Cauterization: Demo que pode ser o melhor lançamento do ano

Resenha - Males Infestus - Cauterization

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Christiano K.O.D.A., Fonte: Som Extremo
Enviar Correções  

publicidade

10


Que que é isso aqui? Tenho até dificuldade para começar a falar desse material, tentando encontrar palavras para descrevê-lo. Senhoras e senhores, tenho em mãos uma DEMO que pode (e deve) ser considerada um dos melhores lançamentos do ano.

Axl Rose: Texto analisa rivalidade com Kurt CobainGuitar World: os 100 piores solos de guitarra da história

É isso mesmo, apesar de não parecer, isso é "apenas" uma demo, composta por introdução e mais três músicas do chamado brazilian blackened death metal, definição feita pela própria banda. E sim, esse rótulo se encaixa mais do que perfeitamente ao estilo da "auterization.

Antes mesmo de falar das faixas, já me emociono avaliando toda a parte gráfica do CD. A banda investiu realmente pesado na arte, e presenteou os fãs de música extrema com uma primorosa obra, esteticamente falando. A capa, a diagramação, as fotos, as cores, tudo é espetacular, mesmo com a ausência de letras. Nota 11!

Aí vem o mais importante, a música. Começo dizendo que a banda honrou a ótima arte gráfica do disco. Aliás, foi além. As composições são fabulosas, ricas, cheias de peso, alguma melodia e muita velocidade. Os músicos são maravilhosos: Trojillo Jr. destroça sua bateria como um impressionante rolo compressor; o baixista e backing vocal Well Moia nasceu para executar essas funções. Seus berros dão muito peso às canções, além claro de se encaixar de maneira excelente em suas estruturas.

E agora, talvez o fato mais interessante da banda: a voz principal é urrada por uma mulher! Pois é, Maya Rodrigues não só canta como um demônio, como também detona em sua guitarra com riffs e solos esmagadores. Não estou exagerando, o trabalho dessa menina é estupendo!

Juntando um trio tão poderoso assim, o resultado não poderia ser outro a não ser a perfeição. Nas três canções – "Infernal Battlefield", "Males Infestus" e "Triumphal Obscuressence" – você sente o clima e o peso extremo cuspidos pelo disco. Magnífico.

Bom, nem precisaria citar aqui, mas para não passar batido, devo falar que a qualidade da gravação é excepcional. Se o conjunto mantiver esse profissionalismo, com certeza conquistará o país facilmente. E o restante do mundo é só uma questão de tempo. Agora a cena underground tem uma exigência: cobrar pelo primeiro full-length da Cauterization!

Apenas para dar aquele sentimento maldoso de criança que teve seu doce roubado, deixo um vídeo de ENSAIO da banda (portanto desconsiderem a qualidade do áudio) bem aí abaixo. Cauterization domina!

Cauterization – Males Infestus
Independente – 2011 – Brasil

http://www.myspace.com/cauterizationhorde

TRACKLIST

Unpurification ov sacred
Infernal Battlefield
Males Infestus
Triumphal Obscuressence


Outras resenhas de Males Infestus - Cauterization

Resenha - Males Infestus - Cauterization



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Axl Rose: Texto analisa rivalidade com Kurt CobainAxl Rose
Texto analisa rivalidade com Kurt Cobain

Guitar World: os 100 piores solos de guitarra da históriaGuitar World
Os 100 piores solos de guitarra da história


Sobre Christiano K.O.D.A.

Um cara diretamente ligado ao Som Extremo, fã de livros e filmes, formado em Imagem e Som, Publicidade e Propaganda e Jornalismo. Faz parte da banda de grindcore Prey of Chaos e tem um blog dedicado à música barulhenta. Enfim, alguém que faz da música sua vida.

Mais matérias de Christiano K.O.D.A. no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin