Pray For Mercy: pouco solo e muita brutalidade

Resenha - Olhos Sem Vida - Pray For Mercy

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

Nota: 8


Contando com dois vocalistas em sua formação (Otávio Augusto e Fábio Frazão), a banda Pray For Mercy infeste em uma sonoridade que deriva do famigerado Metalcore, mas possui o dobro de peso e soa muito menos acessível que o estilo referido. Afinal, o tal do Deathcore aqui praticado possui um peso descomunal e usufrui de poucas melodias.

Enjaulados: Os crimes mais chocantes da história do rockRock In Rio: por que ladrões agem menos no dia do Metal?

As influências da banda podem ser citadas em nomes como Job For A Cowboy (atual) e até dos 'grinders' do Cattle Decapitation, já que em muitas composições o Grind e o Death Metal se fazem presentes com seus elementos pútridos e agressivos. Essa variação gera um som interessante e perfeito para bater cabeça.

Os riffs são muito pesados e ouve-se pouco solo, o que dá um ar ainda maior de brutalidade. As músicas possui andamentos que vão desde a velocidade pura e simples até a cadência 'quase parando' como em Nos Braços Da Própria Morte. Aliás, a banda canta em português e encaixa muito bem suas letras nas composições.

Os vocais se alternam entre o ultra gutural e o rasgado, o que é até comum em bandas de Grindcore, demonstrando ainda mais como são influenciados por este estilo. Otávio e Fábio se saem muito bem e vociferam como dois animais em puro estado de raiva. Destaque para Sodomizado, Tatuando O Suicídio e Falso Testamento.

A produção do disco é muito boa, deixando todos os instrumentos audíveis e límpidos, tudo sem tirar o peso das músicas. Vale à pena conferir esse trabalho que irá atrair fãs da nova e velha geração do extremo Metal. O time é completado por Hebberty e Isadora Sartor (guitarras), André Soares (baixo) e Lucas Gomes (bateria).

http://www.prayformercy.com.br/
http://www.facebook.com/PrayForMercyDeath


Outras resenhas de Olhos Sem Vida - Pray For Mercy

Pray for Mercy: chega para buscar seu lugar no gênero




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Pray For Mercy"


Enjaulados: Os crimes mais chocantes da história do rockEnjaulados
Os crimes mais chocantes da história do rock

Rock In Rio: por que ladrões agem menos no dia do Metal?Rock In Rio
Por que ladrões agem menos no dia do Metal?

Heavy Metal: cinco discos necessários dos anos setentaHeavy Metal
Cinco discos necessários dos anos setenta

Tom Araya: Não sou ateu; acredito em Deus!Tom Araya
"Não sou ateu; acredito em Deus!"

Dave Mustaine: Kiko é o primeiro que me intimida desde FriedmanDave Mustaine
"Kiko é o primeiro que me intimida desde Friedman"

Pink Floyd: Em 1974 a banda tentou fazer um álbum sem instrumentosPink Floyd
Em 1974 a banda tentou fazer um álbum sem instrumentos

Courtney Love: Parei com drogas e transei como um coelhoCourtney Love
"Parei com drogas e transei como um coelho"


Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336