RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemFatboy Slim confessa ter se arrependido de conhecer David Bowie pessoalmente

imagemA influente banda que acabou causando a "separação" do Guns N' Roses

imagemQuando Roberto Carlos foi alfinetado por Raul Seixas, mas o Rei gostou do que ouviu

imagemO megahit dos Beatles inspirado em desenho de amiguinha do filho de John Lennon

imagemO grande amor de Renato Russo que durou pouco mas marcou sua vida para sempre

imagemOzzy Osbourne é contemplado com dois Grammy na edição de 2023 do evento

imagemAs polêmicas escolhas do Nirvana para o "MTV Unplugged in New York"

imagemAs 5 bandas confirmadas no Summer Breeze Brasil que não tocarão em outras cidades

imagemO hit da Legião Urbana que Renato Russo considerava "pretensioso e babaca"

imagemQuando o Lynyrd Skynyrd irritou Mick Jagger ao abrir o show dos Rolling Stones

imagemNovo álbum do Angra será o melhor da era Fabio Lione, segundo Felipe Andreoli

imagemA única música tocada no Festival de Woodstock que atingiu o primeiro lugar nas paradas

imagemLendário empresário do Kiss se manifesta sobre acusações de playback de Paul Stanley

imagemBeatles: O processo de gravação do "Let It Be", segundo o produtor George Martin

imagemKiss: Segundo Gene Simmons, Ace Frehley votou pela demissão de Peter Criss, em 1980


Def Leppard Motley Crue 2

Abyss: Black metal absolutamente brutal e sem firulas

Resenha - Summon the Beast - Abyss

Por Christiano K.O.D.A.
Fonte: Som Extremo
Postado em 28 de agosto de 2011

Nota: 9

Isso aqui é uma obra-prima, vou logo entregando. E quem conhece o play sabe que não estou exagerando. Pensem num black metal absolutamente brutal e sem firulas, do tipo "mega true" rs. Aqui está a The Abyss, para delírio dos black metalers.

Outra coisa muito legal de se dizer: conhecem um certo Peter Tägtgren, de uma tal Hypocrisy? Pois então, o dito cidadão é a mente poluída por trás da Abyss. Sim, esse projeto paralelo, que teve vida muito curta – de 1994 a 1996 – mostra (mais) uma peripécia do músico, a de ser um multi-instrumentista competentíssimo! Neste trabalho, gravou baixo e bateria, e a velocidade e habilidade do cara é impressionante. Simplesmente isso.

Mas é claro que se não fosse o resto do conjunto, provavelmente o resultado não seria tão bom. Então, méritos também para Lars Szöke, dono de uma das guitarras, e Mikael Hedlund, que completa a dupla das seis cordas. É dele também o vocal que se encaixou com perfeição ao instrumental. O timbre do cara lembra um pouco o de Abbath (Immortal), da época do "Battles in the North". Mas ainda sim, é uma voz mais enxuta, mas avassaladora.

O CD começa com a melhor faixa – "Satans Majestic Empire" – praticamente um hino do extremo underground. Novo destaque, agora para "The Arrival", a mais violenta (e põe violenta nisso) do trabalho.

Porém todas as outras músicas estão no mesmo nível, muito diretas, ultra-rápidas e cheias de riffs dotados de certa melodia. Enfim, como já falei, é daquele black metal puro, quadradão, de bandas como Marduk (mais antigo) e Dark Funeral fazem.

Produção? Bem, é só dizer que foi feita pelo próprio Tägtgren, assim como a mixagem, no seu próprio estúdio, o lendário "Abyss" (sim, o mesmo nome da banda). Detalhe: ele estava no auge da produção musical extrema mundial, e era tido como o queridinho das bandas brutais. Resumindo: qualidade de gravação excelente.

Como já foi falado, a banda durou apenas cerca de três anos, lançando dois full-length (esse aqui e o anterior - "The Other Side" - de 1995). Mas a banda foi tão marcante no cenário, que logo se tornou cult, especialmente devido a esse "Summon the Beast". Não é para menos: o material seguramente contém um dos melhores black metal do mundo.

Se vira para arrumar o seu álbum, que esse meu aqui eu sequer deixo alguém olhar! Maravilhoso!

The Abyss – Summon the Beast
Nuclear Blast – 1996 – Suécia

Tracklist
1. Satans Majestic Empire 03:47
2. Blessed with the Wrath of Evil 04:04
3. Damned 03:39
4. Summon the Beast 03:04
5. The Hymn 03:15
6. Cursed 04:29
7. Feasting the Remains of Heaven 03:22
8. The Arrival 03:41

Total playing time 29:26

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Stamp

Slayer: a trágica e não revelada história do fim de Jeff Hanneman


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Christiano K.O.D.A.

Um cara diretamente ligado ao Som Extremo, fã de livros e filmes, formado em Imagem e Som, Publicidade e Propaganda e Jornalismo. Faz parte da banda de grindcore Prey of Chaos e tem um blog dedicado à música barulhenta. Enfim, alguém que faz da música sua vida.
Mais matérias de Christiano K.O.D.A..