Nervosa: Trio paulista de Thrash Metal lança primeira demo

Resenha - 2012 (demo) - Nervosa

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Thiago Pimentel
Enviar correções  |  Ver Acessos


Após dividirem atenção entre críticas e elogios, finalmente o trio paulista de thrash metal (feminino) lança sua primeira demo, "2012".

Nervosa: Fernanda Lira fala de perrengues e Rock in RioTop 5: Os roqueiros mais chatos da história

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Contendo três composições e alguns adicionais - como o clipe para 'Masked Betrayer' - , Fernanda Lira (baixo e vocal), Prika Amaral (guitarra) e Fernanda Terra (bateria) apresentam um direcionamento musical bem definido em faixas sobrepostas a uma excelente produção - lembremos, trata-se de uma demo.

Na realidade, o lançamento de "2012" era previsto para o começo do ano. Contudo, após uma parceria, as meninas lançaram um vídeo para a faixa 'Masked Betrayer'. Depois disso, a visibilidade fora tanta que a Nervosa ampliou suas atividades e, em um curto período de tempo, assinou com um selo estrangeiro, a Napalm Records. A gravadora, inclusive, acabou de lançar uma tiragem limitada, em vinil, desta no exterior.

Logo no início da audição, a faixa de abertura ('Time of Death') já exibe ecos de Slayer e Sepultura em sua introdução cadenciada. Após isso, desenboca para um thrash metal mais clássico. As variações de riffs e inserção de backing vocals realmente soam bem aqui - remetem, inclusive, os longíquos anos 80. Já os vocais de Fernanda Lira são bem interessantes; ela mescla estilos mais modernos, usando linhas voltadas aos guturais, com os tradicionais vocais rasgados e agudos - a lá Schmier, do Destruction. Entretanto, nota-se que a Fernanda ainda está desenvolvendo seu estilo - o que é normal; afinal, trata-se de uma demo. No geral, uma faixa bem desenvolvida e, na minha opinião, a melhor composição deste trabalho.

"2012" toma seu prosseguimento com a já conhecida 'Masked Betrayer'. Apesar de ser uma boa música - contando com uma seção de riffs variantes bem interessantes pelo meio - a faixa é, na minha opinião, a menos inspirada da demo; há alguns riffs que me soam bem datados. E, fechando o registro, ainda temos a frenética 'Invisible Oppression'. Com menos de dois minutos, esta talvez seja a música mais direta e agressiva de "2012". No geral, excelente pancada que mostra tantos os elementos do hardcore quanto do thrash coexistindo - o chamado crossrover - e conta, ainda, com um tímido momento solo de Prika Amaral.


Musicalmente, o som da Nervosa não apresenta muitas novidades; transita entre o thrash, hardcore e, às vezes, o metal mais extremo. Entretanto, nesta demo elas dosam bem tais elementos e, mesmo com apenas três faixas, o registro soa equilibrado, variado. Claro que o excelente trabalho de Heros Trench e Marcelo Pompeu (ambos do Korzus) somam, mas nada adiantaria sem a motivação das garotas - apenas a boa produção não faria milagres, melhor dizendo.

Finalmente, agora se poderá fazer críticas com sentido e embasamento ao Nervosa. Claro, elas - integrantes do grupo - foram expostas bem antes do tempo e, talvez, o processo de 'evolução como banda' ainda esteja longe de um possível apogeu. Por exemplo, enquanto as linhas de Fernanda Terra já parecem mais maduras e certas, o trabalho de Prika Amaral e Fernanda Lira ainda mostram sinais de timidez e desenvolvimento. Ou seja, algo totalmente normal para uma banda ainda em sua primeira demo. A mesma linha de raciocínio também vale para performances ao vivo, por exemplo.

Com o tempo, esperemos uma contínua evolução das garotas e, claro, outros lançamentos - ainda superiores a este, de preferência.

Mesmo contendo apenas três canções, '2012' foi uma boa maneira de debutar e já pode, inclusive, ter suas faixas ouvidas por streaming em:
http://soundcloud.com/nervosathrash

Formação:
Fernanda Lira - vocais, baixo
Prika Amaral - guitarra
Fernanda Terra - bateria

Tracklist:

01. Time of Death
02. Masked Betrayer
03. Invisible Oppression

Originalmente publicado em:
http://hangover-music.blogspot.com.br/2012/08/resenha-nervos...


Outras resenhas de 2012 (demo) - Nervosa

Nervosa: Rabo de galo que você toma antes da comida!Nervosa: Demo poderosa, destilando Thrash Metal Old School




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Nervosa"


Nervosa: Fernanda Lira fala de perrengues e Rock in RioNervosa
Fernanda Lira fala de perrengues e Rock in Rio

Nervosa: com música dedicada a Marielle, show lota Sunset do Rock in RioNervosa
Com música dedicada a Marielle, show lota Sunset do Rock in Rio

Nervosa: banda ainda lida com machismo, dos comentários aos nudes inconvenientesNervosa
Banda ainda lida com machismo, dos comentários aos nudes inconvenientes

Rock in Rio 2019: horários do dia do metal passam por pequena alteraçãoRock in Rio 2019
Horários do "dia do metal" passam por pequena alteração

Metal Nacional: Confira bandas que se destacaram em 2015Metal Nacional
Confira bandas que se destacaram em 2015

Metal Calcinha: onze bandas lideradas por mulheresMetal Calcinha
Onze bandas lideradas por mulheres


Top 5: Os roqueiros mais chatos da históriaTop 5
Os roqueiros mais chatos da história

Humor: Os impressionantes diários secretos de Roger WatersHumor
Os impressionantes diários secretos de Roger Waters


Sobre Thiago Pimentel

Tenta, desde meados de 2010, escrever textos que abordem as vertentes da mais peculiar - em seu ponto de vista - manifestação artística do ser humano, a música. Para tal, criou o blog Hangover-Music e contribui no Whiplash.Net. Além disso, é estudante de jornalismo, guitarrista e acredita que se algum dia o Deus metal existira, ele morreu em 13/12/2001.

Mais matérias de Thiago Pimentel no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336