RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemQuando Roberto Carlos foi alfinetado por Raul Seixas, mas o Rei gostou do que ouviu

imagemQuando o Lynyrd Skynyrd irritou Mick Jagger ao abrir o show dos Rolling Stones

imagemApós dez anos, Jason Newsted procura guitarristas para montar um projeto de metal

imagemMax Cavalera escolhe seus álbuns "não metal" preferidos

imagemA única música tocada no Festival de Woodstock que atingiu o primeiro lugar nas paradas

imagemAs queixas que colegas do Paralamas mais fazem sobre Herbert Vianna, segundo o próprio

imagemSlash acha que os rockstars dos 60s e 70s eram mais inteligentes e educados que os dos 80s

imagemO hit da Legião Urbana antiviolência cantado sob perspectiva de jovem da periferia

imagemO grande amor de Renato Russo que durou pouco mas marcou sua vida para sempre

imagem"A vida é curta", afirma Floor Jansen, vocalista do Nightwish

imagemJohn Lennon queria regravar todas as músicas dos Beatles, segundo produtor George Martin

imagemA bizarra lembrança que Kerry King tem do último show do Slayer

imagemA icônica reportagem de Glória Maria em que Raul Seixas disse que foi atropelado por onda

imagemA reação de Jairo Guedz quando houve o racha do Sepultura no auge do sucesso

imagemA vingança de Joana Prado (ex-Feiticeira) contra filhos briguentos que envolve RPM


Stamp

Abigail Williams: Black Metal que chega a ser inovador

Resenha - Becoming - Abigail Williams

Por Marcos Garcia
Postado em 13 de fevereiro de 2012

Nota: 10

A caça às bruxas não foi um evento isolado, pertencente apenas à Igreja Católica e seus tribunais da Inquisição (existente até os dias de hoje, tendo por nome hoje em dia Congregação para a Doutrina e a Fé, ou Congregatio pro Doctrina Fidei, encabeçada até 2005 pelo Cardeal Joseph Ratzinger, hoje o Papa Bento XVI), mas ocorreu também na história americana, no episódio da caça às bruxas na cidade de Salém (hoje Denver), em 1692, onde até uma criança de 11 anos serviu como acusadora e causou a morte de mais de 150 inocentes, a menos que o caro leitor acredite na existência de bruxas (e sem aquela piadinha sobre sogras, pois alguma pode ler esta resenha e o leitor entrará por um longo e solene cano). O nome da menina era ABIGAIL WILLIAMS, que o ótimo quarteto americano de Phoenix, Arizona (hoje baseado em Los Angeles, Califórnia) usa e nos trás um Black Metal que chega a ser inovador, comprovado pelo terceiro CD deles, que acaba de sair via Candlelight Records e chama-se ‘Becoming’.

Musicalmente, o fã tem um mix extremamente bem feito de Black Metal sinfônico mais antigo e de raiz com algumas pitadas de Doom aqui e ali, teclados e violinos muito bem colocados, mas não tome a banda como Black Metal sinfônico puro e simples, pois eles exageram nas doses de peso e agressividade, logo, não seja iludido por seus ouvidos e concepções, e mesmo por algumas decepções. A banda afirma ainda mais a cena extrema americana no tocante a Black Metal, que já revelou nomes bons como ABSU, KULT OV AZAZEL, BLOODSTORM, entre tantos outros.

A produção visual é muito bonita, com uma arte semelhante aos ícones bizantinos vistos em igrejas e capelas, prova da profundidade do Helenismo na cultura europeia até os dias de hoje, e a produção sonora é de alto nível, permitindo ao ouvinte ter a possibilidade de ouvir a música da banda em plenitude, sem nenhum instrumento ficar alto demais em relação aos outros, e sem lhe extrair a crueza sonora quando necessário, pois é requisito e identidade musical do Black Metal.

As músicas do CD são, em sua maioria, gigantescas, passando dos sete minutos brincando, exceto pela ótima ‘Radiance’, quase toda mais cadenciada e pesadona, mas próximo ao fim, a velocidade do andamento fica um pouco mais rápida, e ‘Three Days of Darkness’, que é uma pequena instrumental climática que serve de introdução para a última música do CD. As outras quatro faixas (isso mesmo, o CD só tem seis músicas, exceto pela versão do ITunes, que ainda tem uma sétima, chamada ‘Akasha’) são gigantescas, mas em momento algum cansativas, uma vez que as mudanças são muitas, e as faixas nunca são enfadonhas, muito pelo contrário, pois ‘Ascension Sickness’, ‘Elestal’ (a menorzinha: 8:12!), ‘Infinite Fields of Mind’ e a maravilhosa e destaque absoluto do CD ‘Beyond the Veil’ são capazes de entreter até o mais exigente dos ouvintes de Metal como um todo, tamanha riqueza musical de variações de andamentos e bom gosto nos arranjos, especialmente no tocante às guitarras.

O ano de 2012 nem bem começou e já tem um de seus melhores CDs no mercado...

Está esperando o que? Vai logo atrás do seu, porque seu reviewer já garantiu o dele!!

Tracklist

01. Ascension Sickness
02. Radiance
03. Elestal
04. Infinite Fields of Mind
05. Three Days of Darkness
06. Beyond the Veil

Formação:

Ken Sorceron - Guitars, Vocals
Ian Jekelis - Guitars
Griffin Wotawa - Bass
Zach Gibson – Drums

Contatos:
http://www.purevolume.com/abigailwilliams
http://www.facebook.com/pages/Abigail-Williams/113624375335847
http://www.myspace.com/abigailwilliams


Outras resenhas de Becoming - Abigail Williams

Resenha - Becoming - Abigail Williams

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Def Leppard Motley Crue 2

Black Metal: lista de cinco bandas do lado sinfônico do satanismo


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Marcos Garcia

Marcos Garcia é Mestrando em Geofísica na área de Clima Espacial, Bacharel e Licenciado em Física, professor, escritor e apreciador de todas as subdivisões de Metal, tendo sempre carinho pelas bandas mais jovens e desconhecidas do público, e acredita no Underground como forma de cultura e educação alternativas. Ainda possui seu próprio blog, o Metal Samsara, e encara a vida pela máxima de Buda "esqueça o passado, não pense no futuro, concentre-se apenas no presente".
Mais matérias de Marcos Garcia.