Resenha - Every Knee Shall Bow - Tortured Conscience

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar Correções  

9


Esses norte americanos são chegados numa brutalidade. A grosso modo pode-se imaginar tal fato apenas observado a "delicada" arte da capa de seu primeiro CD, lançado no exterior pela Bombworks Records. Formado por Jeff (Guitarras/Baixo/Vocais), John "Bateria" e Berto (Vocais), os caras nos brindam com 10 faixas movidas a guitarras a mil por hora, vocais loucos e desvairados e uma bateria "DURACELL" (aquela do coelhinho).

Tem dúvidas? Ouça a pesadíssima "Blinded", que abre o CD, seguida da veloz "Apostate Return" e da thrash a lá Sepultura "Modern Day Pharises". Com uma temática cristã, a banda surpreende pela técnica e força em suas execuções, embora a produção abafada seja algo que deponha contra o produto final.

publicidade

Ao longo do CD o pau vai comendo solto: "The New Trend" se encaixa no puro grindcore a lá Napalm Death (influência clara da banda), "Internal Torment" traz vocais isanamente gritados e urrados numa levada thrash rapidíssima, "Every Knee Shall Boy" é quase um hardcore, e "Crucify (By Bloodgood)" mostra que apesar de toda essa brutalidade, ainda pode-se ver como os caras são técnicos. (SIM! Existe técnica na pura pancadaria).

publicidade

Um bom CD, um bom começo. Brutal e devastador.

Faixas:
"Blinded"
"Apostate Return"
"Modern Day Pharises"
"The Trial"
"The New Trend"
"The World Became Flesh"
"Internal Torment"
"Every Knee Shall Boy"
"No Ambiguity"
"Crucify (By Bloodgood)"

2006 – Bombworks Records (IMPORTADO)

Site Relacionado: http://www.bombworksrecords.com




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Max Cavalera: Não dou a mínima para o que pensa o pessoal do Korn ou qualquer outro!Max Cavalera
"Não dou a mínima para o que pensa o pessoal do Korn ou qualquer outro!"

Avril Lavigne: Aprenda com Rihanna como fazer um meet & greetAvril Lavigne
Aprenda com Rihanna como fazer um meet & greet


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin