RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemA música de Raul Seixas que salvou a carreira de Chitãozinho e Xororó

imagemPor que Lemmy odiava tocar "Ace of Spades" nos shows do Motörhead

imagemOmelete diz que heavy metal pertence agora à nova geração e não ao tiozão headbanger

imagemO hit dos Beatles que talvez seja sobre drogas e que "Jesus" acompanhou gravação

imagemO brasileiro com a voz parecida com a de Axl Rose que viralizou no TikTok

imagemO conselho realista de John Petrucci para bandas que estão começando agora

imagem"Quem não gosta de Beatles bom sujeito não é", diz João Gordo

imagemQuatro músicas de artistas brasileiros que citam Os Paralamas do Sucesso

imagemDeep Purple: David Coverdale revela quem quis como substituto de Ritchie Blackmore

imagemClipe de "From The Ashes" ultrapassa 1 milhão de views e Fernanda Lira celebra

imagem5 motivos para assistir ao novo RockGol 2023 que estreia em fevereiro

imagemO Raul Seixas não era nada daquilo que ele falava, diz ex-parceiro musical

imagemAndi Deris tem problemas de saúde e shows do Helloween são adiados

imagemA atitude punk da Legião Urbana que causou irritação e deu trabalho na gravação

imagemAlírio Netto diz que foi um privilégio cantar no Shaman


Andre Matos: um trabalho ousado e inesperado

Resenha - Turn Of The Lights - Andre Matos

Por Pedro Humangous
Postado em 14 de novembro de 2012

Nota: 7

A técnica e talento de Andre Matos são indiscutíveis. Sua carreira teve alguns altos e baixos, sempre passeando por bandas e projetos diferentes. Após sua saída do Angra, muita coisa aconteceu. Seus trabalhos mais recentes foram com a banda Symfonia e a reunião com o Viper. Mas o que os fãs esperavam mesmo era por um disco novo de sua carreira solo.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

E a espera, finalmente, acabou com o lançamento de "The Turn Of The Lights", terceiro registro com a banda que leva o seu nome. Quem acompanha a carreira do Andre sabe que o músico não costuma repetir a mesma fórmula. Então, o que esperar desse álbum, já que "Time To Be Free" foi tão diferente de "Mentalize"? Simples, mais um trabalho totalmente inesperado e incomum para sua carreira como um todo. As composições estão muito mais maduras, comedidas, suaves e acessíveis. As guitarras estão com uma timbragem mais limpa, com um toque mais Pop, construções simples e diretas dando vazão ao que mais interessa, nesse caso, as linhas vocais. Falando nelas, Andre pouco abusa de sua potência vocal, cantando em um tom mais baixo, de forma linear e mais teatral. Esqueça aquela agressividade e tons agudos encontrados nos primeiros discos do Shaman, ou mesmo no seu primeiro álbum. Tudo aqui é mais atmosférico, progressivo. Isso não quer dizer que "The Turn Of The Lights" seja ruim, apenas diferente. Essa estranheza toda passa após algumas audições e você acaba se acostumando e entendendo melhor a proposta do grupo. O fato é que faltou um pouco de punch ou, quem sabe, composições mais pegajosas. A arte da capa também deixou a desejar um pouco e que, apesar de bonita esteticamente, é meio sem sal. Um lançamento, no mínimo, interessante e de respeito. Andre Matos mostra que tem coragem, sem medo de experimentar. Isso, certamente, trará novos fãs para a banda e, possivelmente, afastará alguns outros. Faz parte.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal


Outras resenhas de Turn Of The Lights - Andre Matos

Resenha - Turn Of The Lights - Andre Matos

Resenha - Turn of the Lights - Andre Matos

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Stamp


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Pedro Humangous

Pedro Humangous, 28 anos, publicitário headbanger. Dono e editor chefe da revista Hell Divine. Santista apaixonado por música e uma boa cerveja. Atualmente reside em Brasília e não poupa esforços para fazer o metal se fortalecer no país. Já colaborou com as revistas portuguesas Versus e Horns Up, além da coluna "Rolo Compressor" na rádio Nucleo Base. Colecionador de CD's, DVD's, Livros e Action Figures, concentra suas forças no metal extremo, sem deixar de lado os demais estilos. Fanático por Opeth, Iron Maiden, Trivium, Kreator, Dream Theater, Baroness, Suicide Silence, entre tantas outras. Siga: @PedroHumangous
Mais matérias de Pedro Humangous.