão contida no álbum "Worship Music")
8 - "Crawl" (remix)

[an error occurred while processing this directive]

Escute o EP aqui:

Acompanhe esta e outras resenhas no blog Ripando a História do Rock - http://ripandohistoriarock.blogspot.com.br. Grande abraço e muito rock and roll para todos!!

[an error occurred while processing this directive]


Outras resenhas de Anthems - Anthrax

Resenha - Anthems - Anthrax

Resenha - Anthems - Anthrax

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Exilio Angel

Metal Heavy: 10 clássicos para entender o Thrash Metal

Anthrax: Scott Ian culpa AC/DC e Iron Maiden por poucas groupies


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre João Paulo Linhares Gonçalves

Roqueiro convicto, de carteirinha, desde os treze anos de idade. Já tive diversas bandas preferidas: de Iron Maiden, Metallica e Black Sabbath a The Who, Pink Floyd e Rolling Stones. O heavy metal sempre me atraiu muito, mas o rock praticado nos anos 60 e 70 é fascinante e estou sempre escutando. De vez em quando, dou chance ao punk, rock alternativo, blues, até ao jazz e MPB, pra variar.
Mais matérias de João Paulo Linhares Gonçalves.