My Dying Bride: um dos melhores discos de sua discografia

Resenha - A Map of all Our Failures - My Dying Bride

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Junior Frascá
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Como é do conhecimento da maioria dos fãs de música pesada, o doom metal é um estilo para poucos. A maioria das pessoas que procuram se aventurar por essa faceta da música sempre buscam por algo rápido e agressivo, que são os chamarizes do estilo. Mas, na contramão de tais características, o doom metal procura por algo mais arrastado, melancólico e erudito, mas não menos agressivo.
5000 acessosIron Maiden: sobre o que fala a música "Aces High"?5000 acessosFãs de Rock: você conhece o estilo de se vestir de cada um

E um dos maiores representantes do estilo, o MY DYING BRIDE, chega a seu 12º disco, "A Map of All Our Failures", que desde já pode ser considerado com um dos melhores discos de sua excelente discografia (se não for o melhor!).

Quem já está acostumado com o som destes ingleses já sabe o que esperar: guitarras pesadas, criando riffs obscuros, tétricos e marcantes, e ótimas harmonias; cozinha precisa e técnica, sem exageros; e vocalizações ora mais densas e agonizantes, ora mais agressivas, graças ao excelente trabalho de Aaron Stainthorpe, um dos melhores vocalistas do gênero.

Mas o que chama a atenção neste novo disco, logo na primeira audição, é que a banda pegou todos os excelentes elementos de sua musicalidade, e os potencializou ainda mais, criando faixas criativas e diversificadas, sem fugir de suas raízes.

Já na abertura, com a excelente "Kneel Till Doomsday", podemos perceber que os caras não estavam para brincadeira quando compuseram o material, com uma levada melancólica marcante, que logo dá lugar a um ritmo mais rápido, com forte influência de death metal.

E o disco segue assim até o seu final, com músicas longas, densas e muito legais, e que merecem ser ouvidas com a devida atenção, pois a cada nova audição é possível perceber novos e (belos) elementos. Mas não há como não citar o destaque absoluto para "A Tapestry Scorned", uma faixa tocante e sentimental, mas pesadíssima, que mostra bem toda a riqueza musical encontrada no som do MDB.

Sem dúvida, "A Map of all Our Failures" é um dos grandes discos lançados em 2012, e junto com o novo do CANDLEMASS ocupa o topo de melhor disco de doom metal do ano. Se você é fã do estilo, é um daqueles discos que você não deve perder!

A Map of all Our Failures – My Dying Bride
(2012 – Importado)

Tracklist:
1. Kneel Till Doomsday
2. The Poorest Waltz
3. A Tapestry Scorned
4. Like a Perpetual Funeral
5. A Map of All Our Failures
6. Hail Odysseus
7. Within the Presence of Absence
8. Abandoned as Christ

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "My Dying Bride"

Já tem 20 anos!Já tem 20 anos!
Os dez melhores álbuns de metal de 1995

LoudwireLoudwire
As dez melhores bandas de Doom Metal da história

Doom MetalDoom Metal
Os trabalhos essenciais segundo o About.com

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "My Dying Bride"

Iron MaidenIron Maiden
Sobre o que fala a música "Aces High"?

Fãs de RockFãs de Rock
Você conhece o estilo de se vestir de cada um

Ultimate Classic RockUltimate Classic Rock
Os 100 maiores clássicos do rock

5000 acessosManowar: você acha as fotos da década de 80 ridículas?5000 acessosSeparados no nascimento: Cazuza e Lauro Corona5000 acessosBig Four: astros da cena Heavy escolhem banda preferida5000 acessosEurope: confissões de Tempest sobre excessos dos anos 805000 acessosRush: o discurso mais criativo e engraçado da música4768 acessosBlack Sabbath: Ozzy seguirá em carreira solo após última turnê

Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online