Hot Tuna: Soando tão bom quanto o grupo que lhe deu origem

Resenha - Burgers - Hot Tuna

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Elias Rodigues Emidio
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 10


Em 1969 o Jefferson Airplane estava no auge da sua carreira parindo clássico após clássico em um fluxo de criatividade rara vezes vistas na história das música pop como atestam os discos "Surrealistic Pillows" e "After Bathing At Baxter's" de 1967, "Reign Of Crown" de 1968 e "Volunteers" de 1969 (este certamente o melhor e bem acabado disco do grupo, essencial em qualquer discoteca básica que se preze). Entretanto um acidente com Grace Slick, principal compositora e vocalista do conjunto, interrompe temporariamente as atividades do grupo durante a turnê de divulgação do novo trabalho.

Noisecreep: os 10 clipes mais assustadores do heavy metalOops!: 10 erros eternizados em gravações de clássicos

Ainda no mesmo ano os demais integrantes decidem retomar as apresentações ao vivo utilizando o nome do combo com o baterista Joey Convigton substituindo Space Dryden em alguns shows. Sem Grace o Jefferson decide deixar um pouco de lado seu repertório tradicional e por sugestão do guitarrista Jorma Kaukonen passam a incluir em suas apresentações Standards do blues ianque. É por esta época que Jorma ao lado do baixista Jack Cassady (um dos maiores nomes do instrumento na história do rock) se apresentam como um duo tocando versões acústicas de grandes clássicos do blues sob o nome de Hot Tuna geralmente abrindo as apresentações do Jefferson Airplane. Em setembro de 1969 o duo grava uma serie de shows na New Orleans House em Berkeley auxiliados pela harmônica precisa de Will Scarlet, que seriam mais tarde seriam compilados pela gravadora RCA no histórico disco de estreia do Hot Tuna o autointitulado "Hot Tuna" de 1970.

O fato era que em 1970 o Jefferson Airplane vivenciava uma séria crise entre seus integrantes. Kaukonen e Cassady então decidem abandonar o combo, assim como seu líder Paul Kantner, e passam a se dedicar inteiramente ao Hot Tuna que até este momento era encarado por ambos apenas como um trabalho alternativo às atividades ligadas ao Airplane. Em 1971 já com a adição de Papa John Creach no violino elétrico e nos vocais e do baterista Sammy Piazza, a banda grava o disco "First Pull Up, Then Pull Down" ao vivo no Chateau Liberté, um clube perto de Santa Cruz no estado da Califórnia. Basicamente uma continuação do trabalho anterior, aqui os grandes clássicos blues são apresentados em uma roupagem elétrica bem próxima ao Hard Rock em voga na época, e com a adição de Piazza e Papa John as canções do grupo ganham mais dinâmica.

Seu sucessor, o disco "Burgers" de 1972, marca uma mudança na sonoridade do grupo que passa a investir em composições próprias (quase sempre de autoria de Kaukonen) e aderindo em definitivo ao blues rock tão em voga na época, embora no álbum a banda ainda alterne momentos acústicos com passagens pesadas onde se destaca o timbre único da guitarra de Jorma Kaukonen dono de uma técnica singular carregada de influências do blues urbano de Chicago.

O álbum abre com uma das melhores composições da carreira do Hot Tuna, a etérea "True Religion". Dona de um lirismo cativante a canção se inicia com um introspectivo tema de blues acústico até que Papa John ao violino elétrico abre caminho para um ousado solo de guitarra dando oportunidades para Kaukonen mostrar extrema técnica e criatividade, antes da canção se encerrar calmamente com os mesmos acordes com os quais se inicia.

As ótimas faixas acústicas disco "Highway Song" (com participação de David Crosby nos backing vocais), "99 Years Blues", "Keep On Trucking" e "Let Us Together Right Down" demonstram uma ligeira inclinação da música Country/ Folk ianque. Enquanto as eletrizantes "Sea Of Child" e "Ode For Billie Jean" mostram destreza na arte de se amplificar e eletrificar o som do blues tradicional.

Completam o álbum as ótimas instrumentais "Water's Song" e "Sunny Day Strut" a primeira destacando um belíssimo tema acústico conduzido ao violão, enquanto a segunda aposta em uma sonoridade mais pesada dando oportunidade para cada integrante demonstrar suas habilidades nos respectivos instrumentos.

Papa John deixaria o Hot Tuna no começo de 1973, e como um Power Trio no mesmo ano o grupo gravaria o excelente "The Phosphorescent Rat" onde a sonoridade blueseira que havia marcado os trabalhos anteriores é deixada de lado, marcando uma incursão mais profunda em direção ao som Hard Rock tradicional eletrificando de uma vez por todas o som da banda. Com uma proposta musical similar seriam gravados os excelentes "American" e "Yellow Fever" em 1975 e "Hoppkorv" em 1976 já com Bob Steller na bateria. Ironicamente esta nova fase da carreira do Hot Tuna foi comercialmente menos rentável. Por isso com o duplo ao vivo "Double Dose" de 1978 o grupo retoma a sonoridade de seus primeiros trabalhos alternando um set inteiramente acústico com outro inteiramente elétrico.

Seguiria um hiato de 12 anos sem que o grupo apresentasse material inédito até que em 1990 é lançado o igualmente essencial "Pair A Dice Found", um dos trabalhos chaves do revival do blues no inicio da década ao lado do histórico "Seven Turns" da The Allman Brothers Band e do fantástico disco de estreia do Black Crowes, "Shake Your Money Maker".

A banda continua na ativa até os dias de hoje fazendo o mesmo rock de qualidade de outrora, embora sem o mesmo prestigio do passado. E mesmo tendo trocado de formações inúmeras vezes o núcleo criativo continua girando em torno da dupla Kaukonen/Cassady, uma das mais profílicas parcerias da história do Rock e que ainda pode render muita música boa.

Para quem quiser conhecer melhor o som o grupo é recomendada a caixa "Hot Tuna" que reúne uma edição remasterizada de "Burgers", além dos discos "Hot Tuna", "First Pull Up, Then Pull Down", "American's Choice" e "Hoppkorv".

"Burgers" é o testemunho de um caso raro na história do Rock de uma banda derivada de uma formação clássica e que consegue soar tão boa quanto o grupo que lhe deu origem.

FAIXAS:
1.True Religion
2.Highway Song
3.99 Years Blues
4.Sea Of Child
5.Keep On Truckin'
6.Water's Song
7.Ode For Billie Jean
8.Let Us Together Right Down
9.Sunny Day Strut




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Hottuna"Todas as matérias sobre "Jefferson Airplane"


2016: o ano das mortes de impacto no rock/metal2016
O ano das mortes de impacto no rock/metal

O Martelo: posters aditivados à base de drogas lisérgicasO Martelo
Posters "aditivados" à base de drogas lisérgicas

Drogas: As melhores músicas sobre o temaDrogas
As melhores músicas sobre o tema


Noisecreep: os 10 clipes mais assustadores do heavy metalNoisecreep
Os 10 clipes mais assustadores do heavy metal

Oops!: 10 erros eternizados em gravações de clássicosOops!
10 erros eternizados em gravações de clássicos

Max Cavalera: A opinião de Lemmy, Kiko Loureiro e Vinnie PaulMax Cavalera
A opinião de Lemmy, Kiko Loureiro e Vinnie Paul

Guitar World: as 50 melhores canções de Rock de todos os temposGuitar World
As 50 melhores canções de Rock de todos os tempos

Mamonas Assassinas: músicos já sabiam que iam morrer?Mamonas Assassinas
Músicos já sabiam que iam morrer?

Van Halen: o típico vocabulário da era David Lee RothVan Halen
O típico vocabulário da era David Lee Roth

Ozzy Osbourne: Ele já foi expulso de escola da filha KellyOzzy Osbourne
Ele já foi expulso de escola da filha Kelly


Sobre Elias Rodigues Emidio

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

adClio336|adClio336