Matérias Mais Lidas

imagemEngenheiros do Hawaii e as tretas com Titãs, Lulu Santos, Lobão e outros

imagemIggor Cavalera diz que reunião da formação clássica do Sepultura seria incrível, mas...

imagemTravis Barker, do Blink-182, é hospitalizado às pressas e filha pede orações

imagemGregório Duvivier: "Perto de Chico Buarque, Bob Dylan é uma espécie de Renato Russo!"

imagemQuando Jimi Hendrix chamou Eric Clapton para subir no palco e afinar sua guitarra

imagemJoão Gordo diz que não torce pela seleção brasileira de futebol

imagemVeja diz que David Coverdale só passa vergonha nas redes sociais

imagemCinco nomes do heavy metal que já gravaram músicas do ABBA

imagemCuecão de couro: Rob Halford posa com suas "great balls of fire" em camarim

imagemAvenged Sevenfold e o álbum do Guns N' Roses que deveria ser mais valorizado

imagemKerry King explica por que não assumiu o posto de guitarrista do Megadeth

imagemMike Portnoy e a música do Rush que virou um grande sucesso do Guns N' Roses

imagemEdu Falaschi descobriu que seu primo famoso tem mais seguidores que ele no Instagram

imagemO clássico dos Paralamas que Gilberto Gil escreveu a letra e ditou pelo telefone

imagemMick Jagger diz que sente muito a falta do baterista Charlie Watts


Helmet: mesclando Heavy Metal com o groove do Funk

Resenha - Meantime - Helmet

Por Rodrigo Noé de Souza
Em 26/11/12

Nota: 10

O Helmet foi formado em 1989 pelo vocalista e guitarrista Page Hamilton, que saiu de Oregon para morar em NovaYork para estudar Jazz e violão clássico. Com isso, se tornou PHD em Jazz, pela Universidade de Nova York. Com fortes influências de Sonic Youth, Killing Joke, Aerosmith, AC/DC e Led Zeppelin e por seu conhecimento sobre Jazz, Hamilton decidiu formar a banda, mostrando uma maneira diferente de tocar Rock, mesclando Heavy Metal com o groove do Funk e as improvisações jazzisticas.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Para sua formação chamou Henry Bogdan (bx), o australiano Peter Mengede (g) e John Stanier (bt). Conhecido como "uma banda pensante de Heavy Metal", o Helmet resolveu evitar os padrões tradicionais do Metal, como cabelos compridos, acessórios, roupas de couro, para um modelo mais simples, como bermuda e tênis, no melhor estilo skatista. Naquela época, o Grunge tomava conta no cenário musical, enquanto bandas como Metallica e Guns 'N Roses alcançavam o auge de suas carreiras.

Após estrear com um EP e seu álbum completo Strap It On (1990), Page Hamilton e cia assinaram com a Interscorpe Records para gravar Meantime. Com dez faixas de tirar o fôlego, o disco mantém as tradicionais características da banda. In The Meantime abre o registro com as batidas e com o riff grudento, com os vocais rapeados de Hamilton. Unsung foi o primeiro single, fazendo com que o álbum alcançasse a 68ª posição da Billboard 200.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O restante das faixas se destacam pela repetição sincopada dos riffs de guitarra, com o som seco da bateria. Helmet usou a afinação das guitarras em Drop-D, com muita distorção, que muitas vezes envolvem ruidos sonoros.

Hemlet fez várias turnês, lançaram discos, mas peois de mudanças de formação e diferenças musicais, a banda encerrou suas atividades em 1998. O retorno se deu em 2004, quando Page Hamilton estava ouvindo no rádio um fã que disse que estava candaso do Nu-Metal e que estava ouvindo Helmet. Foi então que Page reuniu sua banda, contando com Chris Traynor (g), Frank Bello (bx, Anthrax) e John Tempesta (bt, Cult) para gravar Size Matters.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Atualmente, a banda faz poucas apresentações, incluindo passagens pelo Brasil.

Confiram os vídeos abaixo - In The Meantime:

Unsung (primeiro single):

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Formação:

Page Hamilton - Guitarra, vocal
Peter Mengede – Guitarra
Henry Bogdan - Baixo
John Stanier – Bateria

Tracklist:

1-In The Meantime
2-Ironhead
3-Give It
4-Unsung
5-Turned Out
6-He Feels Bad
7-Better
8-You Borrowed
9-FBLA II
10-Role Model

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Trilhas Sonoras: GLIV Rocks relembra 7 das mais legais dos Anos 90 (vídeo)




Sobre Rodrigo Noé de Souza

Nasci em 1984. Esse ano não é só o início de uma nova democracia, mas também é o ano em que vários discos foram lançados, como Powerslave (IRON MAIDEN), Stay Hungry (TWISTED SISTER), W.A.S.P., Don't Break The Oath (Mercyful Fate), Slide It In (WHITESNAKE), 1984 (VAN HALEN), The Last In Line (DIO) e, o meu favorito de todos, Ride the Lightning (METALLICA). Sou um aficcionado por Metal, desde AC/DC e ZZ Top, até Anaal Nathrakh e Krisiun.

Mais matérias de Rodrigo Noé de Souza.