Kiko Loureiro: muito além das seis cordas

Resenha - Sounds Of Innocence - Kiko Loureiro

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Pedro Humangous
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Até onde vai a capacidade do ser humano de criar sempre coisas novas? O famoso guitarrista brasileiro Kiko Loureiro força as barreiras da criatividade e técnica para criar seu quarto álbum solo intitulado "Sounds Of Innocence".
205 acessosBlind Guardian e Rhapsody: Como seria Hansi e Lione cantando juntos?5000 acessosEmos: 23 músicas que já estiveram na sua playlist

De inocente ele mostra que nada tem e seu som está cada vez mais apurado, cuidadoso e inovador. Podemos dizer que este novo trabalho é uma mistura fina de tudo o que ele já mostrou em sua carreira. Você irá encontrar um pouco de "No Gravity", um pouco de "Universo Inverso" e aquele toque especial e característico que o guitarrista possui e pôde ser conferido nos trabalhos ao lado do Angra também. Kiko sozinho já é capaz de fazer um belo estrago, imagina acompanhado de Felipe Andreoli e Virgil Donati? As faixas ganharam mais dinâmica e precisão que só músicos dessa qualidade podem oferecer. Aquele mito de que discos instrumentais são apenas para músicos já caiu por terra. Um álbum como este pode ser apreciado por todos, atingindo um público muito maior. É óbvio que influências de Joe Satriani e Steve Vai estão presentes, mas Kiko Loureiro sabe muito bem inserir sua marca às composições, principalmente nas levadas tipicamente brasileiras – como é o caso da faixa "El Guajiro" e "Mae D'Agua", por exemplo. O Jazz não foi esquecido e está presente em músicas como "Ray Of Life", bem como seu lado mais Prog, presente em "Conflicted". Um disco bastante variado e que veio somente para coroar o guitar hero brasileiro, reafirmando sua posição no mercado nacional e internacional, de forma definitiva!

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Sounds Of Innocence - Kiko Loureiro

5000 acessosKiko Loureiro: Sem precisar provar mais nada para ninguém1406 acessosKiko Loureiro: Curso natural de uma evolução em seus discos

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 24 de setembro de 2012

AngraAngra
Banda reage à tragédia com Adrenaline Mob

205 acessosBlind Guardian e Rhapsody: Como seria Hansi e Lione cantando juntos?1213 acessosAngra: Uma rara versão acústica de "Carry On" com Andre Matos899 acessosAngra: Fabio Lione tem poderes! (making of do novo álbum)0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Angra"

Paganini e o Heavy MetalPaganini e o Heavy Metal
A onipresença do "Capriccio nº 24" no Heavy Metal

AngraAngra
Fabio Lione mostra seus talentos como tenor

AngraAngra
Ricardo Confessori fala sobre a música "Nothing to Say"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Kiko Loureiro"0 acessosTodas as matérias sobre "Angra"

EmosEmos
23 músicas que já estiveram na sua playlist

Dave NavarroDave Navarro
Conheça a filha atriz pornô do músico

Andreas KisserAndreas Kisser
"Eloy Casagrande talvez não seja humano"

5000 acessosSeparados no nascimento: Bruce Dickinson e Leopoldo Pacheco5000 acessosOs dez maiores picaretas da música internacional5000 acessosFrances Bean Cobain: assustada com tatuagem de fã5000 acessosEurope: confissões de Tempest sobre excessos dos anos 805000 acessosRush: o discurso mais criativo e engraçado da música4768 acessosBlack Sabbath: Ozzy seguirá em carreira solo após última turnê

Sobre Pedro Humangous

Pedro Humangous, 28 anos, publicitário headbanger. Dono e editor chefe da revista Hell Divine. Santista apaixonado por música e uma boa cerveja. Atualmente reside em Brasília e não poupa esforços para fazer o metal se fortalecer no país. Já colaborou com as revistas portuguesas Versus e Horns Up, além da coluna “Rolo Compressor” na rádio Nucleo Base. Colecionador de CD´s, DVD´s, Livros e Action Figures, concentra suas forças no metal extremo, sem deixar de lado os demais estilos. Fanático por Opeth, Iron Maiden, Trivium, Kreator, Dream Theater, Baroness, Suicide Silence, entre tantas outras. Siga: @PedroHumangous

Mais matérias de Pedro Humangous no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online