Holger: Ilhabela e sua atmosfera tropical

Resenha - Ilhabela - Holger

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Crysthian Gonçalves
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Para quem acompanha o trabalho dos garotos e já está acostumado com o som contagiante da banda, que mescla ritmos swingados com elementos eletrônicos, guitarras vibrantes e letras em inglês, pode confirmar que o Holger abocanhou de vez a ginga brasileira, agora com composições em português.
5000 acessosRolling Stone: as 10 melhores bandas de Heavy Metal5000 acessosEdu Falaschi: os dez vocalistas brasileiros preferidos dele

Eles já haviam lançado o single "Ilhabela" há algumas semanas, o que com certeza criou certa expectativa se as demais canções do disco também seriam em português.

"Ilhabela" começa com a contagiante "Tonificando", abrindo o disco com o estilo que já estamos acostumados. Percussão matadora, ginga e frases de guitarra marcantes. O baixo presente em "Abaía", com os vocais suaves contradizem com a melodia característica do Holger e apenas confirmam o quanto as letras em português estão dando certo na banda.

Frases de guitarra simples dão certo no swing do Holger. Assim como a percussão presente, com direito a cuíca em "Great Strings", a primeira em inglês no álbum, seguida pela atmosférica "Another One".

O álbum foi mixado em Nova York por Le Chev (Fischerspooner) e masterizado em Londres, no The Exchange, onde já passaram discos de artistas como Hot Chip, Phoenix, entre outros. O álbum também conta com algumas participações especiais, como João Parahyba do Trio Mocotó, Irina Bertolucci do Garotas Suecas, e a cantaora Li Saumet que divide os vocais em "Infinita Tamoios".

O clima tropical torna o disco ainda mais agradável. A faixa "Me Leva Pra Nadar" é um convite à diversão e resume o álbum em apenas 2 minutos e 43 segundos de música. Um álbum bem mais abrasileirado foi uma aposta corajosa para uma banda que já vinha conquistando um público seleto durante a carreira. Ele se difere do último, "Sunga", e mostra uma banda renovada musicalmente. "Treta" é brilhante por diversos aspectos: melódicos que variam dos arranjos característicos da banda, quanto à exploração da letra, que varia do inglês para a espécie de refrão em português.

O álbum é encerrado com "Ilhabela". O single que já havia sido lançado anteriormente foi a prévia do álbum em si. O Déjà vu que "Ilhabela" nos proporcionou antes do álbum ser lançado comprovou a maturidade que os garotos alcançaram neste novo trabalho. As letras em português deram certo com a característica instrumental mantida em ritmos brasileiros. 'Treparam mais alto que o mundo' e acertaram na aposta, sendo no mínimo um pouco ousados.

O álbum está disponível para download aqui: http://myholger.bandcamp.com/album/ilhabela

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Holger"

Rolling StoneRolling Stone
As 10 melhores bandas de Heavy Metal

Edu FalaschiEdu Falaschi
Os dez vocalistas brasileiros preferidos dele

MotorheadMotorhead
A gafe nazista de Lemmy em Nuremberg

5000 acessosSeparados no nascimento: James Hetfield e o Leão Valente5000 acessosAs regras do Viking Metal5000 acessosRhythm: os bateristas mais influentes de todos os tempos5000 acessosDerek Riggs: "O Iron Maiden é muito ciumento"4441 acessosRock In Rio: Você foi? Agradeça ao Frank Sinatra!5000 acessosMetallica: grandes bateristas de verdade respeitam Lars Ulrich

Sobre Crysthian Gonçalves

Crysthian Gonçalves, 19 anos, estudante de Jornalismo na FMU, vocalista e guitarrista da banda de rock alternativo Vontrap, fã de boa música como os ídolos Rolling Stones, Queen e Red Hot Chili Peppers, é administrador e entrevistador do site entrevistas Guitar Talks onde apresenta conversas com grandes bandas da cena musical.

Mais matérias de Crysthian Gonçalves no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online