Café Brasilis: Rock, ritmos brasileiros e experimentalismo

Resenha - Gibberish - Café Brasilis

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Anderson Oliveira
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Rock, ritmos brasileiros e doses de experimentalismo. O resultado desta fórmula: um ótimo apanhado pop das composições da guitarrista e vocalista Ruca Souza, que se completa com os arranjos e o entrosamento adquiridos já em estúdio com a baterista Kika Deeke e o baixista Lenon César. É assim que se pode definir em poucas palavras o álbum “Gibberish”, primeiro trabalho desta promissora e criativa banda de Itajaí, que traz um repertório bastante variado em oito faixas.
5000 acessosLos Angeles: fotos de roqueiros célebres em situações cotidianas5000 acessosIron Maiden: uma releitura de "The Trooper" pelo Cine

Gravado no ano passado em Itajaí, no Estúdio S, pelo produtor Serginho Rebello, “Gibberish” foi mixado e masterizado por Chuck Hipolitho, no Estúdio Costella, em São Paulo. Ambos possuem grande parcela de mérito nesta estreia da Café Brasilis (www.cafebrasilis.com).

Buscando a essência da banda, Rebello colocou o trio para gravar ao vivo no estúdio incansavelmente, até encontrar a sua melhor performance. Na capital paulista, Chuck recebeu as gravações e deu um toque diferenciado ao disco dos itajaienses, com a cancha de quem já trabalhou com algumas das melhores bandas nacionais nos últimos 15 anos. A arte de capa foi concebida pela ilustradora Jéssica Roriz (ohbabylemonade.tumblr.com), utilizando a técnica de desenho em guardanapo, à canetinha.

Disponível para audição e download gratuitos no Válvula Rock Discos (www.valvularock.com.br/discos), o CD físico será distribuído para todo o Brasil pela Distro Fora do Eixo.

Fundada em 2009 por Ruca, a Café Brasilis teve sua formação atual definida durante o processo de gravação do disco. Kika Deeke assumiu as baquetas no começo de 2012 e Lenon César entrou como baixista já durante a produção das primeiras faixas no estúdio. O tecladista Leonam Oliveira só foi incorporado após finalização de “Gibberish”, adicionando timbres de hammond e psicodelia às músicas nos shows.

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Cafe Brasilis"

Los AngelesLos Angeles
Fotos de roqueiros célebres em situações cotidianas

Iron MaidenIron Maiden
Uma releitura de "The Trooper" pelo Cine

OutOut
Os 100 álbuns mais gays segundo a revista

5000 acessosDarkthrone: Fenriz fala sobre Sepultura, Sarcófago, Gal Costa e Caetano Veloso5000 acessosMayhem: banda levou restos humanos para o palco em 20115000 acessosA História do Baixo Elétrico5000 acessosMegadeth: Dave Mustaine coloca Kiko acima de todos os outros guitarristas5000 acessosIron Maiden: o que Nicko McBrain faz quando não está na cozinha da banda?5000 acessosMarty Friedman: saiba porquê ele não quer apertar sua mão

Sobre Anderson Oliveira

Alagoano, é graduando em Ciência da Computação, conheceu o metal aos 14 anos, tem afinidade especial por thrash, prog e folk.

Mais matérias de Anderson Oliveira no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online