Inkilina Sazabra: carrega um clima denso e obscuro

Resenha - Almas Envenenadas - Inkilina Sazabra

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Franceschini
Enviar Correções  

publicidade

7


Inicialmente temos que louvar o Inkilina Sazabra que não é somente um projeto musical, mas também literário. Não conhecer a história da banda antes de ouvir o trabalho pode ser um tremendo fiasco, já que devemos entender que as letras aqui são contos do escritor e vocalista Pedro Sazabra.

Pedro conheceu o baterista Paulo Sobral, que levava a cabo o projeto Inkilina Morte, através da rede social myspace, onde surgiu o Inkilina Sazabra. Posteriormente a banda foi completada por César Palma (guitarras) e Paulo Dimal (teclados). Eles lançaram um single chamado ""Sôlt...a Âncora" (2009), um álbum denominado "A Divina Maldade" (2011, que teve um single de mesmo nome que o antecedeu), além do EP "O Bêbado", lançado no mesmo ano.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Agora é a vez deste "Almas Envenenadas", que carrega um clima denso e obscuro, com letras que abordam a psicose humana, além de temas soturnos com nuances góticas. Falando em gótico, as composições possuem sonoridades que passam pelo estilo, além de um toque industrial e de guitarras sinteticamente metalizadas.

A música acompanha as narrativas de Pedro, portanto não espere nada cativante ou que o leve ao êxtase. O que contém em "Almas Envenenadas" são contos musicados para se ouvir e viajar, levados por um instrumental que nos lembra uma trilha sonora de um filme de suspense. Os arranjos são muito bem elaborados, com destaque para os teclados e sintetizadores de Paulo.

Mesmo assim ainda podemos citar temas muito interessantes como Abismo, que contém momentos pesados com vocais guturais e 'blast beats' (!), Caverna dos Malditos (belíssimo poema), Cala-me Essa Boca e Máquina da Fama, uma balada poética. Enfim, "Almas Envenenadas" é um trabalho ousado que deu certo, mas que pode soar estranho para um público menos reflexivo.

http://www.myspace.com/inkilinasazabra
http://www.inkilinasazabra.webnode.pt
http://www.facebook.com/pages/Inkilina-Sazabra/1088920625157...

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Cli336 CliIL Cli336