Selvageria: Peso, agressividade, velocidade e intensidade

Resenha - Selvageria - Selvageria

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Junior Frascá
Enviar Correções  

8


O SELVAGERIA foi formado em 2005, na Capital do Estado de São Paulo, e desde então vem fazendo barulho no underground metálico, com seu thrash/speed metal ultrajante, cantado em português, e remetendo direto aos primórdios do estilo, mais especificamente aos anos 80.

E desde a sonoridade, passando pelo estilo dos músicos, das letras, e da gravação do material, tudo segue a temática old school. Mas apesar disso, e de não trazer qualquer tipo de inovação, o som dos caras é bem interessante, transbordando competência e paixão pelo estilo. E como não poderia deixar de ser, as influências latentes dos caras são ANTHARES, TAURUS, MX, EXODUS, e a fase inicial do KORZUS.

publicidade

O carro chefe do som dos caras são os riffs fantásticos e cativantes do guitarrista Capi, e a bateria insana de Danilo, que se mostra bem técnico, principalmente nos pedais, apesar de as músicas serem, no geral, bem diretas e pouco trabalhadas. Além disso, o vocalista Gustavo tem uma voz agressiva bem interessante, mas comete alguns exageros no decorrer do disco, com agudos desnecessários em vários finais de verso, deixando as faixas um pouco repetitivas.

publicidade

Contudo, no geral, o disco agrada bastante, e deverá cair nas graças daqueles que buscam uma sonoridade mais tradicional, voltadas às raízes do thrash, pois faixas como "Trovão de Aço", "Na Lâmina da Foice", "Águias Assassinas" e "A Serviço do Mal" tem todos os requisitos que fãs esperam: peso, agressividade, velocidade e intensidade.

A produção, apesar de bem crua, não deixa a desejar, ao contrário da capa horrorosa do disco, que, dentre alguns "monstros", traz alguns pontos característicos da cidade de São Paulo (inclusive, a Galeria do Rock).

publicidade

Um disco que mostra uma banda bem interessante, "Selvageria" é indicado para todos os fãs que preferem a vertente mais tradicional do metal, e não ligam muito para novidade ou originalidade. Se é o seu caso, não deixe passar, pois os caras são muito competentes no que se propõe a fazer.

publicidade

Selvageria - Selvageria
(2009 – Dark Sun Label – Nacional)

Formação:
Gustavo - Vocals
Capi - Lead Guitar
Andrei - Bass
Danilo Toloza - Drums

Track List:

1. Trovão de Aço
2. Metal Invasor
3. Na Lâmina da Foice
4. Aguias Assassinas
5. Hino do Mal
6. União Total
7. Cinzas da Inquisição
8. Garra do Cão
9. A Serviço do Mal


Outras resenhas de Selvageria - Selvageria

Selvageria: segue seu propósito, fazer o povo bater cabeça




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Metal Brazuca: algumas bandas que você precisa conhecerMetal Brazuca
Algumas bandas que você precisa conhecer

Metal Nacional: a nova geração do Heavy Metal em portuguêsMetal Nacional
A nova geração do Heavy Metal em português


Galeria de fotos: 13 motivos para gostar de Rock N RollGaleria de fotos
13 motivos para gostar de Rock N Roll

USA Today: as 20 maiores bandas de todos os tempos nos EUAUSA Today
As 20 maiores bandas de todos os tempos nos EUA


Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin