Resenha - At Last - Riccardo Vernaccini

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


Riccardo é um guitarrista italiano influenciado por uma gama de excelentes mestres: de Eddie Van Halen, passando por George Lynch, Steve Morse e Andy Timmons, seu espectro musical é vasto e extenso. Desde os 12 anos quando descobriu seu amor pela guitarra, ele vem desenvolvendo sua prática e habilidade, e finalmente apresenta seu trabalho na forma deste CD independente, muito bem produzido, e que traz 12 músicas, aonde ele procura se mostrar musicalmente e como compositor.

Dinheiro não é tudo mas ajuda: 5 Rock Stars que nasceram ricosBatom, laquê...: Como formar uma banda de Hard Rock em 69 lições

Desde as influências prog ("Blind Date" e "Endless Journey"), passando pela pegada do mestre Eddie Van Halen ("Worlds Apart" chega a ser um descalabro de tão similar), Riccardo mostra que ainda não se desvinculou de seus mestres: "Another One" poderia ter sido escrita por Joe Satriani (o que não é nada ruim...) e "Miss On The Farm" (notem o "quac,quac" do começo) chega a lembrar as loucuras que só Steve Vai sabe fazer.

Mas não pensem que estou metendo o malho em nosso caro guitar-hero. Tudo o que ele apresenta aqui requer talento e muito feeling (coisa que o distinto usa e abusa na suave "Walking Beneath The Moon" e em "Secret Side", que mostram sua maestria em compor temas mais chegados para o hard-pop), e este é seu primeiro trabalho. Muito natural que seja um espelho dos músicos que o influenciam.

Um bom começo, mas precisa de mais desenvolvimento (coisa que só o tempo e mais composições podem permitir) para que Riccardo seja reconhecido por seu trabalho, e não por simplesmente ser mais um fritador de notas com feeling. Mas não deixa de ser um começo animador, e o prenúncio de um futuro brilhante.

Contatos: riccardovernaccini@alice.it




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Riccardo Vernaccini"


Dinheiro não é tudo mas ajuda: 5 Rock Stars que nasceram ricosDinheiro não é tudo mas ajuda
5 Rock Stars que nasceram ricos

Batom, laquê...: Como formar uma banda de Hard Rock em 69 liçõesBatom, laquê...
Como formar uma banda de Hard Rock em 69 lições

Tragédias: 10 das piores ocorridas em shows de Rock e MetalTragédias
10 das piores ocorridas em shows de Rock e Metal

Blaze Bayley: é melhor ser ex do Iron que do A-HABlaze Bayley
"é melhor ser ex do Iron que do A-HA"

Cretin: transexual rompe barreiras no metal extremoCretin
Transexual rompe barreiras no metal extremo

Dave Mustaine: pedindo desculpas a HetfieldDave Mustaine
Pedindo desculpas a Hetfield

Judas Priest: Painkiller e seus diversos coversJudas Priest
Painkiller e seus diversos covers


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.