Deus Otiosus: segundo trabalho depois do "Murderer"

Resenha - Godless - Deus Otiosus

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


E os dinamarqueses do Deus Otiosus retornam com seu segundo trabalho depois de dois anos de divulgação do aclamado "Murderer". Ainda focando seu trabalho no Death Metal tradicional – felizmente - a banda mudou pouca coisa na sua sonoridade, mas que é notada já de início.
5000 acessosGuns N' Roses: mãe de Steven Adler comenta a emoção do filho5000 acessosTrujillo sobre Zakk Wylde: "ele é uma máquina de beber"

"Goddless" traz uma produção menos densa e um tanto quanto rústica, porém ótima. A cargo de Tomas "Pede" Pedersen, as guitarras estão menos soturnas, mais ríspidas e os outros instrumentos estão mais na cara. Nada que comprometa o som da banda, aliás, nem é algo negativo, é simplesmente uma diferença.

Outra pequena mudança é em relação ao andamento das faixas. Apesar de não atingir níveis meteóricos de velocidade, as composições aqui estão levemente mais rápidas e diretas. Os riffs continuam mórbidos, mas um pouco mais enérgicos (se isso é possível). Os vocais de Anders Bo Rasmussen estão sonoramente mais soltos, e seus urros estão melhores como nunca.

Dentre as diversas qualidades, é interessante notar que as composições estão ímpares. Apesar das características serem as mesmas, você não nota semelhança em quase nenhum riff, linha de baixo ou bateria. Ouça Snakes Of The Law, a brutal Pest Grave e Cast From Heaven e vejam as linhas peculiares e únicas que cada uma possui.

Uma pequena dose de melodia também se faz presente, fato comprovado em In Harms Way. "Godless" é um trabalho que mostra que o Deus Otiosus está mais entrosado do que nunca e criando sua identidade. O disco não tem o impacto de "Murderer"? Por enquanto, porque a cada audição eu gosto mais desse trabalho.

http://www.deus-otiosus.com
http://www.facebook.com/deusotiosus.dk

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Deus Otiosus"

Guns N RosesGuns N' Roses
Mãe de Steven Adler comenta a emoção do filho

Rob TrujilloRob Trujillo
Sobre Zakk Wylde: "Ele é uma máquina de beber!"

FalênciaFalência
Sete Rock Stars que foram à bancarrota

5000 acessosNu Com a Mão no Bolso: blog elege as melhores capas com "nudez"5000 acessosLinkin Park: 20 coisas que você não sabe sobre a banda5000 acessosSkid Row: Varone tentou honrar o sobrenome em filme pornô5000 acessosLobão: delirando sobre o seu próprio sucesso nos Anos 805000 acessosCapas de álbuns: versão "cultura pop" de capas famosas5000 acessosSlash: como surgiu a desavença com Paul Stanley

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online