Café Brasilis: Rock, ritmos brasileiros e experimentalismo

Resenha - Gibberish - Café Brasilis

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Anderson Oliveira
Enviar correções  |  Ver Acessos

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Rock, ritmos brasileiros e doses de experimentalismo. O resultado desta fórmula: um ótimo apanhado pop das composições da guitarrista e vocalista Ruca Souza, que se completa com os arranjos e o entrosamento adquiridos já em estúdio com a baterista Kika Deeke e o baixista Lenon César. É assim que se pode definir em poucas palavras o álbum "Gibberish", primeiro trabalho desta promissora e criativa banda de Itajaí, que traz um repertório bastante variado em oito faixas.

Alice In Chains: seria essa a última foto de Staley com vida?De AC/DC a ZZ Top: Origens dos nomes de bandas e artistas de rock

Gravado no ano passado em Itajaí, no Estúdio S, pelo produtor Serginho Rebello, "Gibberish" foi mixado e masterizado por Chuck Hipolitho, no Estúdio Costella, em São Paulo. Ambos possuem grande parcela de mérito nesta estreia da Café Brasilis (www.cafebrasilis.com).

Buscando a essência da banda, Rebello colocou o trio para gravar ao vivo no estúdio incansavelmente, até encontrar a sua melhor performance. Na capital paulista, Chuck recebeu as gravações e deu um toque diferenciado ao disco dos itajaienses, com a cancha de quem já trabalhou com algumas das melhores bandas nacionais nos últimos 15 anos. A arte de capa foi concebida pela ilustradora Jéssica Roriz (ohbabylemonade.tumblr.com), utilizando a técnica de desenho em guardanapo, à canetinha.

Disponível para audição e download gratuitos no Válvula Rock Discos (www.valvularock.com.br/discos), o CD físico será distribuído para todo o Brasil pela Distro Fora do Eixo.

Fundada em 2009 por Ruca, a Café Brasilis teve sua formação atual definida durante o processo de gravação do disco. Kika Deeke assumiu as baquetas no começo de 2012 e Lenon César entrou como baixista já durante a produção das primeiras faixas no estúdio. O tecladista Leonam Oliveira só foi incorporado após finalização de "Gibberish", adicionando timbres de hammond e psicodelia às músicas nos shows.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Cafe Brasilis"


Alice In Chains: seria essa a última foto de Staley com vida?Alice In Chains
Seria essa a última foto de Staley com vida?

De AC/DC a ZZ Top: Origens dos nomes de bandas e artistas de rockDe AC/DC a ZZ Top
Origens dos nomes de bandas e artistas de rock

Metal: Mapa revela os países com mais bandas do estiloMetal
Mapa revela os países com mais bandas do estilo

Metallica: a habilidade com as baquetas de James HetfieldFotos de Infância: Bruce Dickinson, do Iron MaidenAC/DC: Brian foi demitido como se fosse vendedor do Wal-Mart, diz amigoMasterplan: segundo Grapow, Jorn Lande nunca fez nada pela banda

Sobre Anderson Oliveira

Alagoano, é graduando em Ciência da Computação, conheceu o metal aos 14 anos, tem afinidade especial por thrash, prog e folk.

Mais matérias de Anderson Oliveira no Whiplash.Net.