Queensryche: Sempre inovando e saindo da monotonia

Resenha - Dedicated to Chaos - Queensryche

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Renato Spacek
Enviar Correções  


Como eu sempre digo, mudanças são fatores bem subjetivos. Muitas vezes podem ser fatores positivos, em outros casos negativos, e em Dedicated do Chaos temos ambos os lados. O disco começa como uma música fraquíssima que deixa suas expectativas para o resto do CD bem baixas, e as cinco próximas músicas mantém essa impressão péssima, até que "Retail Therapy" muda isso. Dessa parte pra frente o disco se torna um grandíssimo trabalho, porém poucas vezes remetendo a trabalhos antigos da banda.

Geoff Tate: vocalista está trabalhando em "misterioso" álbum novo

Lynyrd Skynyrd: a história da espetacular "Simple Man"

A ausência de peso no disco é aparente em grande parte do trabalho, fato que também faz o mesmo se diferenciar bastante de trabalhos anteriores. Apesar da falta de qualidade das primeiras músicas, algumas passagens e riffs são interessantes, mas nada que torne-as grandes canções. Depois da ótima "Retail Therapy", temos "I Believe" e "The Lie" para descer o nível do álbum novamente.

Novos elementos musicais foram explorados pelo Queensryche nesse disco, como de costume, porém alguns foram elementos que, de fato, não se encaixaram tão bem na banda como alguns anteriores. Em certos momentos lembramos fortemente dos Beatles, e elementos mais fortes do Jazz aparecem muito também, coisa que na minha opinião não coube na proposta do grupo.

Geoff Tate continua com seu vozeirão, há alguns riffs incríveis até em músicas mais fracas, e passagens, transições, harmonias e melodias de tirar o fôlego, trabalhos excepcionais. Mudanças em todo o disco? Sim, algumas não colaram, nem como "experimentalismo", já outras caíram como uma luva. Independente disso, o Queensryche está sempre inovando, nunca sendo monótono, e explorando novos elementos dentro do Heavy Metal/Metal Progressivo.

Em Dedicated to Chaos temos excelentes músicas, novos horizontes explorados pela banda que eu descreveria como trabalhos incríveis e muito bem colocados sobre os parâmetros musicais do grupo, mas outras faixas desanimam o ouvinte.

1. "Get Started" - 3:32
2. "Hot Spot Junkie" - 3:57
3. "Got it Bad" - 3:45
4. "Around the World" - 4:00
5. "Higher" - 3:45
6. "Retail Therapy" - 5:08
7. "At the Edge" - 4:53
8. "Broken" - 6:03
9. "Hard Times" - 3:48
10. "Drive" - 4:13
11. "I Believe" - 4:18
12. "Luvnu" - 6:35
13. "Wot We Do" - 3:46
14. "I Take You" - 3:49
15. "The Lie" - 4:18
16. "Big Noize" - 6:35

Eddie Jackson - Bass
Scott Rockenfield - Drums
Michael Wilton - Guitars
Geoff Tate - Vocals


Outras resenhas de Dedicated to Chaos - Queensryche

Queensryche: Fica a esperança de dias melhoresQueensryche
Fica a esperança de dias melhores




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Geoff Tate: vocalista está trabalhando em misterioso álbum novoGeoff Tate
Vocalista está trabalhando em "misterioso" álbum novo

Queensryche: show em São Paulo está cancelado devido a pandemia de COVID-19Queensryche
Show em São Paulo está cancelado devido a pandemia de COVID-19

Iron Maiden: por que escolheram Blaze e não Michael Kiske ou Geoff Tate? Nicko respondeIron Maiden
Por que escolheram Blaze e não Michael Kiske ou Geoff Tate? Nicko responde

O Mapa do Metal: grandes bandas de metal dos Estados Unidos - Parte 2O Mapa do Metal
Grandes bandas de metal dos Estados Unidos - Parte 2

Queensryche: Todd La Torre p* da vida com número de casos de Covid na FlóridaQueensryche
Todd La Torre p* da vida com número de casos de Covid na Flórida

Prog metal: os 25 maiores álbuns da história, segundo o LoudwireProg metal
Os 25 maiores álbuns da história, segundo o Loudwire

Carta aberta: Artistas em apoio a casas de show independentes dos EUACarta aberta
Artistas em apoio a casas de show independentes dos EUA

Behemoth: Eles têm meu maior respeito como artistas afirma o vocalista Todd La TorreBehemoth
"Eles têm meu maior respeito como artistas" afirma o vocalista Todd La Torre


Top 10: Álbuns conceituaisTop 10
Álbuns conceituais

Queensryche e outros: lavação de roupa suja em públicoQueensryche e outros
Lavação de roupa suja em público


Lynyrd Skynyrd: a história da espetacular Simple ManLynyrd Skynyrd
A história da espetacular "Simple Man"

Eagles: o significado da clássica Hotel CaliforniaEagles
O significado da clássica "Hotel California"


Sobre Renato Spacek

Brasiliense e amante do Metal, reside no exterior e tem preferência pelos subgêneros Folk, Power e Groove, mas não se limita a isso, pois também aprecia outros estilos tais como Thrash Metal, Hard Rock, Glam Metal, Death Metal e Black Metal, mas é bem seletivo com os dois últimos. É baixista e conheceu o Rock através do KISS, em 1999, entretanto sua banda preferida é o Dream Theater. Fã de Tolkien, adora os Estados Unidos e a Suécia.

Mais matérias de Renato Spacek no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin