Asking Alexandria: Não-recomendado para tradicionalistas

Resenha - Reckless & Relentless - Asking Alexandria

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Junior Frascá
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


O ASKING ALEXANDRIA foi formado em 2008, na Inglaterra, com a proposta de criarem um som diferenciado, e lançaram no ano de 2011 este seu segundo trabalho, que ficou em 9º lugar na Billboard 200 e em segundo lugar nos álbuns mais vendidos do Itunes na sua primeira semana de lançamento.
5000 acessosMetallica: a letra que fez Hammett e Hetfield chorar5000 acessosLove God's Way: grupo religioso lista bandas e artistas "Gay"

Mas caso você seja daqueles fãs de metal mais tradicionalistas, pode parar de ler por aqui, pois já aviso que o ASKING ALEXANDRIA não se encaixará no seu gosto. Mas se você é daqueles fãs com a cabeça mais aberta, prepare-se, pois o som da banda é muito interessante, e rompe a barreira do convencional.

Ao mesmo tempo em que apresentam uma sonoridade pesadíssima, com riffs ultra agressivos e precisos, e vocalizações guturais e rasgadas, os caras também apresentam um lado mais “eletrônico” e ambiental (em pequena escala, é verdade), principalmente devido ao uso de sintetizadores, e passagens comerciais, com refrãos com vocais limpos e pegajosos. No geral, o som da banda pode ser classificado como death/metalcore, mas não se resume apenas a estas influências, conforme é perceptível ao se ouvir o disco em sua íntegra.

Esses refrões mais melódicos podem não agradar a todos, e embora convincentes, são o ponto fraco do material. Mas, em compensação, o peso apresentando, principalmente pelas guitarras e pelo baixo martelado, chega a impressionar, tamanha a agressividade e brutalidade de conferem ao som dos ingleses, que nos trazem 12 canções muito bem construídas e com harmonias fantásticas, e que esbanjam competência, como fica claro em “Dear Insanity”, “Closure” (com uma rifferama de arrepiar) e “Morte et Dabo”.

Destaca-se também a qualidade de gravação, que deixou todos os instrumentos e os vocais muito bem definidos, embora exarando agressividade em cada passagem.

Assim, o ASKING ALEXANDRIA é uma banda bem legal, mas que não é indicada para qualquer um, pois sai do lugar comum, e seus integrantes buscam ampliar ao máximo sua musicalidade, mas sem nunca deixar de lado suas raízes do metal. Se procura por uma banda nova e ousada, sua busca acaba aqui.

Reckless & Relentless – Asking Alexandria
(2011 – Sumerian Records –Importado)

1. Welcome 1:49
2. Dear Insanity 3:09
3. Closure 3:58
4. A Lesson Never Learned 3:54
5. To the Stage 3:30
6. Dedication 1:03
7. Someone, Somewhere 3:37
8. Breathless 4:10
9. The Match 4:15
10. Another Bottle Down 3:34
11. Reckless and Relentless 4:08
12. Morte et Dabo 5:15

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Asking Alexandria"

BateristasBateristas
Os dez melhores em vídeo, com algumas surpresas

Kerrang!Kerrang!
As seis citações inspiradoras de 2014

Temperatura MáximaTemperatura Máxima
As atrizes pornôs que incendiaram o cenário Rock

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Asking Alexandria"

MetallicaMetallica
A letra que fez Hammett e Hetfield chorar

Love Gods WayLove God's Way
Grupo religioso lista bandas e artistas "Gay"

Thrash MetalThrash Metal
Dez novas promessas, incluindo uma brasileira

5000 acessosMônica Guedes: "seus heróis morreram de overdose, os meus morrem na estrada, trabalhando"5000 acessosDoentio: Black Metal composto apenas com gritos de pacientes loucos5000 acessosLuís Mariutti para Nando Moura: "Estádio não se lota com views ou likes"4938 acessosAbrindo o jogo: entrevista com Edu Falaschi5000 acessosTony Martin: "O Black Sabbath não fala comigo há 15 anos"5000 acessosMetallica x Luan Santana: Jump In The Fire, Bitch!

Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online