Benighted Soul: Symphonic Metal flertando com Prog

Resenha - Start From Scratch - Benighted Soul

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Pedro Lucas Sousa
Enviar Correções  


Na primeira vez que ouvi o Benighted Soul, imaginei que encontraria mais uma dessas bandas de vocal feminino, tecladeiras sem fim, fazendo tudo que vários outros já fizeram antes. Mas após escutar mais algumas vezes, a banda se mostrou bastante competente, apostando em um som um tanto padronizado, mas com músicas bem construídas e orquestrações bem aplicadas.

Corey Talor: "Axl é um pau no cu e quem espera por ele é otário"Kerrang!: os 100 melhores álbuns de Rock em lista da revista

A banda francesa, formada por Géraldine Gadaut (vocal), Flavien Morel (teclados), Jérémie Heyms (guitarra), Jean-Gabriel Boccareli (baixo) e Nicolas Adam (bateria), surgiu em 2003. No ano passado a banda entrou em estúdio para a gravação do seu primeiro álbum "Start From Scratch".

Como foi dito, o som do Benighted Soul não mostra muitas novidades, mas irá agradar bastante aos fãs do estilo. Apesar disso a banda não perde em qualidade musical e técnica, fazendo um Symphonic Metal flertando com elementos do prog.

Os vocais de Géraldine Gadaut são limpos e suaves encaixando perfeitamente com as camadas orquestrais, apesar de um timbre comum. O tecladista Flavien Morel esbanja técnica e bom senso em linhas de teclado bem equilibradas, com timbres bem escolhidos,evitando assim o exagero de elementos de orquestra nas composições,tornando o som mais natural.Como destaques do trabalho,podemos citar as músicas "Edge of Sanity" e "Stranger Me" que possuem elementos mais "atmosféricos" e variações rítmicas bem encaixadas.

A banda possui bastante potencial e irá abrir muitas portas com esse lançamento muito bem vindo, mas deve buscar novos caminhos em busca da inovação e da personalidade. Recomendado para os fãs de Within Temptation e After Forever.

TRACK LIST:

1. Broken Icons
2. Edge of Insanity
3. Wrong Reflection
4. Falling in Sin
5. Ticking Time Bomb
6. Stranger Me
7. The Seventh Cage
8. Evergreen
9. Start From Scratch
10. My So Called Friend
11. No Warning Signs




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Corey Talor: Axl é um pau no cu e quem espera por ele é otárioCorey Talor
"Axl é um pau no cu e quem espera por ele é otário"

Kerrang!: os 100 melhores álbuns de Rock em lista da revistaKerrang!
Os 100 melhores álbuns de Rock em lista da revista


Sobre Pedro Lucas Sousa

Pedro Lucas é maranhense, vocalista, e viu no jornalismo uma chance de poder trabalhar com o que mais gosta. Adorador fiel do heavy metal, hard rock, folk/viking metal entre outros, mas possui um amor incondiconal pelo hard rock. Começou a colaborar com o Whiplash! recentemente enviando reviews e notícias.

Mais matérias de Pedro Lucas Sousa no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin