The Ordher: remetendo a nomes da velha escola

Resenha - Weaponize - Ordher

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Ricardo Santos
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


O The Ordher é um grupo gaúcho formado em 2005 por nomes experientes no cenário metálico nacional, como Fabiano Penna, ex-Rebaelliun e atual Andralls nas guitarras e os ex-Nephasth Fábio Lentino no baixo e vocal e Maurício Weimar nas baquetas. Além de terem grandes álbuns no currículo, dividiram o palco com nomes de peso, como o Hate Eternal, Vader, Behemoth, Deicide, Cannibal Corpse além dos conterrâneos do Krisiun. O debut lançado pela Encore Records intitulado “Weaponize” é a primeira amostra do poder de fogo desta junção de talentosos músicos.
5000 acessosSemelhança: vocalistas de rock com vozes quase iguais5000 acessosRegis Tadeu: "Lemmy era tão poderoso que seu corpo não teve coragem de contrariá-lo"

Diferente de seus trabalhos anteriores, focalizados na faceta mais brutal e extrema do Death Metal, os músicos do The Ordher investiram em músicas mais cadenciadas, que nos remetem a nomes da velha escola como o Morbid Angel, Malevolent Creation, Grave e Vader e até Unleashed em algumas passagens, mas tudo com uma identidade bem definida, com bastante personalidade.

A competência técnica dos músicos é algo impressionante, pois, além de terem ótimas performances individuais, os mesmos produziram e mixaram o álbum, num resultado mais que satisfatório, tudo em apenas 40 horas. Os timbres dos instrumentos foram muito bem escolhidos e a mixagem privilegia todos os instrumentos, deixando-os perfeitamente audíveis.

Os vocais de Fábio são ríspidos porém compreensíveis, e as linhas de baixo tocadas por ele estão muito encorpadas. Os riffs e solos de Fabiano são matadores e cheios de feeling e a bateria de Maurício arrasa quarteirão, em alguns casos extremamente brutal, em outros, bem dosada e cadenciada, tudo com bastante violência, assim como o próprio álbum.

E esta variação faz de “Weaponize” um álbum excelente. Da faixa título, pedrada que abre o álbum até a derradeira, “Blessed Be All Wars”, temos um som intricado e violento. As letras são bem escritas, abordam temas como violência e guerra, dando um tempero ainda mais catastrófico ao caos sonoro proposto do disco. Faixas como “You´ve Become My Enemy”, “Rise”, “Father” e a rapidíssima “Shot” são capazes de quebrar pescoços e ao vivo deverão trucidar os espectadores de um show da banda, que ainda disponibilizou em seu Myspace uma curiosa e eficiente cover da música “The Razor´s Edge”, do AC/DC, que não pôde entrar no álbum por questões legais.

O The Ordher compôs um álbum de estréia matador, de excelentes composições, muito abrangentes e com uma pegada única, tudo muito pesado e brutal. Uma banda que irá angariar ótimos frutos com este debut, e poderá nos oferecer verdadeiras obras-primas, se seguirem uma lógica de qualidade crescente. Parabéns aos caras, pois o primeiro passo foi dado, e com louvor.

The Ordher – Weaponize
(Encore Records)

01. Weaponize
02. You´ve Become My Enemy
03. The Poison
04. Rise
05. Won´t Stand Behind The Line
06. These Hatred Deeds...
07. Father
08. Shot
09. Through the Walls
10. When the Storm Arrives
11. Blessed Be All Wars

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Ordher"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Ordher"

SemelhançaSemelhança
Alguns vocalistas de rock com vozes quase iguais

Regis TadeuRegis Tadeu
"Lemmy era tão poderoso que seu corpo não teve coragem de contrariá-lo"

EntrevistasEntrevistas
Coices e tretas entre entrevistador e artista

5000 acessosSarcófago: Wagner fala da banda, radicalismo, Ghost e muito mais5000 acessosGhost: De quais bandas brasileiras eles gostam?5000 acessosDébil Metal: quando os fãs assustam os ídolos5000 acessosLegião Urbana: A homenagem da Vivo a "Eduardo e Mônica"3970 acessosOzzy Osbourne: "Lemmy não era apenas meu amigo, ele era amigo de todo mundo"4350 acessosKiss: banda mandando "Smoke on the Water" em Meet & Greet

Sobre Ricardo Santos

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Mais matérias de Ricardo Santos no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online