Resenha - End of an Era - Nightwish

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Paulo Finatto Jr.
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 10

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Muito se especulou sobre a possibilidade desse lançamento. O Nightwish, através de Tuomas Holopainen, afirmou ter encontrado dificuldades contratuais com o empresário e marido de Tarja Turunen, o que impossibilitaria o lançamento tanto do CD como do DVD “End of an Era”. Mas, felizmente, os fãs da banda podem agora ter em sua coleção mais essa memorável apresentação, independentemente de ser a última com Tarja nos vocais.

24 acessosEm 14/01/1966: Nasce Marco Hietala (Nightwish)5000 acessosIron Maiden: como soa a voz de Bruce Dickinson isolada?

Não poderia ter sido escolhido um nome melhor para álbum. “End of an Era” representa com bastante fidelidade a importância desse disco. É o fim de uma era, é o fim de anos de glorioso sucesso. Tarja Turunem é a identificação do Nightwish para muitos, e será muito difícil, nos primeiros momentos, aceitar uma substituta de tamanho carisma e de tamanha qualidade como cantora. Mas de qualquer forma, é impossível negar que o Nightwish sempre foi um exemplo de banda em cima do palco. A banda sempre foi um exemplo tanto de profissionalismo como de perfeição. E com o “End of an Era” a coisa não é diferente. Estamos diante de um disco sensacional.

Quem aqui no Brasil presenciou a turnê de “Once”, ou uma das apresentações da banda no festival Live n’ Louder, irá deliciar-se com as músicas desse ao vivo. Lá estão as “novas” “Dark Chest of Wonders”, e “Planet Hell”, sendo essa última, perfeita para os shows da banda, um dos melhores momentos da apresentação, sem dúvida. É aqui que temos a união perfeita entre a voz de Tarja com a de Marco Hietala, que para mim sempre foi muito marcante dentro do Nightwish, muito mais como vocalista do que como baixista. Depois de faixas como “Ever Dream”, “The Kinslayer” e “The Phantom of the Opera”, temos um dos momentos mais esperados da apresentação: a música “The Siren”, apontada por muitos como um dos destaques de “Once”, e que por muito tempo ficou de fora dos shows. E aqui nesse “End of an Era”, é a perfeita oportunidade para conferirmos ela ao vivo. Depois de “Sleeping Sun”, Tarja deixa o palco para o cover da noite. E se por muito tempo a música escolhida da turnê foi “Symphony of Destruction”, do Megadeth, para os últimos shows da turnê a escolhida foi uma do Pink Floyd. “High Hopes” pode ter ficado um pouco estranha na opinião de muitos, pode até não agradar tantos outros, mas é uma faixa cadenciada e muito boa para a voz de Hietala. Dando continuidade, temos “Bless the Child” e fechando o primeiro CD, “Wishmaster”, o grande clássico do Nightwish.

Abrindo o segundo CD, temos “Slaying the Dreamer”, mais uma faixa dos dois últimos álbuns do Nightwish – o que confirma a minha teoria – de a banda ter se tornado gigante a partir de 2002. Outro momento esperado é a faixa seguinte, “Kuolema Tekee Taiteilijan”, uma balada cantada em finlandês e que também foi incluída apenas nesses últimos shows da turnê. “Nemo”, o ‘hit’ de “Once” dá seqüência ao show, enquanto que “Ghost Love Score” vem logo após, sendo para mim, um dos momentos mais esperados. Um exemplo claro de maturidade musical de Tuomas como compositor, e um exemplo claro de excelência do Nightwish como banda. “Stone People” não é uma música nova, mas trata-se de uma introdução para “Creek Mary’s Blood”, outra novidade no ‘set’ desse show especial. E, para fechar a apresentação com chave de ouro, “Over the Hills and Far Away” e outro ‘hit’, “Wish I Had an Angel”.

Com tantas ótimas composições e com uma apresentação digna de um ícone do metal contemporâneo, o Nightwish não merece outra nota que não seja um dez. Um lançamento impecável, um registro histórico do que foi uma das mais competentes bandas de metal melódico. Aguardamos agora, o novo Nightwish, a nova vocalista e um novo álbum. O que podemos esperar? Ainda é cedo para perguntar, e ainda mais cedo para responder.

Site oficial: www.nightwish.com

Line-up:
Tarja Turunen (vocal);
Emppu Vuorinen (guitarra);
Marco Hietala (baixo/vocal);
Tuomas Holopainen (teclado);
Jukka Nevalainen (bateria).

CD 1:

01. Dark Chest of Wonders
02. Planet Hell
03. Ever Dream
04. The Kinslayer
05. The Phantom of the Opera
06. Siren
07. Sleeping Sun
08. High Hopes
09. Bless the Child
10. Wishmaster

CD 2:

01. Slaying the Dreamer
02. Kuolema Tekee Taiteilijan
03. Nemo
04. Ghost Love Score
05. Stone People
06. Creek Mary’s Blood
07. Over the Hills and Far Away
08. Wish I Had an Angel

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de End of an Era - Nightwish

5000 acessosResenha - End of an Era - Nightwish


TarjaTarja
"From Spirits And Ghosts" sai em novembro; ouça prévia

24 acessosEm 14/01/1966: Nasce Marco Hietala (Nightwish)45 acessosEm 30/11/2011: Nightwish lança o álbum Imaginaerum1150 acessosAnette: vocalista retorna com novo projeto, "The Dark Element"3039 acessosMulheres que cantam Metal: estúdio/ao vivo, expectativa e realidade81 acessosEm 26/09/2007: Nightwish lança o álbum Dark Passion Play0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Nightwish"

After ForveverAfter Forvever
Floor Jansen se sente traída por relançamentos

EstiloEstilo
A semelhança entre Holopainen e Roberto Justus

NightwishNightwish
"Não sei quanto dinheiro ganhamos e não quero saber!"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Nightwish"


Iron MaidenIron Maiden
Como soa a voz de Bruce Dickinson isolada?

SlipknotSlipknot
Demônio avistado em fogo durante show?

Rob HalfordRob Halford
"Talvez eu seja o único vocalista gay de Metal!"

5000 acessosDi'Anno: "Harris é como Hitler e o Maiden é entediante!"5000 acessosTop 10: Melhores Baixistas de todos os tempos5000 acessosGuns N' Roses: os 10 melhores não-clássicos da banda5000 acessosStairway To Heaven: site reúne 101 covers do clássico5000 acessosIan Gillan: "Jon Lord era o poderoso chefão do Deep Purple"5000 acessosBlack Sabbath: os 10 melhores covers feitos por bandas famosas

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.


Sobre Paulo Finatto Jr.

Reside em Porto Alegre (RS). Nascido em 1985. Depois de três anos cursando Engenharia Química, seguiu a sua verdadeira vocação, e atualmente é aluno do curso de Jornalismo. Colorado de coração, curte heavy metal desde seus onze anos e colabora com o Whiplash! desde 2000, quando tinha apenas quinze anos. Fanático por bandas como Iron Maiden, Helloween e Nightwish, hoje tem uma visão mais eclética do mundo do rock. Foi o responsável pelo extinto site de metal brasileiro, o Brazil Metal Law, e já colaborou algumas vezes com a revista Rock Brigade.

Mais informações sobre Paulo Finatto Jr.

Mais matérias de Paulo Finatto Jr. no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online