Lockfist669: Metal denso e moderno no melhor sentido

Resenha - Dead In A Second... - Lockfist669

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Marco Néo
Enviar correções  |  Ver Acessos


Nunca na história do Metal houve tantas bandas como hoje em dia. Culpa da tecnologia? É possível que sim, já que de certa forma houve uma banalização de todas as fases de um processo de produção de um CD, desde a gravação propriamente dita até a prensagem e distribuição. Nesse contexto, tudo se potencializa, até mesmo a velha máxima do mundo da música: para se ter sucesso, no mais das vezes, não basta ter talento, há de se ter muita sorte. Caso em questão: LOCKFIST669.

Teoria da Conspiração: Slipknot troca membros em shows ao vivo?Frances Bean Cobain: assustada com tatuagem de fã

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O LOCKFIST669 é uma banda de São José dos Campos que está na batalha desde 2005 e, nesse curto espaço de tempo, já tocou em diversos lugares dentro e fora do Estado de São Paulo e já partilhou o palco com nomes do quilate de Napalm Death, Krisiun e Inocentes. Apesar da banda ser nova, seus integrantes já têm bastante rodagem, tendo participado de inúmeras outras formações, dentre as quais destacam-se o Aleister C. e o Primal Rage, ambas com algum destaque no underground nacional dos anos 90.

E é nesse contexto que a banda, de forma independente, lança seu segundo trabalho, o CD "Dead In A Second..." O que temos aqui é uma banda já madura, que executa com maestria seu violento Thrash Metal com várias passagens que nos fazem lembrar de uma época em que todos tentavam mas somente os bons conseguiam lançar e divulgar seus trabalhos.

Em meio à pancadaria que come solta, dá pra destacar várias músicas. Fico com a desgraceira que inaugura a bolachinha , "The Flaw", com a mais cadenciada "FUD (Fear, Uncertainty and Doubt)", cujo clipe já está disponível no YouTube, com "End of an Era", que tem participações especialíssimas de Antonio Cozta (Ophiolatry) nos backing vocals e de Fernando Schaefer (Endrah) na bateria, e com a cover de "Crosschild", do The Mist.

E aqui volto à questão do começo do texto. Por mais clichê que isso possa soar, cabe como uma luva a observação de que é um pecado uma banda deste quilate ser simplesmente ignorada pelas gravadoras (tanto nacionais quanto gringas) especializadas. O LOCKFIST669 executa um Metal denso e moderno no melhor sentido do termo, olhando para o futuro sem esquecer suas origens. Coisa de quem não é principiante e sabe aonde quer chegar com seu trabalho.

Contato:
http://www.lockfist669.com
http://www.myspace.com/lockfist669

Line-up atual:
Alex Paloschi - Vocal
Renato Machado - Guitarra
Davi Dziabas - Baixo

Músicas:
1. The Flaw
2. Just Words
3. Shallow Graves
4. Cross Child
5. End of an Era
6. Preordained
7. FUD (Fear, Uncertainty and Doubt)
8. Dead in a Second...




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Lockfist 669"


Teoria da Conspiração: Slipknot troca membros em shows ao vivo?Teoria da Conspiração
Slipknot troca membros em shows ao vivo?

Frances Bean Cobain: assustada com tatuagem de fãFrances Bean Cobain
Assustada com tatuagem de fã


Sobre Marco Néo

Nascido na primeira metade dos anos 70, teve seu primeiro contato com sons pesados quando o Kiss veio para o Brasil, em 83, mas não compreendeu bem o que era aquilo. A contaminação efetiva ocorreu um ano depois, quando conheceu Motörhead, Judas Priest, AC/DC, Iron Maiden. Desde então, tornou-se um apaixonado colecionador de tudo o que se refere a Metal e Rock'n'Roll, independentemente de subestilos.

Mais matérias de Marco Néo no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336