In Solitude: grata surpresa da nova safra de bandas europeias

Resenha - World The Flesh The Devil - In Solitude

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Junior Frascá
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


Uma das gratas surpresas vindo da nova safra de bandas europeias, os suecos do IN SOLITUDE chegam a seu segundo disco com status de banda cult entre os apreciadores do metal mais underground. E nesse seu segundo disco, os caraschega para consolidar de vez seu nome na cena, mantendo as características marcantes de seu trabalho anterior, mas acrescentando novos elementos que engrandecem ainda mais sua sonoridade.

Black Sabbath: avó de Iommi era brasileira e pais eram católicosSlayer: Araya fala sobre fé e sua relação com o cristianismo

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Embora traga uma temática lírica mais ocultista, na linha de bandas como GHOST, ORCHID e THE DEVIL'S BLOOD, o IN SOLITUDE investe em um som mais voltado ao metal tradicional oitentista, com algumas doses de doom metal que deixam o som bem diferenciado e interessante. Algo como a banda HELL tem feito ultimamente.

E temos aqui influências claras de três bandas em especial: MERCYFUL FATE (essa a mais evidente), IRON MAIDEN (principalmente nas guitarras dobradas, e em vários riffs cavalgados) e BLACK SABBATH (nas partes mais arrastadas e soturnas, mais raras durante a audição). Inclusive, os vocais de Pelle Åhman lembram muito os de King Diamond, mas sem as partes mais agudas, e incluindo alguns guturais em momentos estratégicos.

Outro grande destaque ficam para as guitarras, com riffs precisos e hipnóticos, e solos melódicos muito bem construídos.

O disco apresenta apenas 8 faixas, que em sua maioria são bem longas e variadas, embora com arranjos simples e diretos. Dentre os destaques, a faixa título, que abre o trabalho, é uma das mais marcantes, com um belo refrão, e ótimas linhas vocais, assim como "To Her Darkness", o primeiro single do material, e cujo clipe pode ser conferido abaixo. Por sua vez, "Demons" é uma das que variam entre momentos mais rápidos e energéticos, e outros mais climáticos e épicos.

Assim, temos aqui um excelente registro, de uma grande banda que já realidade na cena internacional, e tem tudo para conseguir admiradores também em nossos territórios, pois produz música de extrema qualidade, e de fácil assimilação. Confiram, pois vale a pena!

The World The Flesh The Devil - In Solitude
(2012 -Importado)

Track List:

1. The World The Flesh The Devil
2. We Were Never Here
3. Serpents Are Rising
4. Poisoned, Blessed and Burned
5. Demons
6. To Her Darkness
7. Dance of the Adversary
8. On Burning Paths




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "In Solitude"


Black Sabbath: avó de Iommi era brasileira e pais eram católicosBlack Sabbath
Avó de Iommi era brasileira e pais eram católicos

Slayer: Araya fala sobre fé e sua relação com o cristianismoSlayer
Araya fala sobre fé e sua relação com o cristianismo


Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336