Sabbath com Dio: uma aula de Rock Pesado

Resenha - Live at Hammersmith Odeon - Black Sabbath

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Marcos A. M. Cruz
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Este disco não presta. O repertório é desconhecido, a banda é ruim, o guitarrista é fraquinho, e o vocalista não canta nada...

405 acessosBlack Sabbath: em vídeo, dez grandes covers de músicas da banda5000 acessosCreed: nomeada pior banda dos anos 1990 pela Rolling Stone

Olha a situação: se eu digo que este CD é maravilhoso, algum leitor desavisado vai ler e pensar: "ôba, amanhã mesmo vou comprar, será que custa caro? Bem, deve ter nacional, já que é o Sabbath!", daí no dia seguinte ele vai na loja e já chega perguntando quanto custa o disquinho...

Duas alternativas: ou o atendente vai simplesmente responder que não tem, ou se for uma pessoa bem informada dirá que é praticamente impossível conseguir, já que está esgotado. "Ué, como assim esgotado?", perguntará o desapontado aspirante a possuidor do CD, já achando que errou no nome ou que talvez o resenhista do Whiplash tenha falado de um bootleg (pirata).

Se der "sorte", o lojista pode dizer que consegue um original por "cento e alguma coisa". "Quanto???", pergunta o frustrado comprador, que daí fica inteirado que se trata de uma edição limitada da Rhino Records, que obviamente já está esgotada desde o dia do lançamento, e que tem alcançado preços estratosféricos nos sites de leilão!

No fim das contas, provavelmente o cara sai da loja com um CDR, ou depois "baixa" na internet... aí vem o pessoal reclamar dos downloads etc, mas fica a questão: COMO É QUE PODE UM DISCO DESTES NÃO ESTAR DISPONÍVEL EM TODAS AS LOJAS???

É verdade que de inédito ele não traz absolutamente nada - a não ser o fato de duas faixas ("Country Girl" e "Slipping Away") nunca terem sido lançadas oficialmente em versões ao vivo. Mas as demais saíram no "Live Evil", que traz um registro na mesma turnê e com a mesma formação.

Porém, eu achei que o "Hammersmith" traz duas vantagens: qualidade sonora bem melhor que a do "Live Evil"; Dio e Vinny estão bem mais audíveis na mixagem, embora paradoxalmente me pareça que Iommi e Geezer tenham perdido um pouco de destaque (talvez tenha achado isto por estar acostumado ao "Live Evil"). E por outro lado, me parece que as versões registradas aqui tem mais "punch" que as do "Live Evil", gravado meses mais tarde, época em que as desavenças entre os integrantes já estavam aflorando de maneira insustentável.

Na realidade, o "Hammersmith" não se trata de uma única apresentação, embora esteja disposto de forma a recriar uma seqüência típica de um show da banda na época, pois assim como o "Live Evil" ele se trata de uma compilação de três sets, realizados entre os dias 31 de dezembro de 1981 e 2 de janeiro de 1982 no Hammersmith de Londres.

Já que o livreto não informa nada, Rob Dwyer, do sabbathlive.com, mapeou as músicas de cada show, e quem quiser conferir é só checar a lista ao final. Curiosamente, conforme Rob, não teria sido usado nada da última apresentação, no dia 3 de janeiro. E para que coubesse num único CD beirando os oitenta minutos, foram retiradas todas as introduções de Ronnie, bem como suspeita-se que parte de "Heaven And Hell" também tenha sido limada.

Ainda de acordo com Rob, a idéia original é que este disco viesse juntamente com a compilação "The Dio Years", no que seria o suposto "Dio Years Box Set", que conforme alguns, ainda pode vir a ser lançado e incluir este material.

Tá, mas e o conteúdo do CD? Meu amigo... isto aqui é BLACK SABBATH COM RONNIE JAMES DIO, preciso falar mais algo??? Claro, há aqueles que dirão que as músicas da "era Ozzy" não ficam legais na voz de Ronnie, que Vinny é um batera meia-boca, que estão faltando coisas como "The Sign of the Southern Cross" etc.

Bullshit! Gosto pessoal não se discute, detalhes não importam. E vou roubar uma idéia que li em um dos murais aqui do Whip (não lembro qual, tampouco o autor), que dizia mais ou menos isto: "Este disco deveria ser distribuído DE GRAÇA na entrada dos shows, para que o povo visse o que é uma verdadeira AULA de Heavy Metal/Heavy Rock/Metal Pesado, seja lá que diabos de nome queiram dar!"

Tracklist
- Neon Knights (02/01/1982)
- N.I.B. (01/01/1982)
- Children Of The Sea (01/01/1982)
- Country Girl (01/01/1982)
- Black Sabbath (31/12/1981)
- War Pigs (01/01/1982)
- Slipping Away (31/12/1981)
- Iron Man (01/01/1982)
- The Mob Rules (31/12/1981)
- Heaven And Hell (01/01/1982)
- Paranoid (31/12/1981)
- Voodoo (02/01/1982)
- Children Of The Grave (31/12/1981)

Formação:
Tony Iommi - guitarra
Geezer Butler - baixo
Ronnie James Dio - vocal
Vinny Appice - bateria
Geoff Nicholls - teclados

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Black SabbathBlack Sabbath
O que Geezer Butler pensa sobre o fim da banda

405 acessosBlack Sabbath: em vídeo, dez grandes covers de músicas da banda1137 acessosBlack Sabbath: assista "War Pigs" do DVD "The End Of The End"1153 acessosBlack Sabbath: "Não tenho pressa em fazer nada"128 acessosEm 30/12/1979: Tommy Clufetos (Black Sabbath, Alice Cooper)0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Black Sabbath"

Vanusa e Black SabbathVanusa e Black Sabbath
A notável coincidência nos riffs

Ronnie James DioRonnie James Dio
Os 5 álbuns que você tem que ter

Tony IommiTony Iommi
Relembrando seu tempo com o Jethro Tull

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Black Sabbath"


CreedCreed
Nomeada pior banda dos anos 1990 pela Rolling Stone

Rolling StoneRolling Stone
Revista lista os 100 melhores álbuns dos anos 90

Black SabbathBlack Sabbath
As 10 melhores músicas da banda segundo a Ultimate Classic Rock

5000 acessosGibson: as dez melhores composições épicas do rock5000 acessosIron Maiden: ouça o baixo de Steve Harris isoladamente5000 acessosSabaton: Exército brasileiro retribuiu homenagem da banda sueca5000 acessosAlice Cooper: bandas atuais são uma ofensa para o rock n' roll5000 acessosImagem não é nada: alguns músicos que poderiam ser de Metal1691 acessosDeath Metal: O vírus Ebola é o tema mais extremo para a música mais extrema

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.


Sobre Marcos A. M. Cruz

Editor do Whiplash.Net.

Mais matérias de Marcos A. M. Cruz no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online