Café Brasilis: Rock, ritmos brasileiros e experimentalismo

Resenha - Gibberish - Café Brasilis

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Anderson Oliveira
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Rock, ritmos brasileiros e doses de experimentalismo. O resultado desta fórmula: um ótimo apanhado pop das composições da guitarrista e vocalista Ruca Souza, que se completa com os arranjos e o entrosamento adquiridos já em estúdio com a baterista Kika Deeke e o baixista Lenon César. É assim que se pode definir em poucas palavras o álbum “Gibberish”, primeiro trabalho desta promissora e criativa banda de Itajaí, que traz um repertório bastante variado em oito faixas.
5000 acessosEllen Jabour: Slayer, Metallica, Guns e Judas no seu Top105000 acessosMötley Crüe: a ousada tattoo de modelo paulista em tributo à banda

Gravado no ano passado em Itajaí, no Estúdio S, pelo produtor Serginho Rebello, “Gibberish” foi mixado e masterizado por Chuck Hipolitho, no Estúdio Costella, em São Paulo. Ambos possuem grande parcela de mérito nesta estreia da Café Brasilis (www.cafebrasilis.com).

Buscando a essência da banda, Rebello colocou o trio para gravar ao vivo no estúdio incansavelmente, até encontrar a sua melhor performance. Na capital paulista, Chuck recebeu as gravações e deu um toque diferenciado ao disco dos itajaienses, com a cancha de quem já trabalhou com algumas das melhores bandas nacionais nos últimos 15 anos. A arte de capa foi concebida pela ilustradora Jéssica Roriz (ohbabylemonade.tumblr.com), utilizando a técnica de desenho em guardanapo, à canetinha.

Disponível para audição e download gratuitos no Válvula Rock Discos (www.valvularock.com.br/discos), o CD físico será distribuído para todo o Brasil pela Distro Fora do Eixo.

Fundada em 2009 por Ruca, a Café Brasilis teve sua formação atual definida durante o processo de gravação do disco. Kika Deeke assumiu as baquetas no começo de 2012 e Lenon César entrou como baixista já durante a produção das primeiras faixas no estúdio. O tecladista Leonam Oliveira só foi incorporado após finalização de “Gibberish”, adicionando timbres de hammond e psicodelia às músicas nos shows.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Cafe Brasilis"

Ellen JabourEllen Jabour
Slayer, Metallica, Guns e Judas no Top10 da modelo

Mötley CrüeMötley Crüe
A ousada tattoo de modelo paulista em tributo à banda

AC/DCAC/DC
Os últimos dias do vocalista Bon Scott

5000 acessosAve, Satan!: As dez melhores músicas sobre o Inferno5000 acessosHeavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 19925000 acessosHeavy Metal: Os 11 melhores álbuns dos anos 2000 segundo o Loudwire5000 acessosSepultura: "Vejo os caras tocando e não tem a mesma pegada"5000 acessosThrash Metal: dicas de dez ótimas bandas underground5000 acessosAlfabeto do Rock: as 15 melhores músicas de Metal

Sobre Anderson Oliveira

Alagoano, é graduando em Ciência da Computação, conheceu o metal aos 14 anos, tem afinidade especial por thrash, prog e folk.

Mais matérias de Anderson Oliveira no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online