Lachrimatory: Doom Metal melancólico, denso, obscuro...

Resenha - Transient - Lachrimatory

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Pierre Cortes
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 10

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


O LACHRIMATORY é um grupo curitibano formado em 99. Em 2002 lançam sua primeira demo. A partir daí passam por mudanças na formação e, quatro anos após, aparecem com seu primeiro CD: o excelente "Anamnesic Voices Phenomena".

Doom Metal: os dez trabalhos essenciais do estiloSociedade Alternativa: Fama proporcional à escassez teórica

"Transient", seu mais novo registro, segue a mesma linha do álbum anterior, ou seja, continuam a executar um Doom Metal melancólico, denso, obscuro, sombrio e repleto de sentimento. No decorrer das seis longas faixas, o ouvinte poderá conferir riffs extremamente pesados, voz gutural, violoncelo muito bem encaixado e intensificando a atmosfera lúgubre, baixo e bateria criando um ritmo lento e bastante carregado.

Em função do próprio estilo musical, as canções possuem certa homogeneidade, mas é nítida não somente a qualidade técnica dos músicos, quanto principalmente a emoção pelo qual executam as melodias. É música tocada com sentimento e que atinge os ouvintes.

Confira faixas como "Lachrimatory", com riffs iniciais lentíssimos e pesados, carregados de melancolia e obscuridade; "Twilight" começa com o baixo forte e em seu decorrer apresenta mudanças de ritmo, vocal limpo e passagens com piano, demonstrando ser uma música belíssima e, particularmente, a que mais me agradou neste trabalho.

Assim como no "Anamnesic Voices Phenomena", aqui também notamos influências de SILENT CRY da fase inicial. Algumas passagens me lembraram o excelente grupo ASHES YOU LEAVE na fase do álbum "The Passage Back to Life", mais especificamente nos riffs e timbres de guitarra.

"Transient" é um grandioso trabalho de Doom Metal que, definitivamente, coloca o LACHRIMATORY numa posição de destaque entre os nomes do gênero. Isso não resta a menor dúvida. Se você é fã deste estilo musical, não deixe de conferir, pois certamente vai querer ter esta obra em sua coleção.

Link do review do álbum "Anamnesic Voices Phenomena":
https://whiplash.net/materias/cds/157034-lachrimatory.html

Banda: Lachrimatory
País de Origem: Brasil
Título do álbum: Transient
Ano: 2011
Estilo: Doom Metal
Gravadora: Independente

Line-up:

Ávila Schultz - Vocal/Teclado
Wagner Muller - Baixo
Tiago Alvarez - Guitarra/Backing Vocal
Alexandre Antunes - Guitarra/Backing Vocal
Maiko Thomé - Violoncelo
Paulo Kolb - Bateria

Faixas:

1. Seclusion
2. Lachrimatory
3. Twilight
4. Clarity
5. Deluge
6. Void

Sites:

http://www.lachrimatory.com/
http://www.myspace.com/lachrimatory
http://www.facebook.com/lachrimatory
http://www.fotolog.com.br/lachrimatory/




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Lachrimatory"Todas as matérias sobre "Silent Cry"Todas as matérias sobre "Ashes You Leave"


Galeria - Musas do rock/metal nacional (Blog Sutil Como Uma Granada)Galeria - Musas do rock/metal nacional (Blog Sutil Como Uma Granada)
Galeria - Musas do rock/metal nacional (Blog Sutil Como Uma Granada)


Doom Metal: os dez trabalhos essenciais do estiloDoom Metal
Os dez trabalhos essenciais do estilo

Sociedade Alternativa: Fama proporcional à escassez teóricaSociedade Alternativa
Fama proporcional à escassez teórica

Hetfield: egos, Mustaine, Load e homossexualidade no MetallicaHetfield
Egos, Mustaine, Load e homossexualidade no Metallica

Pink Floyd: a história por trás de "Animals"Dossiê Guns N' Roses: A versão de Slash para os fatosDave Grohl: falando sobre o seu vício em café e cigarroKiss: os itens mais bizarros do merchandise oficial

Sobre Pierre Cortes

Pierre Cortes, paulistano, bacharelado em Publicidade e em Cinema, amante da fotografia e escrita, apreciador do Heavy Metal e todas as suas subdivisões desde o início dos anos 80, colaborador do Whiplash.Net desde 2011, Twitter - @pierrecortes.

Mais matérias de Pierre Cortes no Whiplash.Net.