Resenha - Some Live Songs - Donavon Frankenreiter, Jack Johnson e G.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Ricardo Seelig
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Três amigos fazendo um som. Este é o clima de “Some Live Songs”, EP que traz Jack Johnson, Donavon Frankenreiter e G. Love intrepretando versões ao vivo de alguns de seus maiores sucessos, e que chegou ao mercado brasileiro no final de 2005.

5000 acessosTragédia e dor: O Blues, o Rock e o Diabo5000 acessosMetal Brasileiro: 10 bandas recomendáveis fora o Sepultura


Tanto Donavon quanto G. Love são apadrinhados de Jack Johnson, e não fazem muita força para sair da sombra do havaiano. Se em um álbum de inéditas isso incomoda um pouco, neste despretencioso EP acaba contando a favor. Apesar de três artistas distintos, o que temos é uma unidade musical e temática que acrescenta muito ao resultado final.

“Some Live Songs” abre com “Rodeo Clows”, um dos principais cartões de visitas de Jack Johnson. Canção emblemática do havaiano, apresenta aquela levada de violão que o consagrou em todo o mundo. A versão contida aqui ficou mais legal ainda pela alternância de vozes entre Johnson e G. Love, dando um clima ainda mais informal e relaxante.

Donavon Frankenreiter vem em seguida com a sua música mais conhecida, o hit “Free”. Como em seu álbum de estréia, aqui ele também conta com a participação de Jack Johnson nos vocais. Típica e agradável canção pop, com certeza é a música que irá puxar as vendas do EP. Destaque para o banjo e para a gaita de boca tocada por G. Love, ressaltando ainda mais o astral de jam do EP.

“Sunshine”, com G. Love nos vocais, “Heading Home”, novamente com Donavon, e “Mud Footbal”, de Jack Johnson, completam o EP. Mas a maior surpresa, e também a melhor faixa, acabou ficando para o final, com a deliciosa “Girl I Wanna Lay You Down”. Com uma levada de arcodeão (?!?!) de G. Love, mantém o mesmo estilo que consagrou Jack Johnson em todo o mundo, e que também está levando os outros dois a abocanhar cada vez mais mercado. Perfeita para relaxar à beira do mar, curtindo as maravilhas de um país tropical como o Brasil (aliás, é de se estranhar que nenhum DJ esperto ainda não a tenha tornado um enorme hit nas rádios de todo o país).

O CD também conta com uma faixa escondida, um blues acústico cantado por G. Love, que vale apenas pela curiosidade.

Um ótimo CD, interessante para quem não tem preconceitos e tem como seu estilo prefeito “música boa”.

Faixas:
1. Rodeo Clows
2. Free
3. Sunshine
4. Heading Home
5. Mud Football
6. Girl I Wanna Lay You Down

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Jack Johnson"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Jack Johnson"

Coisa do demo?Coisa do demo?
O rock sempre foi relacionado como música do diabo

Metal BrasileiroMetal Brasileiro
10 bandas recomendáveis fora o Sepultura

HalfordHalford
O que há escondido sob a roupa de couro?

5000 acessosRock Stars: como se pareceriam alguns se não tivessem morrido5000 acessosDream Theater: o vacilo na capa de "A Dramatic Turn of Events"5000 acessosPostura: 12 coisas que você nunca deve dizer a um músico5000 acessosRock in Rio: mais três atrações internacionais e uma nacional4209 acessosPink Floyd: "Atirei o pau no gato" em homenagem feita pelo Falcão5000 acessosSex Pistols: "Sid Vicious não matou Nancy Spungen"

Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online