Chronosphere: o revival do Thrash também se aportou pela Grécia

Resenha - Envirusment - Chronosphere

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Particularmente tenho um grande apreço por bandas mais ocultas do Metal grego, tais como Rotting Christ, Nightfall e Chained And Desperate. Mas, para aqueles que pensavam que apenas o Black/Death Metal imperava no país, aqui vai a resposta. O revival do Thrash também se aportou por lá.

Jethro Tull: a fúria de Ian Anderson pra cima do Led ZeppelinSlipknot: Corey Taylor não tem a cara limpa por baixo da máscara

O Chronosphere é um grande reflexo disso e desde 2009 está na ativa, porém só lançou agora seu primeiro trabalho oficial. Antes apenas a demo "Homo Sapiens" de 2010 havia sido lançada e, após ótima repercussão pela Europa, entraram em estúdio para gravarem esse petardo que resenhamos agora.

O som feito por Spyros (vocal/guitarra), Panos Tsampras (guitarra), Vaggelis Nanos (baixo/vocal) e Thanos Krommidas (bateria) é insano, veloz e consistente, assim como pede o estilo. As maiores referências vêm do Thrash Metal americano. Não tem como não citar Testament e Sacred Reich como grandes influências.

O diferencial é que o Chronosphere aposta e muito na velocidade. Não há muitas quebradas no andamento das músicas e, mesmo quando elas surgem, é algo rápido e sorrateiro com viradas fenomenais da cozinha. Aliás, aqui o baixo faz a diferença e não segue apenas aquela linha reta. Os riffs são rápidos e os solos bem influenciados pela NWOBHM. Os vocais de Spyros são versáteis e seguem um padrão Chuck Billy.

Difícil destacar uma ou outra faixa, tal o equilíbrio que há entre elas. Arrisco-me a dizer que a nostálgica Hypnosis, ótimo início, ótimos riffs e ótima levada, além da faixa título e suas belas viradas, são os carros chefes. Thrash Metal da melhor qualidade que pode não inovar, mas vem pra somar e muito!

https://www.facebook.com/ChronosphereGr
http://www.reverbnation.com/chronospheregr
http://www.myspace.com/chronospheregr




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Chronosphere"


Jethro Tull: a fúria de Ian Anderson pra cima do Led ZeppelinJethro Tull
A fúria de Ian Anderson pra cima do Led Zeppelin

Slipknot: Corey Taylor não tem a cara limpa por baixo da máscaraSlipknot
Corey Taylor não tem a cara limpa por baixo da máscara

Pink Floyd: dupla sertaneja desvirtua clássico da bandaPink Floyd
Dupla sertaneja desvirtua clássico da banda

Alfabeto do Rock: as 15 melhores músicas de MetalChurch of Satan: "A maioria dos músicos de Black Metal são cristãos"Rob Halford: "Sou uma relíquia no altar do metal"Axl Rose: qual a cerveja preferida do vocalista?

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.