Matérias Mais Lidas

imagemRegis Tadeu e os cinco grandes vocalistas que o mundo do Rock não dá valor

imagemJô Soares comprou uma obra de arte do Rock por causa do Regis Tadeu

imagemA música do Metallica que James não queria apresentar aos outros integrantes

imagemFãs detonam produção do Knotfest após anúncio do Pantera

imagemDee Snider diz que faliu na década de 1990 e fingia ser outra pessoa

imagemAngra e Shaman, Edu Falaschi fala sobre a treta que havia entre as bandas

imagemO carinhoso jeito de Axl Rose se desculpar com sua equipe pelo seu jeito imprevisível

imagemA melhor música de heavy metal lançada a cada ano desde 1970, em lista do Loudwire

imagemDez músicas de outros estilos que ganharam ótimas versões rock/metal - Parte I

imagemFilme que conta a história de Dio será exibido nos cinemas em setembro

imagemAmy Lee surpreende ao escolher os melhores cantores (e cantoras) de todos os tempos

imagemO curto e grosso motivo pelo qual Zappa vetava que seus músicos usassem coisas químicas

imagemBruno Sutter explica semelhança problemática entre Ayrton Senna e Fausto Fanti

imagemA música do Raul Seixas com erro gramatical que parece um plágio mas é uma homenagem

imagemDiretora de escola censurada por pais por foto com camisa do Iron Maiden se arrepende


2022/08/18
Stamp

Deus Otiosus: segundo trabalho depois do "Murderer"

Resenha - Godless - Deus Otiosus

Por Vitor Franceschini
Em 25/11/12

publicidade

Nota: 8

E os dinamarqueses do Deus Otiosus retornam com seu segundo trabalho depois de dois anos de divulgação do aclamado "Murderer". Ainda focando seu trabalho no Death Metal tradicional – felizmente - a banda mudou pouca coisa na sua sonoridade, mas que é notada já de início.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

"Goddless" traz uma produção menos densa e um tanto quanto rústica, porém ótima. A cargo de Tomas "Pede" Pedersen, as guitarras estão menos soturnas, mais ríspidas e os outros instrumentos estão mais na cara. Nada que comprometa o som da banda, aliás, nem é algo negativo, é simplesmente uma diferença.

Outra pequena mudança é em relação ao andamento das faixas. Apesar de não atingir níveis meteóricos de velocidade, as composições aqui estão levemente mais rápidas e diretas. Os riffs continuam mórbidos, mas um pouco mais enérgicos (se isso é possível). Os vocais de Anders Bo Rasmussen estão sonoramente mais soltos, e seus urros estão melhores como nunca.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Dentre as diversas qualidades, é interessante notar que as composições estão ímpares. Apesar das características serem as mesmas, você não nota semelhança em quase nenhum riff, linha de baixo ou bateria. Ouça Snakes Of The Law, a brutal Pest Grave e Cast From Heaven e vejam as linhas peculiares e únicas que cada uma possui.

Uma pequena dose de melodia também se faz presente, fato comprovado em In Harms Way. "Godless" é um trabalho que mostra que o Deus Otiosus está mais entrosado do que nunca e criando sua identidade. O disco não tem o impacto de "Murderer"? Por enquanto, porque a cada audição eu gosto mais desse trabalho.

http://www.deus-otiosus.com
http://www.facebook.com/deusotiosus.dk

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

2022/07/09


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Kiss: como foi demitir Eric Carr em seu leito de morte

O Whiplash.Net protege algumas bandas e prejudica outras?


Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini.