Enterro: Fiel às convicções musicais do Metal extremo

Resenha - Bell of Leprous - Enterro

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Marcos Garcia
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 10

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


O Black Metal tem sido por um bom tempo uma das fontes de bandas inovadoras, apesar da aparente simplicidade em tocá-lo, impondo a velha mística de que Metal não precisa ser necessariamente um estilo virtuoso para se obter bons resultados, quanto mais que nesta vertente extrema do Metal, é necessário ter algo de soturno e tenebroso, que não somente as letras ou a produção podem imputar à música, mas que vem do ‘feeling’ que os músicos possuem do que tocam. E os cariocas do ENTERRO formam uma banda coesa, fiel ao estilo, e que retornam agora com seu segundo CD, o impecável ‘The Bell of Leprous’, via Höllehammer Records.
5000 acessosIgor Cavalera: o Sepultura já era, deveria encerrar atividades5000 acessosVamos admitir sem hipocrisia: não há banda nova que preste

Após o primeiro CD, o ótimo ‘Nunc Scio Tenebris Lux’, shows com bandas como BEHEMOTH e MARDUK, eles voltaram mais coesos e ainda mais convictos, sonoramente falando, pois a música do quinteto é coesa, rígida, intensa, ora rápida e brutal, ora mais cadenciada e tenebrosa, ou seja, um banquete autêntico para os fãs do estilo, e o melhor: possui uma identidade própria latente, que a cada faixa ouvida fica mais e mais clara, pois o ENTERRO não cai em pontos comuns e clichês, mas inova.

Vocais priorizando timbres graves, sem serem rasgados, mas urrados (só, por favor, não confundir com o que conhecemos do Death Metal. Não é assim...), dupla de guitarra formando uma autêntica muralha sonora, sem espaços, e a cozinha rítmica é digna de louvor, pois as bases são brutas, mas sem perder peso. É como se bandas como MAYHEM da época do clássico ‘De Mysteriis Dom Sathanas’ se juntasse ao DARKTHRONE do ‘Under a Funeral Moon’, só que bem gravado e com muita personalidade.

A arte visual está muito bem feita, a gravação limpa, mas sem tirar o peso e a agressividade naturais da banda, mas enriquece em muito o trabalho da banda, fazendo que cada canção do CD seja algo extremamente único, sem deixar que uma ou outra música se destaque das outras.

Da ótima ‘The Bell of Leprous’ (que se inicia bem intensa e mórbida, para logo ganhar velocidade, e ir tendo alternâncias de andamentos por toda a música), passando pelas fortes ‘Excommunicated’, ‘Arguments for Ignorants’ (o que Nihil está cantando neste CD é algo de assustador, pois se destaca em ambas), a mais lenta ‘Repulsive’, a intensa ‘B11’(a cozinha se destaca bastante, pois confere um peso absurdo à faixa), as arrasadoras ‘Cold Inert’ e ‘Earth and Worms’ (a primeira é bem veloz, e a segunda é quase toda lenta e cadenciada, mas extremamente mórbida), até chegar a ‘Nihil Obstat’, que encerra o CD em uma autêntica golfada Black Metal (mais uma vez, os vocais são o ponto forte da música), mas não pense que o silêncio que se segue é o final de tudo, pois há um pronunciamento nos segundos finais.

Em suma, é um disco perfeito para todos os que gostam de Metal extremo intenso, sem firulas, forte, agressivo e, antes de tudo, fiel às convicções musicais do estilo.

Tracklist

01. The Bell of Leprous
02. Excommunicated
03. Arguments for Ignorants
04. Repulsive
05. B11
06. Cold Inert
07. Earth and Worms
08. Nihil Obstat

Formação

Nihil – Vocais
Ozorium – Guitarra solo
Donnedah – Guitarra base
Kaffer – Baixo
Perazzo – Bateria

Contatos:
http://www.myspace.com/enterro
http://www.facebook.com/enterro

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Outras resenhas de Bell of Leprous - Enterro

1483 acessosEnterro: Black Metal nacional sem frescuras

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Enterro"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Enterro"

Igor CavaleraIgor Cavalera
O Sepultura já era, deveria encerrar atividades

Vamos admitir sem hipocrisiaVamos admitir sem hipocrisia
Não há banda nova que preste

Motley CrueMotley Crue
As críticas de Vince Neil a Nikki Sixx e Tommy Lee

5000 acessosMulheres no Rock: as mais importantes segundo rádio inglesa5000 acessosTradução - Temple Of Shadows - Angra5000 acessosGuitarras: os 9 instrumentos mais ridículos do rock4029 acessosKiss: orgulho por estar na categoria de bandas clássicas5000 acessosSlipknot: A banda é satânica? O que diz Corey Taylor?5000 acessosGuns N' Roses: "último show foi em 1990", diz ex-empresário

Sobre Marcos Garcia

Marcos Garcia é Mestrando em Geofísica na área de Clima Espacial, Bacharel e Licenciado em Física, professor, escritor e apreciador de todas as subdivisões de Metal, tendo sempre carinho pelas bandas mais jovens e desconhecidas do público, e acredita no Underground como forma de cultura e educação alternativas. Ainda possui seu próprio blog, o Metal Samsara, e encara a vida pela máxima de Buda "esqueça o passado, não pense no futuro, concentre-se apenas no presente".

Mais matérias de Marcos Garcia no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online