RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemQuando Roberto Carlos foi alfinetado por Raul Seixas, mas o Rei gostou do que ouviu

imagemQuando o Lynyrd Skynyrd irritou Mick Jagger ao abrir o show dos Rolling Stones

imagemApós dez anos, Jason Newsted procura guitarristas para montar um projeto de metal

imagemMax Cavalera escolhe seus álbuns "não metal" preferidos

imagemA única música tocada no Festival de Woodstock que atingiu o primeiro lugar nas paradas

imagemAs queixas que colegas do Paralamas mais fazem sobre Herbert Vianna, segundo o próprio

imagemSlash acha que os rockstars dos 60s e 70s eram mais inteligentes e educados que os dos 80s

imagemO hit da Legião Urbana antiviolência cantado sob perspectiva de jovem da periferia

imagemO grande amor de Renato Russo que durou pouco mas marcou sua vida para sempre

imagem"A vida é curta", afirma Floor Jansen, vocalista do Nightwish

imagemJohn Lennon queria regravar todas as músicas dos Beatles, segundo produtor George Martin

imagemA bizarra lembrança que Kerry King tem do último show do Slayer

imagemA icônica reportagem de Glória Maria em que Raul Seixas disse que foi atropelado por onda

imagemA reação de Jairo Guedz quando houve o racha do Sepultura no auge do sucesso

imagemA vingança de Joana Prado (ex-Feiticeira) contra filhos briguentos que envolve RPM


Stamp

Asking Alexandria: Não-recomendado para tradicionalistas

Resenha - Reckless & Relentless - Asking Alexandria

Por Junior Frascá
Postado em 02 de maio de 2012

Nota: 8

O ASKING ALEXANDRIA foi formado em 2008, na Inglaterra, com a proposta de criarem um som diferenciado, e lançaram no ano de 2011 este seu segundo trabalho, que ficou em 9º lugar na Billboard 200 e em segundo lugar nos álbuns mais vendidos do Itunes na sua primeira semana de lançamento.

Mas caso você seja daqueles fãs de metal mais tradicionalistas, pode parar de ler por aqui, pois já aviso que o ASKING ALEXANDRIA não se encaixará no seu gosto. Mas se você é daqueles fãs com a cabeça mais aberta, prepare-se, pois o som da banda é muito interessante, e rompe a barreira do convencional.

Ao mesmo tempo em que apresentam uma sonoridade pesadíssima, com riffs ultra agressivos e precisos, e vocalizações guturais e rasgadas, os caras também apresentam um lado mais "eletrônico" e ambiental (em pequena escala, é verdade), principalmente devido ao uso de sintetizadores, e passagens comerciais, com refrãos com vocais limpos e pegajosos. No geral, o som da banda pode ser classificado como death/metalcore, mas não se resume apenas a estas influências, conforme é perceptível ao se ouvir o disco em sua íntegra.

Esses refrões mais melódicos podem não agradar a todos, e embora convincentes, são o ponto fraco do material. Mas, em compensação, o peso apresentando, principalmente pelas guitarras e pelo baixo martelado, chega a impressionar, tamanha a agressividade e brutalidade de conferem ao som dos ingleses, que nos trazem 12 canções muito bem construídas e com harmonias fantásticas, e que esbanjam competência, como fica claro em "Dear Insanity", "Closure" (com uma rifferama de arrepiar) e "Morte et Dabo".

Destaca-se também a qualidade de gravação, que deixou todos os instrumentos e os vocais muito bem definidos, embora exarando agressividade em cada passagem.

Assim, o ASKING ALEXANDRIA é uma banda bem legal, mas que não é indicada para qualquer um, pois sai do lugar comum, e seus integrantes buscam ampliar ao máximo sua musicalidade, mas sem nunca deixar de lado suas raízes do metal. Se procura por uma banda nova e ousada, sua busca acaba aqui.

Reckless & Relentless – Asking Alexandria
(2011 – Sumerian Records –Importado)

1. Welcome 1:49
2. Dear Insanity 3:09
3. Closure 3:58
4. A Lesson Never Learned 3:54
5. To the Stage 3:30
6. Dedication 1:03
7. Someone, Somewhere 3:37
8. Breathless 4:10
9. The Match 4:15
10. Another Bottle Down 3:34
11. Reckless and Relentless 4:08
12. Morte et Dabo 5:15

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Def Leppard Motley Crue 2

Asking Alexandria: reverenciando o Skid Row

Bateristas: os dez melhores em vídeo, com algumas surpresas

Metalcore: 13 músicas que um fã de death metal deve gostar


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.
Mais matérias de Junior Frascá.