Venom: capítulo ousado da história do Black Metal

Resenha - At War With Satan - Venom

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Ricardo Seelig
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Escrever sobre um álbum clássico é muito diferente de analisar um lançamento. O distanciamento proporcionado pelo tempo cristaliza algumas idéias pré-concebidas, derruba outras, constrói mitologias, enfim, nos entrega uma vasta história entre o lançamento original do disco (neste caso, 24 anos) e a nossa realidade atual.
506 acessosTudo no Shuffle: Thrash Metal, 10 Grandes Riffs5000 acessosAstros mortos: como estariam alguns se ainda estivessem vivos?

“At War With Satan” foi o terceiro trabalho lançado pelo Venom. Antes dele, os ingleses haviam colocado no mercado os discos “Welcome To Hell” em 1981 e “Black Metal” em 1982. O álbum apresenta algumas diferenças em relação aos seus antecessores. Pra começar, é conceitual. Em segundo lugar, sua faixa principal, e que dá nome ao trabalho, é um épico com quase vinte minutos, repleto de mudanças de andamento, com uma sonoridade que aproximava-se do nascente Thrash Metal, explorando um caminho até então inédito para o Venom, que primava por canções mais cruas e diretas. Essa faixa se transformou em um clássico não só da carreira da banda, mas de todo o Black Metal.

Além dela, músicas como “Genocide”, “Cry Wolf” e “Women, Leather And Hell” mostram o poder de fogo que Cronos, Mantas a Abaddon possuíam naquela época, e que ainda daria ao mundo mais um clássico do metal extremo, o álbum “Possessed”, lançado em 1985.

A versão avaliada, lançada pela Dynamo Records no mercado brasileiro juntamente com diversos outros discos do Venom, veio com oito bonus tracks, com destaque absoluto para as clássicas “Warhead”, “Lady Lust”, “The Seven Gates Of Hell” e “Manitou”. Além disso, o fã irá encontrar um encarte repleto de informações a respeito do álbum e da carreira do Venom, em um texto escrito pelo jornalista Malcolm Dome.

“At War With Satan” é um dos álbuns mais importantes, influentes e ousados de toda a história do Black Metal. Com ele o Venom provou que poderia trilhar caminhos mais intricados em sua música, sem perder o peso e a agressividade, suas maiores características.

Um relançamento obrigatório na coleção de quem gosta de música pesada.

Faixas:
1. At War With Satan
2. Rip Ride
3. Genocide
4. Cry Wolf
5. Stand Up (And Be Counted)
6. Women, Leather And Hell
7. Aaaaaaarrghh

Bonus Tracks:

8. At War With Satan TV Adverts
9. Warhead
10. Lady Lust
11. The Seven Gates Of Hell
12. Manitou
13. Woman
14. Dead Of Night
15. Manitou (Abbey Road uncut)

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de At War With Satan - Venom

3011 acessosVenom: 30 anos lutando ao lado de Satan

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

VenomVenom
Banda faz apresentação única no Brasil em outubro

506 acessosTudo no Shuffle: Thrash Metal, 10 Grandes Riffs0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Venom"

VenomVenom
Quem são as crianças da capa do "Possessed"?

MegadethMegadeth
Fundindo a arrogância de Mustaine em Vic Rattlehead

Serial KillersSerial Killers
As 10 melhores músicas sobre assassinos da vida real

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Venom"

Astros mortosAstros mortos
Como estariam alguns se ainda estivessem vivos?

Regis TadeuRegis Tadeu
A tsunami de lixo musical da atual música brasileira

Zakk Wylde e Dave GrohlZakk Wylde e Dave Grohl
A treta por causa de canções para Ozzy

5000 acessosBruce Dickinson: vocalistas que ele respeita e admira5000 acessosSounds Entertainment: as 100 melhores músicas do Heavy Metal5000 acessosShow de Rock: as diferenças entre os anos 80 e 20104423 acessosCervejas: as bandas que já lançaram a sua própria marca5000 acessosFreddie Mercury: o encontro inesperado com Sid Vicious5000 acessosDream Theater: as canções mais subestimadas da banda

Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online